Daily Archives: 2010/08/14

O secretário de Estado da Defesa Nacional e Assuntos do Mar, Marcos Perestrello, afirmou que Portugal tem “a obrigação” de desenvolver o seu conhecimento sobre o mar profundo que está englobado na sua extensa ZEE

Recentemente, o secretário de Estado da Defesa Nacional e Assuntos do Mar, Marcos Perestrello, afirmou que Portugal tem “a obrigação” de desenvolver o seu conhecimento sobre o mar profundo que está englobado na sua extensa ZEE. O governante acrescentou que embora a Investigação seja da competência do Estado, a exploração das suas riquezas, essa, teria que competir aos privados.

Marcos Perestrello disse ainda que “estamos a entrar numa nova era dos Descobrimentos, estamos a descobrir o nosso mar profundo e é esse o principal contributo que o Estado pode dar” e que o desenvolvimento do conhecimento sobre o fundo do nosso mar “é um desígnio nacional”.

“Desígnio nacional” é também o termo utilizado pelo candidato presidencial Fernando Nobre para definir também o Mar como um dos seus dez desígnios nacionais. Depois dos Descobrimentos, em que os Mares do globo serviam de ponte e plataforma para que os portugueses chegassem às quatro partidas do mundo. Depois de ter desbravado os mares e de ter deitado pontes entre civilizações, línguas e povos que nunca se tinham antes cruzado, eis que restam a Portugal dois grandes Projetos nacionais efetivamente capazes de polarizar Portugal e o despertar desta modorra suicida em que estamos todos imersos: o Espaço (esse “Mar Profundo” de Quinhentos) e – na perspetiva ironicamente inversa – o oceano profundo… Haverá força anímica para desafiar estes dois adamastores? Haverão líderes à altura deste desafio e portugueses capaz de o levar avante? Queremos crer que sim.

Fonte:
http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=44430&op=all

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, Política Nacional, Portugal | 2 comentários

Turquia: Elevado crescimento do PIB e elevado desemprego e lá se vai o modelo

Um relatório recente da OCDE reportou que apesar de um crescimento do PIB de 11% na Turquia o desemprego juvenil em 2009 ascendia a 25.3% (mais 5% que em 2008), que o desemprego de longa duração ascendia a 25.3% e que o desemprego global era de 14.3% em 2009, quase mais 5% do que ano anterior.

Ou seja, o mito que os “economistas residentes da praça mediática” nos querem vender, de que assim (nunca…) que o crescimento da economia portuguesa for maior do que 5% o desemprego começa a cair não é confirmado pelo exemplo turco, onde esse dígito ultrapassa o duplo dígito e irá tornar até 2023 esse país asiático com pretensões a entrar na UE a 10a economia mundial, mas onde o desemprego crónico é elevadíssimo e o desemprego global é até mais elevado que em Portugal! A “solução” para o problema número um das economias não pode ser apenas altos níveis de crescimento, tem que partir também de outros níveis, como a re-localização das economias mercê da instauração de corajosos sistemas de correção dos múltiplos dumpings (humano, laboral, ambiental, etc) que a China impõe ao resto do globo sem esquecer o estabelecimento de formas de facilitação (fim dos subsídios agrícolas) que permitam à América do Sul (Brasil, sobretudo) e à África Subsahariana assumir o seu devido papel de “celeiro do mundo”.

Fonte:
Today’s Zaman, 8 julho 2010

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 13 comentários

Como o Quintus é um espaço de confronto mas não de conflito…

…vou passar a exercer alguma moderação dos comentários, conforme ao “código de conduta de comentadores” anexo na barra lateral esquerda. Podemos (devemos) divergir e debater, sem conflituar nem discutir.

Categories: Blogging

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade