A “Fábrica do Mundo” (China) começa a patinar…

Depois de décadas seguidas que tornaram a China na “fábrica do mundo”, desindustrializando muitos países, criando pobreza e desemprego crónicos onde antes havia prosperidade e desenvolvimento, eis que agora começam a surgir sinais dos tempos que apontam para a alteração desta situação de dominação.

Dez anos de artificial e estritamente financeiro sobreinflacionamento do valor do euro cobraram uma fatura violenta sobre as empresas europeias e abriram as portas às exportações chinesas. Agora, com a multiplicação das dificuldades orçamentais da maioria dos países europeus (criadas em grande medida por défices comerciais monstruosos com a China) o euro caiu na sua cotação frente ao Yuan e ao Dólar e as empresas europeias recuperaram alguma das competitividade perdida. A China respondeu, resistindo às pressões internacionais para subir o valor do Yuan, tradicional subvalorizado e só recentemente conhecera as primeiras correções.

Talvez agora, com a multiplicação de greves por toda a China, exigindo melhores salários e condições de vida, com a desvalorização do euro (apesar do desejo contrário dos eurocratas do BCE) e com uma crescente exigência dos chineses por direitos sociais, laborais e ambientais, este desequilíbrio produtivo mundial se corrija e todos possamos novamente tornar a crescer e a ter Emprego. Com Direitos.

Fonte:
http://aeiou.expresso.pt/conjuntura-queda-do-euro-afecta-exportacoes-chinesas-e-inibe-valorizacao-do-yuan=f583645

Categories: China, Economia, Política Internacional | 11 comentários

Navegação de artigos

11 thoughts on “A “Fábrica do Mundo” (China) começa a patinar…

  1. Otus scops

    … e depois de patinar, só falta estatelar-se ao comprido! que esse dia chegue rápido.

  2. assim esperemos! mas sem convulsões sociais, e sim com Direitos e Liberdade.
    Coisas que na China ainda não existem!

  3. Espero q puxe as compras internacionais…de petróleo ao resto..é a locomotiva do séc.XXI, mt em breve será a I econômia do planeta…o BRASIL tem de crescer.

  4. O caso da China , se a mesma esfacela-se, são as armas atômicas dela é o perigo…é nós seremos vitimas de alguma alucinado , chantageados ao vivo e a cores, por algum títere amarelo…nem pensar…pf, visualize a cena, q Deus nos ajude.

    • Odin

      Arma atômica foi a pior besteira que alguns cientistas tão inteligentes já fizeram.
      Mas, a China estar como está hoje não garante que nenhum alucinado não vai ter acesso à elas e nem ao poder na China.

  5. Odin

    Ah, A China sob o regime pseudo-comunista (parece muito mais um regime fascista) está começando a patinar? Cuidado pra não levar um tombo! Não critico a abertura econômica, pois os comunas caíram na real, mas fugiram demais da proposta marxista de defesa dos trabalhadores e converteram a população em semi-escravos. Então, os mesmos sentimentos que derrubaram o feudalismo e a direita que fugiu para Taiwan, podem inflamar a população a derrubar o regime fundado por Mao. China, faça a transição para a democracia e os estado de direito, e dê a independência ao Tibete, antes que vocês comunistas percam o direito de estarem na China.

    • Otus scops

      Odin
      – “parece (…) um regime fascista” parece não, é!
      – “pseudo-comunista”? um país dois sistemas, um exercício de hipocrisia e cinismo exemplar.
      – “fugiram demais da proposta marxista de defesa dos trabalhadores e converteram a população em semi-escravos” completamente de acordo!
      – “vocês comunistas” quais, onde?

    • Odin

      “Vocês comunistas”, são os que comandam a China e se definem como “comunistas”. Onde? Na China.

  6. Fenix

    Para quando a divisão da china.É urgente…

  7. Odin

    O regime excessivamente autoritário na China é muito incômodo. O da Coréia do Norte também. Tenho até dó dos jogadores da seleção de futebol norte-coreana, o que possa vir a acontecer com eles. Sei que os EUA têm tido um comportamento muito desagradável quanto a geopolítica e relações com outros países, no decorrer da história deles, mas não justifica apoiar o regime que está na China. A China pode ser uma superpotência com sob o regime democrático, com o estado de direito e respeitando leis trabalhistas sim, e parar com concorrência desonesta. Não precisa ser pró-EUA, pode correr atrás de defender os seus próprios interesses com um regime democrático.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: