Daily Archives: 2010/10/08

Dos sucessos e fracassos do “Plano Tecnológico”

 

Plano Tecnológico (http://www.mj.gov.pt)

Plano Tecnológico (http://www.mj.gov.pt)

 

Um dos projetos mais ambicioso e que mais apoie nestes executivos socráticos foi o chamado “Plano Tecnológico”. A maioria das metas traçadas foram alcançadas, mas agora que Portugal tem – como nunca antes – licenciados em engenharia e percentagens de investimento na Ciência comparáveis à média europeia, revela-se em toda a sua “grandeza maléfica”, o grande bloqueio estrutural do nosso país: a incapacidade em aproveitar estes recursos.

Pelo contrário, há até indicadores que apontam para um recuo sensível – nos últimos anos – no campo das novas tecnologias, com uma redução nas exportações de bens e serviços de alta tecnologia e na inexistência de grandes empresas nacionais de base tecnológica fundadas em Portugal no últimos anos. Um e outro fenómeno explicam porque é que o saldo da balança de pagamentos tecnológica, tornou a ser negativo nos primeiros 7 meses de 2010… e nada indica que esta tendência se reverta até final do ano.

É verdade que 2010 está a ser – a muitos títulos – um ano atípico. A Crise mundial, a crise da dívida soberana e as crescentes dificuldades orçamentais, estão a reduzir as encomendas da administração pública e a reduzir a faturação das empresas tecnológicas portuguesas. O Desemprego crónico entre os jovens está a levar os melhores destes quadros a deixarem o país e ainda faltam as medidas que permitam o florescimento de empresas de base tecnológica, quer pela via da proteção do mercado (método que todos os “grandes países” seguem sem pudor) quer pela via de estímulos fiscais e de espaço reservado na administração pública pela determinação (por exemplo) da obrigação de que todo o novo software adquirido pela Administração Pública seja em Código Aberto, na língua de Camões e usando empresas nacionais… pontos que certamente irritarão a Europa, mas que são fundamentais para criar esse segundo patamar que resta e que está a levar estes jovens formandos para a emigração.

Fonte:
http://economia.publico.pt/Noticia/pais-tem-mais-engenheiros-e-doutorados-mas-a-economia-ainda-nao-reage_1457962

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | 1 Comentário

Fernando Nobre: “A crise social que se vive em certos bairros degradados (onde o desemprego pode atingir 30% ou mais dos seus habitantes) pode ser propícia a ações de violência e à eclosão da mais nefasta criminalidade”

 

Fernando Nobre (http://www.oribatejo.pt)

Fernando Nobre (http://www.oribatejo.pt)

 

“A crise social que se vive em certos bairros degradados (onde o desemprego pode atingir 30% ou mais dos seus habitantes) pode ser propícia a ações de violência e à eclosão da mais nefasta criminalidade.
As explosões de violência a que já se assistiu em bairros periféricos de Paris e outras cidades francesas, Atenas ou até entre nós, em Portugal, felizmente em grau bem menor, são sintomas febris que importa seguir e debelar, com ações sociais, educativas, laborais e urbanísticas, antes que tomem proporções mais alarmantes.”

Fernando Nobre
Humanidade

Sejamos claros: os países desenvolvidos estão no limiar de uma crise social sem precedentes: o Desemprego galopante e a incapacidade crónica das economias em absorver as camadas mais jovens da população estão a criar um caldeirão de agitação social que tem o seu estouro iminente agendado para o momento em que os níveis de desemprego atingirem o seu limite de sustentação e não falta já muito tempo para que ecludam protestos mais ou menos violentos nas cidades cada vez mais povoadas de gente desesperada e sem futuro.

Caminhamos a passos largos para um autêntico degelo social que inflamará até as sociedades mais pacíficas e (supostamente) mais civilizadas. Em nome dos mitos do “mercado livre” e da “globalização do comércio mundial” criaram-se imensas e crescentes moles de descontentes que irão abalar a estabilidade de um sistema que cada vez os excluí mais.

Categories: Fernando Nobre, Movimento Internacional Lusófono, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade