Daily Archives: 2010/07/17

As operações da Mossad contra a frota de apoio humanitário a Gaza

Embora o foco mediático tenha incidido sobre a aparatosa e infeliz operação de comandos israelitas contra a frota internacional que pretendia abastecer Gaza a verdade é que os serviços secretos de Telaviv estiveram muito ativos neste episódio do já longo conflito israelo-árabe. Segundo fontes israelitas, três dos navios da frota foram sabotados pela Mossad, algo que foi sugerido pelo próprio Matan Vilnai, o ministro da Defesa do Estado de Israel, numa entrevista radiofónica. Quando o repórter perguntou ao ministro se poderia ter havido uma alternativa à operação militar que se revelaria internacionalmente tão negativa para Israel, o ministro respondeu que “todas as possibilidades foram consideradas” e acrescentado a frase muito sugestiva que “o facto é que havia menos que os dez navios que deviam participar na flotilha”… Estas declaracoes estarão ligadas às súbitas avarias de dois dos navios, o Challenger I e o Challenger II, que tiveram problemas mecânicos em Chipre, um país onde a Mossad está particularmente ativa. Os próprios organizadores da frota teriam descrito estas avarias como “muito suspeitas”… e mais tarde, também o cargueiro irlandês MV Rachel Corrie seria alvo de mais “avarias” que o afastariam da frota. Outra fonte israelita, o coronel Itzik Turgeman falando ao parlamento israelita (Knesset) diria que houve “operações cinzentas” referindo especificamente que “os motores de cinco navios foram sabotados por equipas israelitas”. Em suma, após o recente sucesso-fracasso do assassinato de um dirigente do Hamas nos Emiratos Árabes Unidos, a Mossad parece ter recuperado e o ânimo e voltado à agressividade e eficiência que sempre a caraterizou, sendo certo que neste caso não logrou o total sucesso que era necessário e que teria permitido evitar a desastrosa operação militar que levou à morte 9 ativistas e que acabaria por forçar Telaviv a aligeirar o bloqueio a Gaza, frustando assim os desejos do governo israelita e satisfazendo parte das aspirações dos ativistas e do governo do Hamas em Gaza.

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/Did_Israel_tamper_with_flotilla_999.html

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , , | 4 comentários

Cabo Verde comemorou recentemente 35 anos de independência e de… sucesso

Cabo Verde comemorou recentemente 35 anos de independência e de… sucesso. No contexto africano, o país lusófono é um autêntico caso de sucesso. As instituições democráticas estão aqui solidamente instaladas e o Turismo não tem parado de crescer, assim como o investimento estrangeiro.

Portugal é, desde sempre, o principal parceiro económico e comercial de Cabo Verde, algo que se prende diretamente com o facto de ser também o destino favorito da numerosa emigração caboverdeana e dos seus jovens que buscam no estrangeiro formação universitária.

A taxa de alfabetização é hoje de 83% (98% entre os jovens) e tem níveis de expetativa de vida comparáveis a muitos países europeus mais desenvolvidos. No total, o país é o nono país africano mais desenvolvido e teve em 2009 um invejável crescimento económico de 8.9%.

Esta situação de grande maturidade cívica e económica da sociedade caboverdeana torna-a num parceiro ideal para qualquer projeto de aprofundamento da CPLP até à sua transformação num protótipo da União Lusófona, cuja promoção é um dos eixos fundadores do MIL: Movimento Internacional Lusófono. Sob que forma poderia surgir essa parceria? Uma federação com Portugal? : estabelecimento de uma rede de tratados bilaterais cobrindo áreas transversais e diversas? Uma aproximação estritamente no seio da CPLP, expandindo as suas atividades e competências para os países que quisessem aderir a esse “clube da frente” e incluindo neste os países social e economicamente mais avançados da CPLP: Brasil, Cabo Verde e Portugal? De uma forma ou de outra, algo parece certo: não é crível que se funde uma União Lusófona sem que esta comece por incluir – logo desde o primeiro momento – esse caso de sucesso africano que é Cabo Verde.

Categories: Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 10 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade