Porque é que depois de ter afundado um navio de guerra sul-coreano, a Coreia do Norte saiu impune?

A corveta sulcoreana afundada (http://www2.tbo.com)

A corveta sulcoreana afundada (http://www2.tbo.com)

Apesar de todas as condenações internacionais e, mais recentemente, do G8, a verdade é que para todos os efeitos, a Coreia do Norte pôde afundar um navio de guerra sul-coreano, assassinando no processo 46 militares, sem ter sido vítima de qualquer represália. Tal sinal de fraqueza deveu-se certamente ao cruzamento de muitos fatores, entre os quais se contam o facto da capital sul-coreana, Seul, estar a escassos quilómetros da fronteira e das divisões norte-coreanas aqui estacionadas em permanência e sobretudo, de Seul estar ao alcance de mais de dez mil peças de artilharia norte-coreanas e de, é claro, a Coreia do Norte ter a Bomba Nuclear.

As recentes reuniões da liderança norte-coreana para manifestamente “escolherem nova camada dirigente” pode indiciar que os conhecidos problemas de saúde do “querido líder” Kim Jong Il se agravaram e que retaliar neste momento poderia ter consequências imprevisíveis ou mesmo, ser contraproducente já que o regime poderia estar já em fase de desagregação.

Perante tal prospecto de um eventual colapso da Coreia do Norte, a Coreia do Sul teria que pagar a fatura de integrar um país economicamente atrasado e que tecnologicamente estagnou na década de 50. Integral tal coisa não poderia deixar de ficar mais caro do que os 100 biliões que os alemães ocidentais pagaram pela integração da Alemanha de Leste.

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/Commentary_End_of_this_world_999.html

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: | 6 comentários

Navegação de artigos

6 thoughts on “Porque é que depois de ter afundado um navio de guerra sul-coreano, a Coreia do Norte saiu impune?

  1. Quando o dinheiro fala, a verdade cala. É incrível como esse simples proverbio sintetiza uma situação tão complexa, seu estilo em abordar os pontos que a maioria dos meios de comunicacao tende a ignorar é o que faz desse um dos meus blogs favoritos continue assim.

  2. Fenix

    Entre a duas Coreias venha o diabo e escolha.Uma tem um regime tutalitario e dinastico comunista a outra tem fantoches neoliberais dos americanos democraticamente eleitos com o dinheiro da cia…Para quando uma verdadeira Coreia ou mesmo um verdadeiro Portugal sem esse virus cawboys ou mesmo seberianos.Seijam jenuinos tenham ideias proprias e seijam verdadeiras nações.E digo mais maior parte dos estados democraticos a nivel mundial são estados fantoches…E os seus primeiros ou presidentes espioes da cia.

  3. A Coréia do Norte tem bombas atômicas é misseis de longo alcance..quem vai encarar? Nem os ianks…então,ela pode td.Vide o q os ingleses estão fazendo com os argentinos…eles tem bombas atômicas é assento no CS, é a cúmplicidade dos ianks…Então pq a C.do Norte ñ pode atropelar os outros? Nada vai acontecer…até a China tem “dedos” com a Créia do Norte,ie, seu dirigentes loucos.

  4. Odin

    Concordo com o Fenix! Uma nação, um povo que foi dividido para atender interesses de fora. Mesmo com o colapso soviético, a dinastia comunista permaneceu por conta própria. O sul é um espaço para os interesses americanos. É triste ver que os coreanos não podem ser donos de si mesmos, têm que aturar uma ditadura no norte em vez de uma só Coréia democrática que busca os seus próprios interesses, e não “democrática” segundo os interesses dos EUA.

  5. Pingback: Porque que depois de ter afundado um navio de guerra sul-coreano, a Coreia do Norte saiu impune? « PLANO BRASIL

  6. pontos como esse a mídia convencional fez questão de omitir quando noticiou esse acontecimento no meu país

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: