Daily Archives: 2010/05/07

Em Portugal “político reformado” dá sempre em “novo gestor”: com as belas consequências para a economia que se sabem

Fernando Nogueira (http://www.psd.pt)

A confusão ente política e meio empresarial é um dos focos de corrupção do país e uma das causas primeiras pela qual Portugal não tem parado de cair nos índices de corrupção internacionais, como por exemplo, naquele que é mantido pela “Transparency International”. É certo – e justo – que indivíduos de especial valor e mérito sejam procurados pelas empresas privadas para exercerem nelas os seus méritos, mas quando vemos políticos de carreiras apagadas ou mesmo, medíocre, singrarem vitoriosamente em Conselhos de Administração ou na Presidência de empresas que têm no Estado um dos seus principais clientes, as suspeitas de tráficos de influência, corrupção e de prejuízo do erário público reforçam-se e a Política perde ainda mais credibilidade, o Estado eficiência e nós todos, crença na Democracia.

Eis alguns exemplos desta confusão entre políticos “reformados” e novos “gestores”:

Fernando Nogueira:
Ontem – Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Hoje – Presidente do BCP Angola

José de Oliveira e Costa:
Ontem – Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
Hoje – Presidente do Banco Português de Negócios (BPN) e utente de uma conhecida cadeia lisboeta

Rui Machete:
Ontem – Ministro dos Assuntos Sociais
Hoje – Presidente do Conselho Superior do BPN e Presidente do Conselho Executivo da FLAD

Armando Vara:
Ontem – Ministro adjunto do Primeiro Ministro
Hoje – Vice-Presidente do BCP e notório suspeito de corrupção

Paulo Teixeira Pinto:
Antes – Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
hoje – ex-Presidente do BCP e um dos reformados mais abonados do Universo

António Vitorino:
Ontem – Ministro da Presidência e da Defesa
Hoje – Vice-Presidente da PT Internacional e Presidente da Assembleia Geral do Santander Totta e comentador residente na RTP

Celeste Cardona:
Ontem – Ministra da Justiça, conhecida então pela sua incompetência unanimemente reconhecida
Hoje – Vogal do Conselho de Administração da CGD

José Silveira Godinho:
Ontem – Secretário de Estado das Finanças
Hoje – Administrador do BES

João de Deus Pinheiro:
Ontem – Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Hoje – Vogal do Conselho de Administração do BPN

Elias da Costa:
Ontem – Secretário de Estado da Construção e Habitação
Hoje – Vogal do Conselho de Administração do BES

Ferreira do Amaral:
Ontem – Ministro das Obras Públicas, o mesmo que deu em concessão à Lusoponte as pontes sobre o Tejo
Hoje – Presidente da Lusoponte

Esta mistura entre “Res Publica” (Coisa Pública) e meios empresariais denota uma perigosa confusão entre os mundos privados e públicos, que abre todo o espaço para a corrupção – que se diz endémica na política portuguesa – para uma criminosa ineficiência na administração pública e para a clássica ineficácia governativa que explica o declínio constante do país nos últimos séculos.

Fernando Nobre interrogava-se porque é os portugueses seriam trabalhadores tão produtivos na Suíça ou no Canadá e porque não o seriam em Portugal. A resposta está na gestão, ou melhor na incapacidades de gestores como aqueles que constam nesta listagem, na ineficácia dos métodos de seleção e recrutamento destes gestores, tantas vezes mais assentes no nepotismo e em redes clientelares do que na meritocracia ou na saudável avaliação de desempenhos e currículos. É este circulo que contamina os círculos empresariais com estes políticos “reformados” ou com descendentes das mesmas “400 famílias” que se revezam no poder e político e económico desde o Pombalismo. Renovemos Portugal, reciclando a sua elite, abrindo-a a todos aqueles que esta aristocracia repele e democratizemos verdadeiramente a nossa sociedade. Só assim poderemos revificar a participação cívica de todos nós reafirmando a importância do pilar da Cidadania, entre os outros dois pilares da Democracia: o Estado e a Justiça e dinamizando uma sociedade que está amorfa e desmotivada à demasiado tempo.

Fontes:
http://www.transparency.org/
http://www.transparency.org/news_room/in_focus/2005/policy_briefs
Vários emails que circulam na Internet

Categories: Política Nacional, Portugal | 7 comentários

Quids S19: Como se chama este homem vestido de Spiderman?

Regras:

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S19 | 10 comentários

Sobre a renovação em curso das forças armadas russas

A recente (e bem sucedida) campanha russa contra a Geórgia pode ter recuperado o ferido orgulho russo, mas a verdade é que no essencial o exército russo é hoje um exército pouco moderno, mal treinado e escasso em bons oficiais… Este estado quase em decomposição das forças armadas russas é ainda a consequência do colapso da União Soviética e a sua organização é obsoleta, mas começou em 2009 a ser alvo de uma profunda restruturação.

No âmbito desta reorganização, foram desmanteladas várias unidades de reservas, criadas novas brigadas e toda a estrutura do exército foi adaptada para aumentar a sua capacidade de reação em conflitos locais ou regionais, os cenários que os estrategas russos consideram agora serem os mais prováveis para as suas forças. Mas a Rússia padece hoje de uma grave doença demográfica, que produz um declínio sensível no número de jovens conscriptos e uma resposta a este problema está a iminente reativação do serviço militar com dois anos de duração, algo que melhorará também a qualidade da instrução.

Outro problema – talvez ainda mais grave – prende-se com a escassez de armamento moderno nas forças armadas russas. De facto, não há armamento novo desde há mais de 15 anos… Tal situação obrigou a um aumento de 9 a 11% nas despesas em armamento por ano até 2020. Um ritmo que nesse ano deverá garantir a presença de 70% de equipamento moderno em todas as unidades russas, até finais de 2020.

A existência de um forte impulso modernizador é evidente. Recentemente, foram entregues 35 novos mísseis balísticos, 50 novos e 50 aviões modernizados, 4 novos navios de guerra, 2 submarinos nucleares e um novo submarino movido a diesel. Todo este equipamento deverá ser entregue até 2020, mas há sérios atrasos que ameaçam a boa execução deste programa, especialmente com os aviões e meios navais e todas as encomendas de equipamento atualmente em carteira nem sequer cobrem metade de todo o equipamento atualmente em uso nas forças armadas russas! A decadência das forças armadas russas está assim para durar e não tem fim à vista… Para grande gáudio dos radicais islâmicos do Cáucaso e da China, que no Extremo Oriente não pára de cobiçar os recursos deste gigante despovoado e cada vez mais desarmado.

Fonte:
RIA Novosti

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 16 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade