Sobre o papel da língua portuguesa no mundo

Foi no decurso do congresso da “Associação Internacional para a Investigação em Média e Comunicação” (Iamcr), que vários investigadores na área das Ciências da Comunicação expressaram a opinião de que “Os países de língua oficial portuguesa não têm sabido explorar o potencial da Internet para divulgar a cultura”. Essa foi por exemplo a posição de Rosental Alves, um investigador brasileiro da Universidade do Texas (EUA).

Com efeito, as instituições ligadas à promoção e defesa da língua portuguesa nunca tiveram em conta o tremendo potencial que representam quase 200 milhões de lusofalantes ligados à Internet. Sobretudo, os meios de comunicação nunca souberam tiram partido deste imenso mercado de leitores. Um dos investigadores, Rosental Alves, mencionou que “Há mais norte-americanos do que britânicos a ler os sites dos jornais do Reino Unido. A audiência dos jornais espanhóis na América Latina também é enorme”. Este fenómeno, aliás, é também registado na maioria dos blogues portugueses (como o Quintus) sendo assim o “ciberespaço é um novo terreno para o sonho da lusofonia. É uma oportunidade para criar uma rede virtual de cidadãos que sentem e falam em Português”

Em todo o mundo, a língua portuguesa é a sexta mais falada, graças aos seus 250 milhões de lusofalantes. Na Internet, é a quinta e até recentemente, em alguns serviços como o Orkut, o facebook e o twitter ocupa pontualmente posições mais elevadas.

Este gigantesco património comum contudo ainda não é devidamente aproveitado porque aqueles que dele comungam. Um estudo organizado pela investigadora Margarida Ledo e que se estendeu a Portugal, Brasil e Guiné-Bissau revelou que o conceito “Lusofonia” ainda não foi interiorizado pela maioria da população destes 3 países como uma ponte ou laço de união e que “A maioria dos brasileiros não reconhece o termo lusofonia, os guineenses associam-no à época colonial”. Este é o trabalho de sapa – necessariamente lento e difícil que a sociedade civil, os inteletuais e as instituições públicas e privadas com responsabilidades neste domínio têm que ir trilhando para que seja possível obstar ao domínio crescente da língua inglesa nos campos comercial e cibernético e para que o imenso capital que representa ter uma língua utilizada por mais de 250 milhões de pessoas nos cinco continentes possa ser plenamente aproveitado. E esta é a missão principal do MIL: Movimento Internacional Lusófono.

Fonte:
http://www.publico.pt/Cultura/paises-lusofonos-nao-tem-sabido-explorar-a-internet-para-divulgar-a-sua-cultura_1448215

Anúncios
Categories: Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono | Etiquetas: | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “Sobre o papel da língua portuguesa no mundo

  1. Odin

    “Os países de língua oficial portuguesa não têm sabido explorar o potencial da Internet para divulgar a cultura”

    É verdade. 😦

  2. joão dias

    Nem tudo o que vem do mundo lusofono é mau , vejam este video até ao fim , o mundo losofono unido e com muita beleza !!!!!!!

    • Otus scops

      J.Dias

      concordo que nem tudo o que vem da Lusofonia não é mau, sou suspeito mas diria que o bom supera o mau.

      agora este foi um mau exemplo, este som do Kuduro (entre outras porcarias pimba) é simplesmente pavoroso! 😮
      poluição sonora pura!
      ainda para mais nem é feito por africanos, falta-lhe alma. arrgh…

      daqui a pouco ainda vejo por aqui uma Tarrachinha, fónix…

  3. Otus scops

    Lusofonia na máxima força, o triângulo Portugal-Angola-Brasil.
    (infelizmente o Youtube retirou a potente versão original)

    “Eu vim lá do Brasil
    P’ra fazer o tour na Europa.
    Morta de saudade
    Na cabeça só piroca.
    Com medo de errar o linguajado português
    Eu tinha-me esquecido eu só não sei falar inglês.

    Queria só saber qual é o gesto que se usa
    Pois é muito engraçado
    A camisola ser uma blusa.
    Mas Deus sabe o que faz
    Fez você falar o inglês.
    Se tu me molestar
    Te mando gesto português.”

    dá-lhe com força, Deize!!!
    (admiro muito a Tigrona, é cá uma personagem)
    😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: