Daily Archives: 2010/05/12

Phoenix Mars Lander: Morta?

Phoenix Mars Lander (http://www.ajun.org)

Phoenix Mars Lander (http://www.ajun.org)

Se há cemitério de naves e sondas espaciais no Sistema Solar, esse cemitério só pode estar em Marte. Desde a primeira tentativa, na década de 60, com a sonda soviética “Marsnik”, foram enviados para Marte seis landers ou rovers e nove orbiters. Entre estes, apenas 3 orbiters e 2 rovers permanecem atualmente ativos no Planeta Vermelho.

O último membro deste cortejo fúnebre marciano é a sonda Phoenix Mars Lander que se calou após cinco meses de atividade no Árctico marciano encontrando provas cabais da existência de água líquida e gelada no Planeta Vermelho. Ainda que esteja atualmente morta, a sonda ultrapassou largamente os três meses de operação previstos e justificou plenamente os 475 milhões de dólares que custou. Seria de esperar que agora que as temperaturas desceram em Marte, os seus sinais pudessem ser captados pelo Orbiter Mars Odyssey, mas até agora não se ouviu nenhum sinal da sonda.

Fonte:
http://www.space.com/missionlaunches/dead-mars-spacecraft-100414.html

Anúncios
Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

Quids S19: Quem era este pintor?

Regras:

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S19 | 5 comentários

O NH90: a próxima vítima do PEC?

Uma das vítimas do PEC é – já se sabe – o setor da Defesa. Durante o dito “período áureo” do Cavaquismo e do subsequente estertor indecisório guterriano, os meios das forças armadas foram abandonados e durante quase 20 anos não ocorreram modernizações significativas. Como consequência, nos últimos anos houve necessidade de adquirir diversos equipamentos sob o risco de perder dramaticamente capacidade operacional. Uma destas modernizações seriam o fim de carreira dos helicópteros Alouette III (que servem a FAP desde a década de 60!) e a sua substituição pelos NH90 a partir de 2012. Assim, a “Unidade de Aviação Ligeira” que já viu adiado para as calendas gregas o concurso internacional por helicópteros ligeiros, arrisca-se muito seriamente a continuar sem qualquer tipo de helicóptero nos próximos dez anos.

Agora, parece certo que ou a FAP consegue o milagre de manter em voo os Alouette durante mais uns dez anos ou então, la vai Portugal perder mais um meio militar… Depois dos F-16 que estão sem horas de voo, da Marinha que cancela missões anti-pirataria na Somália e dos submarinos colados aos portos é agora a vez dos 10 NH90 serem adiados ou mesmo cancelados.

Se houver adiamento, o Estado não terá que pagar multas, se aparecer algum outro cliente dos aparelhos disposto a recebê-los em 2012, mas se este cliente providencial não aparecer, Portugal terá que pagar multas no valor de milhões de euros.

O PEC determina uma redução de 40% da Lei de Programação Militar, e como os 60% restantes não chegam para honrar todos os contratos já assinados, sendo assim mais que provável que o mais recente de todos, precisamente o dos NH90, seja o primeiro sacrificado. E é pena, porque o NH90 até será fabricado parcialmente pelas OGMA (ainda que apenas em 1,2%) com um impacto anual de 5% na facturação das Oficinas.

Fonte:
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1556212

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Portugal | 1 Comentário

Quids S19: Quem é este personagem de BD?

Regras:

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S19 | 5 comentários

O HTV-2 pode estar mais atrasado do que se pensava…

O novo veículo espacial da USAF, o “Hypersonic Technology Vehicle 2” ou HTV2 que a Força Aérea dos EUA esperava poder ter pronto a ser empregue pouco depois do último voo do Space Shuttle, afinal poderá não estar tão perto de estar operacional… Com efeito, no seu primeiro lançamento, o HTV2 perdeu o contacto com a base de terra apenas 9 minutos depois da sua separação com o foguetão lançador.

O veículo (batizado de “Falcon”) deveria tocar a superfície do Pacífico depois de um voo de 30 minutos, mas ainda que pareça ter conseguido voar de forma controlada ainda na atmosfera a uma velocidade ligeiramente superior a Mach 20, algo aconteceu que terá destruído o engenho antes deste completar os dez minutos de voo autónomo. Apesar desta fracasso parcial, a USAF mantém o plano de fazer voar um segundo HTV2 no início de 2011, altura em que se saberá se há ou não um problema significativo com este programa.

O HTV2 foi construído pela Lockheed Martin para a DARPA e deverá ser capaz de lançar bombas convencionais sobre alvos em qualquer ponto do planeta após um voo de apenas uma hora, devendo ser também capaz de lançar pequenos satélites. Em suma o veículo irá dar aos EUA uma nova capacidade: a colocação rápida de satélites (essencial num mundo em que a Índia e a China desenvolvem armas anti-satélite) e a de atacar alvos situados a distancias intercontinentais sem usar mísseis balísticos nem mísseis de cruzeiro.

Fonte:
http://gizmodo.com/5526308/air-forces-falcon-hypersonic-glider-disappears-mysteriously

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

Obama para a NASA: Vão para um asteróide e para Marte


(Teste do sistema de salvamento da cápsula Orion)

Obama definiu recentemente como sendo os próximos objetivos da NASA a visita de um asteróide e Marte.

O objetivo é agora enviar astronautas para um asteróide até 2025 e uma missão tripulada a Marte até finais de 2045. Obama disse também que queria colocar astronautas em órbitas em torno de Marte até 2035 e colocá-los no solo marciano até 2045.

Não é ainda claro até que ponto é que a nova cápsula Orion será parte deste plano… Ainda que pareça certo que o Ares I está claramente fora dele. O mesmo, contudo, pode não acontecer com o Ares V, o lançador pesado que a NASA ia desenvolver para o programa lunar agora abortado e que afinal, poderá ser a pedra essencial para esta novo e ambicioso programa espacial. Em suma, do que sabe do programa marciano apadrinhado por Obama, as tripulações irão voar nas Orion e as missões serão colocadas a caminho de Marte pelos Ares V, foguetão que deverá estar pronto até 2015, de forma a que todo este plano se mantenha no calendário.

Fonte:
http://www.spacetoday.net/Summary/4919

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade