Daily Archives: 2010/09/29

Quids S21: Que filme é este?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S21 | 9 comentários

No século XVI, Lisboa tinha 10% de população negra e do que devemos aprender daí

No século XVI surgiriam duas Irmandades Dos Homens Negros em Portugal, uma em Lisboa e outra em Lagos. Na altura 10% da população portuguesa era constituída por escravos africanos, segundo o historiador Cristóvão de Oliveira.

Esta mesma percentagem surge mais tarde, em pleno século XIX aquando da visita de Lord Byron a Portugal e hoje, não estará muito longe da verdade, se à população urbana da capital se somar a população migrante dos subúrbios. Portugal sempre soube, portanto, integrar demográfica e culturalmente estas populações de origem africana, porque não seria assim capaz de o tornar a fazer hoje em dia? O fenómeno migratório está aliás gravado bem fundo na própria forma portuguesa de estar no mundo, onde os casamentos mistos foram fundamentais para a sobrevivência durante quase meio milénio da presença portuguesa no oriente e em África. Portugal tem também sido ao longo de toda a História europeia um dos maiores fornecedores de correntes migratórias do globo havendo hoje qualquer coisa como 5 milhões de portugueses no exterior, ou seja, um terço da população nacional…

Perante tal condição migratória, perante um problema demográfico nunca satisfatoriamente endereçado pelo regime democrático, e que se traduz numa das taxas de substituição demográfica mais baixas do mundo: 1.3 filhos por casal, quando essa taxa devia ascender a pelo menos 2.1 para que a população se pudesse manter aos mesmo níveis que os atuais. Perante tal bem sucedido passado de integração – pela via da miscigenação – porque haveremos hoje de temer os fenómenos imigratórios atuais? Aliás, tendo em conta o aspecto migrante da própria portugalidade, como rejeitar a imigração, sobretudo num grave contexto, não apenas de estagnação, mas até de recuo demográfico?

Categories: Política Nacional, Portugal, Sociedade, Sociedade Portuguesa | 7 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade