Fernando Nobre: “No Mundo, no último ano, dezoito milhões de milhões de dólares foram utilizados para financiar os avalizar bancos e outras instituições financeiras, enquanto em quarenta e nove anos foram apenas disponibilizados dois milhões de milhões de dólares pelos países doadores para a ajuda ao desenvolvimento dos países mais pobres”

Fernando Nobre (http://www.aulamagna.pt)
Fernando Nobre (http://www.aulamagna.pt)

“No Mundo, no último ano, dezoito milhões de milhões de dólares foram utilizados para financiar os avalizar bancos e outras instituições financeiras, enquanto em quarenta e nove anos foram apenas disponibilizados dois milhões de milhões de dólares pelos países doadores para a ajuda ao desenvolvimento dos países mais pobres.”
Fernando Nobre, Humanidade

Trata-se aqui de pura e simples estupidez estratégica. A aplicação inteligente de uma parcela de recursos que – afinal sempre existiam – permitiria fazer sair muitos países mais pobres do subdesenvolvimento crónico e torná-los em verdadeiros pólos regionais de crescimento que depois, arrastariam para a mesma via outros países seus vizinhos. Este efeito cascata poderia ter feito ingressar nos ciclos comerciais mundiais países que deles estão efetivamente excluídos e onde todas as ajudas ao desenvolvimento mais não fazem do que alimentar cleptocracias cada vez mais ávidas e que nunca criam condições reais de desenvolvimento, apenas condições para que nações inteiras se tornem em nações de pedintes crónicos.

As ajudas ao desenvolvimento enquanto forem apenas bastantes para acolher a emergências humanitárias nunca serão suficientes para alavancar o desenvolvimento de países desesperadamente carentes delas. Têm assim que aumentar de escala, para não serem crónicas e, sobretudo, têm que ser prestadas localmente, sem intermediação nos corruptos e ineptos governos locais, para que possam criar condições de longo prazo que libertem esses países da miséria e subdesenvolvimento crónicos…

Categories: Fernando Nobre, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: