Daily Archives: 2010/04/18

Defesa do Municipalismo Português

Câmara Municipal (http://www.e-cultura.pt)

Câmara Municipal (http://www.e-cultura.pt)

Um dos grandes problemas crónicos de Portugal, é a tradicional tendência centralizadora da sua administração e da própria democracia. A regionalização é assim uma forma de reformar, radical e profunda a nossa incompetente democracia, de aproximar os eleitos dos eleitores e de agilizar a resposta do Estado aos problemas dos cidadãos. Mas Portugal não tem as estruturas regionais “naturais” de outros países europeus, como França, Itália ou Espanha. Portugal é do ponto de vista nacional, linguístico e até cultural, uno. Dividi-lo para “reinar às regiões” é abrir uma questão que pode criar uma nova camada de parasitas regionais, onde criaturas corruptas e corruptoras como Pinto da Costa ou Valentim Loureiro poderão aspirar ao estatuto de “presidentes regionais”, multiplicando o pesadelo financeiro do sorvedouro jardínico por todo o país.

Regionalizar não deverá corresponder no nosso país a segmentar por Regiões artificiais e desprovidas de ligação real às realidades locais. Regionalizar, em Portugal, só pode passar por regionalizar, municipalizando. São as autarquias o grande sucesso do pós-25 de abril, foram elas que permitiram que a vida das populações melhorasse de forma significativa e são elas que ainda hoje servem de derradeira barreira contra um ermamento que ameaça esvaziar completamente o interior do nosso país.

Concordamos assim com a opção do governo PS para transferir para os municípios a gestão dos “equipamentos educativos afectos à escolaridade obrigatória”. De seguida, os centros de saúde serão também transferidos para as autarquias. Ambas as medidas são dois pequenos passos no sentido de uma Regionalização Municipalista que defendemos há muito como uma ferramenta essencial para reformar um Estado em febre centralista desde Dom João III e que cada vez tem afastado mais os cidadãos da vida cívica e que é um dos pontos centrais da Declaração de Princípios e Objetivos do MIL.

Fonte:
http://www.publico.clix.pt/Pol%EDtica/maior-descentralizacao-de-competencias-para-os-municipios-e-prioridade-do-governo_1418664

Anúncios
Categories: Economia, Municipalismo, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 1 Comentário

Sexo: Dez conselhos para… bem fazer! Se for “ele”, pois!

Bem, não sei bem porquê, mas é certo que há uma certa popularidade por posts que façam listas de coisas. O Expresso parece ter também percebido isso e na sua edição online publicou mais uma. Desta feita uma lista dos erros que os homens mais frequentemente cometem a… Fazer sexo. Eis a lista. Usem-na à vossa discrição!

Lista dos erros mais frequentes:
“1 – Em vez de a despir “estupidamente”, desembrulhe-a como se ela fosse um presente elegante e nunca como se fosse um brinquedo de criança;
2 – Saltar os preliminares e ir directo ao assunto? Você só quer é sexo e mais nada (amor, prazer, carinho). Pois nós mulheres não gostamos disso! Um beijo apaixonado conveniente desperta todo o nosso desejo porque mexe realmente com as nossas hormonas. Percebem?
3 – Beijá-la com força sim, mas com muita sensibilidade. A paixão é fogosa mas não exagere, vá com mais calma;
4 – Não seja bruto a tocar nas zonas erógenas dela. O nosso clitóris é muito mais complexo de que o vosso pénis. Qual é a dúvida aqui? Parece-me mais falta de jeito!
5 – Até gostamos de barba à “Mourinho” mas, por vezes arranha e sentimos é mais um porco espinho atado ao vosso queixo do que outra coisa. Por isso faça a barba antes, para não arranhar a sua amada. Please.
6 – Um homem de meias e cuecas é horrível! Porque é que não tira logo as meias?! Ai que preguiça!!! Aproveite e livre-se do relógio também…
7 – Comece logo de manhã a ser carinhoso e atencioso com ela. Parecendo que não, a forma de como correu o dia entre o casal é muito importante no que toca à vontade sexual feminina, pois serve igualmente de preliminar.
8 – Acaricie sempre a sua parceira. Não se esqueça que o segundo maior órgão sexual da mulher é a pele.
9 – Cuide da sua higiene pessoal. Não precisa exagerar, mas lavar-se antes de ter relações sexuais pode ser conveniente;
10 – Assegure o prazer dela e nunca a deixe “pendurada” satisfazendo-se só a si. Se o fizer é um erro crucial!”

Bem, se seguirmos esta singela – mas muito prática listinha – é certo que deixaremos a nossa parceira mais satisfeita e a nossa relação mais solidificada… É claro que a lista pode sempre não funcionar (nada é certo nesta vida!), desde logo porque simplesmente ela não quer saber de nós, nem pintado! Nesse caso, há sempre uma de duas opções: ou as poupamos a elas e a nós e partimos para outra ou reavaliamos a nossa vida e… Seguimos os conselhos da listinha do Expresso. Como preferirem!

Fontes:

http://tpmulheres.net
http://www.sempretops.com
http://aeiou.expresso.pt/os-dez-maiores-erros-dos-homens-na-cama=f568225

Categories: Saúde, Sexo Tântrico e Budismo, Sociedade | 3 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade