Daily Archives: 2010/07/31

A China já ultrapassou os EUA como o maior consumidor mundial de energia

Segundo a Agência Internacional de Energia, desde 2009 que a China ultrapassou os EUA como o maior consumidor mundial de energia. O ritmo de subida do consumo energético chinês já registado nos últimos anos faz com que esta notícia não seja uma surpresa para ninguém, mas não se esperava que este limite fosse batido tão depressa, já em 2009… e isso sim, é surpreendente.

A ultrapassagem deve-se a vários fatores. Desde a Recessão, à continuação do crescimento na China e até ao uso mais eficiente de energia nos EUA.

Num registo Per Capita, os EUA continuam a gastar muito mais do que a China e a terem um consumo menos eficiente que a Europa, mas o facto de em 2000 o consumo energético total dos EUA ser então o dobro da China e de hoje esta ter ultrapassado os EUA indica que estamos perante um mundo novo…

Este aumento explosivo das necessidades energéticas da China e o facto destas serem quase todas supridas pela via das importações massivas colocam sérios riscos à economia mundial. Desde logo – se este ritmo se mantiver – é inevitável que este consumo massivo torne a criar uma nova subida estrondosa do preço do barril de crude. Por outro lado, tal necessidade irá levar a China a uma política externa cada vez mais agressiva, especialmente nas regioes que lhe são fornecedoras.

Em termos de carvão – a maior fonte de energia elétrica na China – o país que em 2007 era exportador é hoje o segundo maior importador do mundo, com mais de 115 milhões de toneladas importadas este ano. No petróleo, a China este ano já comprou mais ao maior produtor mundial, a Arábia Saudita, do que os EUA.

Infelizmente, este recorde no consumo não tem sido acompanhado pelo exigível aumento no padrão de eficiência energética ou na pegada de Carbono. A China é também já desde 2008 o maior poluidor e emissor de CO2 do globo e a sua ascensão a um estatuto cada vez menos contestável de potencia mundial não tem sido acompanhada (como devia) por um aumento da sua responsabilidade ambiental ou ecológica, já que o regime de Pequim continua a ser um dos grandes opositores a qualquer acordo global e que o seu país segue sendo o maior poluidor mundial… o que é muito preocupante, já que o ritmo de consumo de energia na China não pára de subir, ano após ano!

Fonte:
http://edition.cnn.com/2010/BUSINESS/07/20/china.energy.consumption.ft/index.html?hpt=C1#fbid=wVKGwtLvssn

Categories: China, Ecologia, Economia, Política Internacional, Sociedade | 14 comentários

Sobre a ironia da multa da OMC à União Europeia sobre as suas “ajudas” à Airbus

É altamente irónico que a União Europeia – a mesma organização que a propósito da compra da Vivo à PT por parte da Telefonica se expressou a “favor” da sã concorrência – tenha sido condenada pela Organização Mundial de Comércio (OMC) a propósito das ajudas que a UE concedeu à Airbus.

Portanto, a ver se percebemos bem: quando Espanha usa artimanha atrás de artimanha para manter as empresas nacionais que considera estratégicas em mãos espanholas, a Comissão Barroso cala-se. Quando a UE injeta subsídios na Airbus (detida pelas grandes empresas aeronáuticas dos grandes países), a Comissão Barroso cala-se. Mas quando o Estado português (Barroso, antes, era também português), se ergue em defesa de um interesse nacional, a Comissão Barroso, fala em defesa de Espanha. Basicamente é isto, certo?

Fonte:
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=179346

Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

A Google regressa à China e… à sua censura?

Alguns ainda se lembrarão – talvez – da recente “guerra” entre a Google e a ditadura chinesa a propósito da permanência neste país do motor de busca. Ora, recentemente a China renovou a licença da empresa para operar no seu território e isto significa a rendição total-ao-tapete da Google porque tal renovação implica a adesão às leis de censura chinesas e o fim do redirecionamento do tráfego para http://www.google.com para o site da google em Hong Kong (não censurado).

Zhang Feng, um alto responsável do regime de Pequim já veio gabar-se publicamente da vitória, declarando que a “Google tinha prometido obedecer à lei chinesa” (censura) e evitar mostrar resultados na sua página de busca que apontassem para material que fosse “uma ameaça para a segurança nacional ou para a estabilidade social”.

Em resposta a esta bombástica declaração chinesa, um representante da Google tentaria corrigir: “Fomos muito claros sobre o nosso compromisso em não censurar os nossos produtos para os utilizadores na China. Os produtos que mantemos em google.cn (como o Translate e o Product Search) não requerem qualquer tipo de censura pela Google. Outros produtos, como o Web Search, que oferecemos através do google.hk não têm qualquer censura”.

Mas então a declaração deste alto responsável do ministério chinês da comunicação e tecnologia não têm fundamento? De facto, quem aceder hoje a http://www.google.cn (tente) vai direto para o http://www.google.hk, não censurado (para testar basta procurar por tiananmen), mas desde já, quem procurar por essa palavra em google.cn no Google Books apanha no Google com resultados censurados…


Fonte:

http://yro.slashdot.org/story/10/07/21/1322207/China-Says-Google-Pledged-To-Obey-Censorship-Demands?from=rss&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+Slashdot/slashdot+(Slashdot)

Categories: China, Ciência e Tecnologia, Informática, Política Internacional | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade