Daily Archives: 2010/10/01

Que energia está a puxar a Pioneer 10 de volta para o Sistema Solar?

Há um mistério novo no Sistema Solar… Algo está a atrair a sonda Pioneer 10 de volta para o Sol. Tal coisa poderia parecer normal, excepto se soubéssemos que a sonda já deixou o Sistema Solar em 1983…

Sabe-se que tal atração não é o resultado da força gravidade, que é o resultado de outra coisa. Mas qual? Seja lá o que for, é 10 milhões de vezes inferior à força da gravidade. Segundo alguns astrofísicos poderemos estar perante a manifestação de uma nova força. Inicialmente, pensava-se que tal atração poderia ser o resultado de algum tipo de emissão de gás a partir da Piooner 10. Mas essa possibilidade está agora descartada.

Então o que será esta misteriosa força que está a puxar a sonda de volta para o Sol? Não pode ser nem a gravidade, nem o vento solar. Será… algo relacionado com a elusiva “Energia Negra”?

Fonte:
http://gizmodo.com/5642007/a-mysterious-force-is-pulling-pioneer-10-back-toward-the-sun

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | 10 comentários

Quids S21: Como se chama este produto?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S21 | 7 comentários

Jobs for the Boys… and Girls.

“A concessão de uma bolsa de estudo ao filho da Secretária do Trabalho e Solidariedade Social, Ana Paula Marques (Açores), superior a 9 mil euros para se formar como piloto de aviação civil em Évora”
18 de setembro, Diário de Notícias

É claro que também não podemos cair no radicalismo de proibir a todos os filhos da partidocracia o acesso às (múltiplas) benesses do Estado, pagas com os impostos de todos nós. Mas não passa desapercebido a quem quer que se mantenha a par das notícias que não passe semana sem que apareçam referencias a “filhos de alguém”, fidalgotes oriundos de famiglias de políticos de várias gerações (de Alegre, a Sócrates passando por Soares e Portas, entre quase todos) que paulatinamente se encaixam nos vários estratos do Poder, das Empresas Públicas e até das Privadas que num país em que 60% da economia depende do Estado são dependentes de contratos estatais.

Ninguém sabe ao certo quantos fidalgotes (de todas as idades) estão alapados nas Empresas e no Estado. Infelizmente, o nepotismo escapa às estatísticas do INE, mas não restam dúvidas de que existem milhares de “empregados” fictícios por todos os escalões do Estado. E sabe-se até de certa empresa de comunicações usada à décadas como “armazém” de boys e fidalgotes que tem um andar inteiro num edifício em Lisboa cheio de funcionários, sem funções definidas nem necessidade de comparecerem no “local de trabalho”.

O nepotismo é um dos maiores travões ao Desenvolvimento económico e social do nosso país: ele mina qualquer impulso meritocrata nas empresas e no Estado. Quando vemos um fidalgote encastrado como professor universitário (há-os aqui aos milhares), como “assessores governamentais” ou como “consultores de gestão na CGD assim que terminam o curso (filho de Sampaio) sabemos que todos os esforços para trabalhar mais e melhor são inúteis porque alguém irá preencher esse lugar com algum fidalgote ou um boy do bi-partido.

A solução para esta doença crónica chamada nepotismo passa pelo estabelecimento firme e generalizado da Transparência nos concursos públicos e na obrigação desses concursos em todos os escalões do Estado. Fim ao cargos de nomeação política e substituição dos mesmos por cargos eleitos e por concurso público! E imposição de punições judiciais severas nas empresas privadas que contratem por critérios nepóticos, de forma a fechar também nesta frente a porta aos nepotismos e favorecimentos vários que corroem a eficiência da nossa economia.

Categories: Política Nacional, Portugal | 1 Comentário

Encerramento de escolas: “Em muitos casos, a escola era a última instituição pública e cultural”

“Em muitos casos, a escola era a última instituição pública e cultural. É certo que não resgata na comunidade da sua extinção, mas é mais um elemento. Estamos a construir um país desequilibrado, centrado no litoral, reproduzindo a centralização politica e administrativa. Vamos pagas um preço muito elevado por politicas racionalistas e tecnocráticas que reforçaram a desertificação do mundo rural.”
Licínio Lima
Diário de Notícias
18 setembro de 2010

Concordamos que difícil situação financeira do país tem que conduzir a uma multiplicação de cortes nas despesas do Estado. Neste contexto difícil, que ameaça a própria sobrevivência de um Estado milenar e a vida de todos nós, há que saber tomar decisões difíceis. Manter em funcionamento escolas com pouco mais de 20 alunos não faria, neste clima de restrições orçamentais, muito sentido. Mas isso é abordar o problema da Crise numa forma superficial e pouco imaginativa. Sei bem que os governos do bi-partido em Portugal concentram toda a sua energia e imaginação na obtenção de generosos contratos para as empresas dos seus amigos e na satisfação das suas densas redes clientelares, mas manter esta lógica suicida de cortes a eito na despesa do Estado e de aumentos sistemáticos de impostos não faz mais a curto prazo (como gostam os economistas) do que estrangular a Economia e fazer disparar os números do Desemprego. É preciso imaginação e engenho (mais do que esforço) para fazer sair o país desta grave crise: as receitas do costume não só não funcionam, como têm efeitos opostos.

O que fazer, então?… Aquilo em que acreditamos é que importa buscar novas soluções – nunca aplicadas – e distantes das cartilhas económicas convencionais. não ter medo e avançar para o desconhecido com coragem e determinação para preservar este país para o futuro e, assumir de vez, que este Estado – cronicamente deficitário – não tem viabilidade financeira e dissolvê-lo numa entidade política nova, rejeitando os compromissos políticos (União Europeia) e económicos do “Portugal” unitário, centralista e cronicamente falido. Talvez num novo Estado, ou melhor, numa “federação de municípios livres e independentes”, conforme ao sonho de Agostinho da Silva e um dos mais importantes pontos da declaração de princípios e objetivos do MIL.

Categories: Política Nacional, Portugal | 7 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade