Última Ceia: O mistério da… comida do quadro

Por incrível que possa parecer, não param de aparecer novas teorias sobre o famoso quadro de Leonardo da Vinci, a Última Ceia… Desta feita, foi uma equipa da faculdade de Teologia de Montreal, no Canadá que julgam ter reconhecido no quadro mensagens subliminares ocultas nos… Alimentos exibidos no quadro. Algo de semelhante tinha também concluído uma outra equipa – trabalhando de forma independente – mas nos EUA, na Universidade de Cornell.

Segundo o trabalho destes investigadores, alimentos como o pão, o peixe, o sal, citrinos e vinhos não são referidos no Novo Testamento como constando da ementa da Última Ceia, mas surgem no quadro de Da Vinci. Estranham também que junto a Judas esteja um saleiro tombado na frente de Judas ou o facto do pão no quadro ser todo levedado. O primeiro, é um símbolo conhecido para designar “azar” ou então uma sugestão da sua “reabilitação”, sugerem os investigadores, já que no quadro, ele é também o único com o prato vazio. O peixe é outro enigma – já conhecido mesmo antes destas investigações – e pode ser uma alusão ao facto de a maior parte dos apóstolos serem, precisamente, pescadores. Infelizmente, não se sabe bem se o peixe sobre a mesa é arenque ou enguia, o que limita a força interpretativa do quadro é contudo provável que seja arenque, já que o nome deste peixe em italiano é aringa, a mesma palavra que era usada na época de Leonardo da Vinci para… Herege.

Fonte:
http://dn.sapo.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=1534351

Categories: História, Mitos e Mistérios | 5 comentários

Navegação de artigos

5 thoughts on “Última Ceia: O mistério da… comida do quadro

  1. Carlos Portugal

    Há ainda outro pormenor intrigante: a Última Ceia, celebrada desde então na Eucaristia, foca-se na celebração com o Pão e o Vinho, dando, inclusivamente, início à tradição cristã do Santo Graal. Contudo, no fresco de Leonardo, não há uma única taça ou copo sobre a mesa (à excepção do omnipresente «V», entre Jesus e Santa Maria Madalena, citado à exaustão n’«O Código da Vinci»).

    E um último pormenor de interesse, indirectamente relacionado com a Última Ceia: segundo várias pesquisas, parece certo que Santa Maria Madalena era cidadã romana, e não da Judeia, Samaria ou «Magdala», já que magdala, em hebraico (não no Yddish actual), queria dizer «fortaleza», «Torre». E tudo indica que, tal como as suas irmãs – e até Lázaro (outro nome latino – Lazarus) – seria filha do comandante romano de uma fortaleza (e o nome «Maria» também não é de origem hebraica, mas sim egípcia – Mirit, que deu depois Miriam). Daí andar com os cabelos a descoberto (as romanas não se cobriam, a não ser quando entravam nos templos), o que teria dado azo à classificação pouco lisonjeira que a «história» lhe atribui. Esta também alimentada pelo ódio que os nativos tinham contra o invasor romano, como é óbvio.

    Por último, salienta-se a presença de Santa Maria Madalena (antes da sua fixação na Provença) num jantar dado pelo Imperador Tibério em Capri. Esta presença seria impensável se Ela não fosse cidadã romana.

    Cumprimentos.

  2. a explicação, Carlos, pode ter a ver com o facto da tradição do graal ser posterior ao “mito” cristão da Última Ceia…
    Desconhecia a tese de Maria Madalena como romana, mas é muito plausível. Mais do que as teses da “fuga para França” que estão na base do sucesso editorial do Código da Vinci, devo dizer!

    Fadrini: o Terror nunca foi uma das áreas de eleição! Acho que sou demasiado crédulo para apreciar o estilo! Isso e ter ouvido muitas histórias de fantasmas e bruxaria contadas pelos meus avós, na no Alentejo, penso eu de que…

  3. gilson

    Sem duvida alguma a historia da vida de jesus, seus apostolos e Maria magdalena é cheia de misterios , que a humanidade enciste em tentar desvendar, mas a Bibla sagrada conta a vida de jesus, para que mecher nas firidas já cicatrisadas( acho eu que jesus não gosta de lembrar do seu sofrimento, mas o mundo enciste em lembra-lo, prelcupen-se com suas vidas pois ele está nos vendo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: