Presidente do INEM admite fim de ambulâncias e helicópteros

Certa vez, num lançamento da revista Nova Águia (http://www.zefiro.pt/novaaguia.htm), o prof. Adriano Moreira usou a expressão “Estado Exíguo” para aludir ao recuo sistemático e radical do papel do Estado na Sociedade Civil, mercê da imposição dos dogmas minarquistas do “Pensamento Único” neoliberal. Se um Estado prescinde até das vidas dos seus cidadãos, em nome de uma suposta “saúde financeira”, não passámos já do limite do “Estado Exíguo” para chegar bem dentro do “Estado Zero”?

Categories: Política Internacional, Política Nacional, Saúde, Sociedade Portuguesa | 4 comentários

Navegação de artigos

4 thoughts on “Presidente do INEM admite fim de ambulâncias e helicópteros

  1. Fenix

    Bem há aqui qualquer coisa que não tá Bem!!Querem acabar com ambulancias dos tae Vmers e com helicopteros de energencia medica? Ouvi que era algumas Vmers também os helicopteros.Uma vmer é um carro rapido onde o medico e informeiro vão para local da emergencia,em outros paises são paramedicos e vão na mesma ambulancia com o doente por norma dois ou tres por ambulancia “exemplos estados unidos”.O pessoal das vmers não é pago pelo imen mas sim pelo hospital onde se encontra a viatura rapida.O instituto nacional de energencia medica algo que eu nunca entendi o que era se era estado ou se era uma cotada privada..È o unico instituto que tem o seu imposto bem visivel em cada seguro.Cada seguro neste pais paga para ternos a melhor emergencia medica possivel.Almente o imposto por cada seguro e obriguem as seguradoras a dar o imposto…

  2. entretanto, já vieram recuar… agora quem vai pagar o preço são os suicidas que vão perder psicológos na linha de apoio específica…
    cortar na vida humana, é a isto que estamos reduzidos! Boa!

    • Fenix

      Eu realmente acho com tantos cortes é um milagre ainda não estarmos em guerra civil.

  3. Renato Rodrigues da Silva

    Estou de saco cheio deste papinho dos neoliberais. Não gostam de freios, de regulamentações, de nada que impeça que a escumalha rentista se locuplete. Mas quando os países aconselhados por eles dão com os burros n´água, quem se ferra é a arraia miúda.

    PARA OS NEOLIBERAIS, PAREDÃO !!!!!

    Renato

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: