Daily Archives: 2010/04/23

Sobre o novo shuttle não tripulado “Orbital Test Vehicle” dos EUA

O Space Shuttle pode estar a caminhar rapidamente para se tornar em mais uma relíquia da Era Espacial, mas enquanto tal sucede, uma versão menor e não tripulada tem sido desenvolvida pela USAF. O veículo espacial deverá ser lançado pela primeira vez, na Florida a 19 de abril de 2010 e tem 10 metros de comprimento, contra apenas 5 de envergadura.

Conhecido como “Orbital Test Vehicle”, o OTV foi totalmente construído pela famosa fábrica “Phantom Works” da Boeing, na California do sul, envolto numa densa capa de secretismo e sob a direção direta do “Air Force Rapid Capabilities Office”, aproveitando muitos ensinamentos do defunto programa X-37B da NASA.

O veículo está agora a ser inserido no último andar de um foguetão convencional Atlas 5, preparando o seu lançamento de 19 de abril.

O OTV terá missões de teor estritamente militar, e deverá ser uma plataforma fiável, reutilizável e capaz de colocar muito rapidamente cargas úteis em órbita sendo certo que o seu desenvolvimento é uma reação ao desenvolvimento recente de capacidade anti-satélite por parte da agressiva China e da dependência da economia norte-americana da sua densa rede de satélites, desde aos GPS (essenciais a grande parte da capacidade militar dos EUA) aos satélites de comunicação hoje indispensáveis às economias modernas. Se a China (ou outra potencia agressiva) lançar destruidores de satélites, a única forma de repor rapidamente os meios perdidos é lançá-los rapidamente e neste contexto um veículo como o OTV pode revelar-se absolutamente crucial.

Fonte:

http://www.space.com/news/air-force-secret-space-plane-sfn-100313.html

Categories: DefenseNewsPt, SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Quids S19: Em que ilha foram tiradas estas fotografias?

Regras:

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S19 | 4 comentários

Caixa Mágica: “A Microsoft fez pressões para que a Caixa Mágica não estivesse nos Magalhães”

Caixa Mágica (http://pt.openoffice.org)

Caixa Mágica (http://pt.openoffice.org)

Todos os programas de apoio à informatização da juventude, do E.escola ao E.Escolinha poderiam ter sido aproveitados para aumentar a infoliteracia e a produção nacional de software. Essa foi aliás a abordagem seguida pelo governo do lusófono Brasil, com grande sucesso e poupanças assinaláveis.

Neste sentido, todos estes computadores deveriam ter sido equipados não com o software e sistema operativo fechado da multinacional norte-americana Microsoft, mas nomeadamente, com o Caixa Mágica, uma conhecida e muito reputada distribuição portuguesa de Linux.

Atualmente, é possível optar por arrancar um Magalhães em XP ou em Caixa Mágica, mas um responsável pelo Caixa Mágica veio admitir recentemente que a empresa de Redmond teria feito pressões para suprimir até esta opção, forçando o arranque exclusivo no seu sistema.

Felizmente, o Ministério da Educação e a JP Sá Couto souberam travar esse ímpeto monopolista e hoje o “dual boot” é ainda possível nos Magalhães. Mas o sistema da Microsoft e a sua dispendiosa suite de Office estão lá, doutrinando as nossas crianças para serem fiéis clientes da marca quando chegarem à idade adulta e dificultando a libertação de milhões de euros pagos anualmente à Microsoft em licenças de utilização do seu software, dificultando cada vez mais a adopção de software de código livre (e gratuito) na nossa sociedade e economia, com todos os serviços locais de desenvolvimento e manutenção que poderiam criar e que assim – pelo contrário – são transferidos para os centros de desenvolvimento que a multinacional mantêm no mundo, mas especialmente para os EUA e Índia.

Fonte:
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1520644

Categories: Educação, Informática, Política Nacional, Portugal | 12 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade