Daily Archives: 2010/09/16

Quids S21: Como se chama este homem?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S21 | 30 comentários

Fernando Nobre: “o Brasil e a Índia deveriam ter direito a um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas”

Fernando Nobre (http://ma-schamba.com)

Fernando Nobre (http://ma-schamba.com)

“Ouse-se fazer a reforma que se impõe nas Nações Unidas e nas instituições de Bretton Woods (FMI, Banco Mundial), no sentido da sua mais ampla democraticidade e representatividade, exigidas com razão pelos países emergentes: no grupo dos BRIC, o Brasil e a Índia deveriam ter direito a um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas (a Rússia e a China já têm), mas também assim deveria ser para a Alemanha, o Canadá, o México, a Nigéria, o Egipto, a África do Sul, o Japão, o Paquistão e a Indonésia”
Fernando Nobre, Humanidade

A presente composição do Conselho de Segurança é obsoleta. Saída diretamente do fim da Segunda Grande Guerra, refletia a preocupação em conceder aos vencedores desse conflito mundial um lugar preponderante, a partir do qual pudessem fazer aplicar a sua influência.

Urge reestruturar a composição do Conselho de Segurança, adequando-o ao papel económico crescente das potenciais emergentes e fazendo representar nesta mesa os países de maior peso demográfico no globo. Não faz sentido, nem credibiliza a instituição, manter como membros permanentes no Conselho de Segurança unicamente os vencedores de uma “Guerra Mundial” que já terminou há bem mais do que meio século e excluir deste países tão influentes e representativos como a Índia (que pagou o “pecado” de não existir em 1945) ou o Brasil, apenas para citar os dois exemplos mais chocantes.

Categories: Fernando Nobre, Política Nacional, Portugal | 3 comentários

Afinal, as sondas Viking podem ter destruído microorganismos no solo marciano que analisavam

Um estudo recente indica que, afinal, o solo marciano pode conter alguns elementos essenciais às formas de vida baseadas em carbono, isto apesar das análises realizadas na década de 70 pelas sondas Viking terem então indicado o contrário.

Com efeito, os planetólogos ficaram espantados com o facto das análises ao solo feitas pelas Viking não terem registado nenhum composto orgânico. Mas um novo estudo – inspirado numa análise ao solo realizada pela defunta sonda Mars Phoenix Lander – considera que a maior parte do clorino encontrado pela Phoenix estava na forma de percloratos e não sob formas salinas, como se esperava. Ora os percloratos são agentes oxidantes que quando aquecidos, se quebram em fragmentos muito reativos que destroem os compostos orgânicos junto de quem se encontram… Assim, os únicos compostos orgânicos encontrados pelas Viking: clorometano e diclorometano e que na época foram interpretados como contaminação terrestre nos instrumentos dos Landers, podem de facto ser o resultado dessa reação química muito destrutiva que pode ter destruído os vestígios orgânicos que procuravam.

É claro que a presença de compostos orgânicos não quer dizer que exista vida em Marte… apenas condições insuspeitas até agora para que possa ser suportada ou que tenha existido no passado. Mas é mais indício… ou melhor, mais uma possibilidade de um indício.

Fonte:
http://www.sciencenews.org/view/generic/id/63137/title/Mars_organics_get_new_lease_on_life

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

O Brasil expande a sua fronteira marítima

De uma forma relativamente discreta – mas decidida – o Brasil alargou a sua fronteira marítima através de uma ordem naval que estendeu a sua fronteira mais 200 milhas náuticas, lançando assim um desafio às nações vizinhas para responderem de forma idêntica. Obviamente, esta extensão prende-se com a sucessão de descobertas de hidrocarbonetos ao largo da costa brasileira.

A medida não estará certamente isenta de polémica internacional nos próximos anos já que colide com a regra aceite internacionalmente de que as águas territoriais de um país são de apenas 12 milhas náuticas. Este limite tem contudo sido aumentado para as 200 milhas, pela generalidade dos países que têm fronteiras marítimas e agora, o Brasil segue também o exemplo de países que, como Portugal, já deram esse exemplo.

Atualmente, o Brasil já explora o enorme Banco Tupi, uma das maiores reservas petrolíferas do mundo, mas o o Campo do Açúcar – de petróleo leve – é cinco vezes maior do que o Tupi e tem potencialmente tanto petróleo que pode retardar o tão temido Pico Petrolífero pelo menos mais uma boa década, com os seus estimados 40 biliões de barris.

Recentemente, países como a Argentina, o Chile, o Peru, e o Equador aumentaram a fronteira marítima para as 200 milhas, o que terá também motivado esta nova tentativa brasileira, que se segue a uma anterior – realizada em 2004 – e então negada pelas Nações Unidas, num desfecho que agora e aproveitando uma crescente importância internacional, o Brasil espera ser bem sucedida e que representará – a concretizar-se – mais um sinal do estatuto de proeminência internacional deste grande país lusófono.

Fonte:
http://www.terradaily.com/reports/Brazil_seeks_more_control_on_sea_resources_999.html

Categories: Brasil, Política Internacional | 5 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade