Daily Archives: 2010/10/05

Quids S22: Que organização usa este logotipo?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S21 | 21 comentários

Notícia sobre o Jantar “Ciência e Novas Tecnologias com Fernando Nobre” de 4 de outubro num dos mais prestigiados blogues astronómicos da Lusofonia: o astroPT.

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Avançam as negociações pela participação portuguesa no Embraer KC-390

As negociações com a Embraer a propósito da participacao de empresas portuguesas na construção e desenvolvimento do KC-390 serão lideradas pelo próprio ministro da defesa, conforme decisao do Conselho de Ministros.

A decisão confirma a importância dada a este projeto pelo Governo português assim como a substituição dos atuais aviões de transporte Hercules C-130H por estes aparelhos da Embraer.

A substituição pelos aviões KC-390 só deve começar a partir de 2018, com o primeiro protótipo a voar já em 2014. 2018 é o ano estimado do primeiro voo do avião devendo os Hercules manterem-se em operação até essa data, algo que será possível pelo processo de modernização de que vão ser alvo já no próximo ano e que lhes garantirá mais cinco anos de operacionalidade na FAP e um valor comercial significativo em 2018 que lhes permitirá serem vendidos.

A opcao pelo aparelho da Embraer já fora bem clara, em setembro, quando declarou: “O KC-390 é, do ponto de vista técnico e operacional, uma aeronave que satisfaz os requisitos necessários para o transporte estratégico militar”. O projeto será para Portugal um importante gerador de Emprego, Exportações e de Aquisição de Conhecimentos. Aspectos onde as empresas portuguesas que farão parte terão um papel crucial.

A lista das empresas nacionais envolvidas no projeto da Embraer será definida dentro de dois meses, sabendo-se já que serão empresas com capacidade para participarem no fabrico de fuselagem e das tecnologias de informação. Entre estas as Ogma (o maior fabricante aeronáutico nacional e detida em parte pela Embraer) e a própria Embraer que brevemente terá duas fábricas em Évora.

O projeto KC-390 assume-se assim como um pivô estratégico para Portugal. Não somente porque irá substituir o aparelho mais importante (e usado) da FAP, o Hercules, como também porque vai incluir uma importante componente de desenvolvimento e produção nacionais, podendo representar um novo tipo de exportações para o país e a consequente geração de Emprego e impacto no PIB.

Fonte:
http://economia.publico.pt/Noticia/defesa-lidera-negociacoes-de-fabrico-do-aviao-kc390_1457690

Categories: Brasil, DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Lusofonia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: , | 10 comentários

Sobre o desarmamento europeu e o que isso significa para o papel da Europa no mundo

Não gostou muito de vários aspectos da personalidade e ação governativa do Presidente francês, Nicolas Sarkozy. Mas quando o seu ministro da Defesa, numa reunião com outros ministros da Defesa da UE, Hervé Morin declarou que “Os países europeus demitiram-se, na maioria, de uma ambição simples: dispor de um aparelho militar que lhes permita ter peso nas questões mundiais” e acrescentando ainda, de uma forma particularmente aguda: “Ao ritmo a que estamos, a Europa irá tornar-se progressivamente um protectorado e daqui a 50 anos vamos transformarmos-nos no jogo de equilíbrio das novas potências, onde estaremos sob um condomínio sino-americano” e que “todos os países do mundo estão a aumentar o seu armamento”.

Com efeito, todos os grandes países europeus estão a executar ou a planear pesadas reduções da sua capacidade militar para os próximos anos. O Reino Unido vai começar cortes que daqui a apenas 5 anos vão reduzir os seus gastos entre os 10 e os 20 por cento, o que produzirá uma tal diminuição de capacidade que preocupa os EUA que começam a questionar-se se o Reino Unido continuará a ser capaz de ser o aliado fiel que tem sido. A Alemanha vai também reduzir as suas forças armadas. Mas numa escala ainda maior: 30% e estes exemplos estão a ser seguidos por toda a Europa especialmente no contexto presente de crises da dívida soberana e de défices orçamentais.

Com a continuação do investimento chinês no setor da Defesa, agora cada vez mais autónomo e menos dependente de importações, porque nas últimas 3 décadas já logrou desmontar e fazer engenharia reversa sobre toda a tecnologia militar e civil que o Ocidente e a Rússia lhe vendeu. A Índia, pelos seus tradicionais bons laços com a Rússia e por via do crescimento da sua economia e pela tensão constante com o Paquistão tem mantido níveis consistentemente altos de despesas militares. Os EUA, continuam (apesar do seu monstruoso défice) a gastar 4% do seu PIB em Defesa. Até o Brasil utilizou parte da riqueza gerada pelo seu desenvolvimento recente para através de programas ambiciosos, como o F-X2 ou o do SNA sair de um quase desarmamento e rearmar-se.

Todos os países BRIC, com excepção talvez da Rússia e adição dos EUA estão a rearmarem-se. Neste cenário, a Europa tem que saber reencontrar a sua posição no mundo: ou sai de cena, e deixa de ser (em grupo e país por país) uma potencia mundial ou encontra forma de retomar a sua anterior predominância militar e política no mundo. Mas como encontrar os meios financeiros para manter esta posição se a maioria dos países europeus acumulam dívidas externas crescentes e orçamentos desequilibrados? A Europa tem hoje défices comerciais tremendos devido à globalização neoliberal e à supressão de barreiras alfandegárias, por isso acumula dívidas (para pagar as importações) e se desindustrializa cada vez mais. Como quebrar assim esta queda vertiginosa na influência europeia no mundo?
Só pela reinstauração do evaporado tecido industrial europeu e este pelo estabelecimento de alguma forma de neoproteccionismo. Não vemos outra forma.

Fonte:
http://www.publico.pt/Mundo/a-europa-arriscase-a-ser-um-condominio-sinoamericano_1457772

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | 34 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade