As operações da Mossad contra a frota de apoio humanitário a Gaza

Embora o foco mediático tenha incidido sobre a aparatosa e infeliz operação de comandos israelitas contra a frota internacional que pretendia abastecer Gaza a verdade é que os serviços secretos de Telaviv estiveram muito ativos neste episódio do já longo conflito israelo-árabe. Segundo fontes israelitas, três dos navios da frota foram sabotados pela Mossad, algo que foi sugerido pelo próprio Matan Vilnai, o ministro da Defesa do Estado de Israel, numa entrevista radiofónica. Quando o repórter perguntou ao ministro se poderia ter havido uma alternativa à operação militar que se revelaria internacionalmente tão negativa para Israel, o ministro respondeu que “todas as possibilidades foram consideradas” e acrescentado a frase muito sugestiva que “o facto é que havia menos que os dez navios que deviam participar na flotilha”… Estas declaracoes estarão ligadas às súbitas avarias de dois dos navios, o Challenger I e o Challenger II, que tiveram problemas mecânicos em Chipre, um país onde a Mossad está particularmente ativa. Os próprios organizadores da frota teriam descrito estas avarias como “muito suspeitas”… e mais tarde, também o cargueiro irlandês MV Rachel Corrie seria alvo de mais “avarias” que o afastariam da frota. Outra fonte israelita, o coronel Itzik Turgeman falando ao parlamento israelita (Knesset) diria que houve “operações cinzentas” referindo especificamente que “os motores de cinco navios foram sabotados por equipas israelitas”. Em suma, após o recente sucesso-fracasso do assassinato de um dirigente do Hamas nos Emiratos Árabes Unidos, a Mossad parece ter recuperado e o ânimo e voltado à agressividade e eficiência que sempre a caraterizou, sendo certo que neste caso não logrou o total sucesso que era necessário e que teria permitido evitar a desastrosa operação militar que levou à morte 9 ativistas e que acabaria por forçar Telaviv a aligeirar o bloqueio a Gaza, frustando assim os desejos do governo israelita e satisfazendo parte das aspirações dos ativistas e do governo do Hamas em Gaza.

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/Did_Israel_tamper_with_flotilla_999.html

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , , | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “As operações da Mossad contra a frota de apoio humanitário a Gaza

  1. joão dias

    Israel tem mais de mil milhões de inimigos neste mundo , mais de mil milhões anceiam pelo fim do povo judeu , eles , os inimigos de israel , tem armas , bombas , exercitos fanáticos, Israel tem somente deus , e isso será o suficiente , sempre foi assim , e sempre será assim , os judeus são os povo do livro sagrado , os inimigos de israel acabaram sempre por sofrer na própria carne a ira de deus sempre que o seu povo fora atacádo .
    Enquanto os inimigos do povo do livro não compreenderem isso , sofrerão sempre humilhações e desespero !!!!
    Shema Israel !!!!

    • mas se Israel persistir em cometer erros crassos, como os expostos nesta operação, acabará inevitavelmente por comprometer a prazo a sua própria sobrevivência.
      ninguém consegue viver sempre em total estado de guerra.
      Israel tem que deixar nascer um Estado Palestiniano, sólido e com fronteiras nítidas, na lógica dos dois Estados, com Jerusalém como capital dupla, desarmada e território internacional. Só assim,, recuperará a autoridade moral de que carece no mundo, para vencer os fanáticos que infelizmente o Islão gera com tanta facilidade.

  2. Viriato Hermerico

    Sr. João Dias! Com todo o respeito, o senhor é judeu tradicional? Ou mais um evangélico que apóia os judeus? Se for a primeira opção, eu lhe compreendo. Se for a segunda, eu lhe aconselho que abra os olhos! Os judeus não vêem nada de bom nos cristãos evangélicos e menos ainda nos judeus messiânicos e judeus nazarenos, dois grupos que crêem ser Yeshua(Jesus) o Mashiach(Messias) prometido ao povo judeu mas não se intitulam “cristãos”, e sim ‘judeus'(estes discriminam mais ainda aos demais cristãos em geral do que os próprios judeus ortodoxos discriminam). Mas a mania de certos grupos cristãos de darem incondicional apoio a Israel, é risível. O povo palestino não são obra da criação divina? Por que Israel têm que ter mais direitos que os demais povos? Por que não direitos iguais com as outras nações? O livro que você menciona que os hebreus são o povo, não menciona que tal povo errou diversas vezes e que o mesmo Deus os puniu? Acha mesmo que Israel está acima do bem e do mal, que tudo pode? Por que outros países toleram a presença de comunidades judaicas, respeitam os direitos dos judeus de estarem nos diversos países, de terem as suas sinagogas, e Israel não pode ter gente de outras nações por lá? Só israelitas? Ao menos, Israel é uma democracia, e os árabes falham neste ponto. Mas ainda sim, Deus só ama aos judeus? Não ama também aos demais povos? Nada pessoal contra o senhor João Dias, mas discordo de vossa senhoria.

  3. joão dias

    Para o Senhor Viriato hermerico
    Não , não sou judeu , não sou crisão , aliás , não tenho relegião embora acredite em ALGUMAS passagens do velho testamento , despreso por completo o novo testamento , mas sim , acredito em moisés mas não sou judeu .
    Se acho que os judeus são filhos de deus e os outros povos são ” filhos da p***a ” ? não , claro que não , mas acredito peamente que os judeus tem um destino que lhes foi concedido , aliás , a própria historia o demonstra .
    Senhor Viriato , como conhecedor da nossa historia , saberá muito bem , possivelmente , voçê , eu ou qualquer outro português genuino terá probabilidades enormes de ter sangue judeu e arabe em suas veias , como tal respeito muito o povo judeu e os povos arabes .
    Sim , os Palestinianos têm direito a existir , e agora eu pergunto , o que fazer com aquele povo judeu , um povo de muitos ládos mas só com uma patria ,Israel , muitos foram portugueses , espanhois , italianos , franceses , alemães e o que lhes aconteceu ?! A expulsão , sempre a expulsão , filhos da terra mas sempre vistos como filhos bastardos , será que a historia irá se repetir novamente , mas agora na sua propria terra ? Eu temo que sim , aquele povo jamais terá paz , é o destino deles , guerras , presseguições , genucideos , mas no fim , e como sempre , quase como milagre , sem ninguem saber explicar racionalmente como , a SOBREVIVENCIA .
    Se eu quero alguma vez ser judeu ? Não , nunca , não quero que os meus descendentes tenham que carregar um fardo pesado e de medo . Conheco pessoalmente uma neta de um Alemão judeu presseguido pelos nazis , fugiu para portugal em 1939 , ela contou-me coisas horriveis sobre a ultima das ” inquisições ” , o nazismo , sabe como é que na alemanha os judeus eram apanhados ? pelo nome , os nazis iam aos registos dos nomes de pessoas e todos que tivessem nomes judeus ( isac , abraão , moises , david etc etc ) eram simplesmente captorádos . Seu avô fugiu para portugal em jovem , casou com uma portuguesa e pediu a mulher ( sua avó ) que os seus filhos não tivessem nomes judaicos , jamais quereria que são futuros descendentes sofressem no futuro aquilo que ele sofreu no passado . O velhote já morreu , seus netos hoje tem todos nome e sobrenomes bem portugueses , todos eles quiseram esquecer seu passado judaico . É triste não acha ? Já pensou que voçê pode ser tambem um filho da presseguição da inquisição efectuada durante trezentos anos em portugal ?
    Não cuspa para o ár Sr Viriato , olhe que lhe pode cair em cima .
    Nada pessoal contra o senhor Viriato , mas discordo de vossa senhoria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: