Daily Archives: 2010/04/15

Do peso da “Cultura” na Economia

A Cultura não é um peso morto para o chamado “setor produtivo”, ou um mero sorvedouro de impostos, como apregoam os neoliberais. Já o dissemos algures que em cidades como Nova Iorque a Cultura representava mais de 50% do PIB da economia da cidade. Em Portugal a situação não é tão notável, mas o dito “sector cultural e criativo” em 2006 representou já 2,8% de toda a riqueza gerada nesse ano no nosso país, tendo então dado emprego a 127 mil pessoas, o que corresponderá a 2,6% do emprego total. No total o setor cultural gerou 3,7 mil milhões de euros, um valor que em termos meramente económico é muito significativo.

Estas são as conclusões do estudo “O Sector Cultural e Criativo em Portugal” encomendado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia de Mariano Gago e recorda que os investimentos na Cultura são reprodutivos e geradores de riqueza e emprego como poucos. É claro que a Cultura não pode representar uma crónica e doentia dependência de subsídios e que a procura pelo seus bens devem ser o principal rendimento e que a lógica empresarial deve persistir sobre qualquer (mais fácil e cómoda) subsídio-dependência.

Os dados são, contudo, apenas de 2006, e não revelam o exato impacto que a presente crise económica teve no setor cultural, contudo, apontam para uma alternativa de desenvolvimento que confere com aquela que sugerimos já no artigo que publicámos no número 4 da revista Nova Águia: a produção cultural pode e deve ocupar uma parcela cada vez mais significativa da nossa atividade económica.

Fonte:
http://www.publico.pt/Cultura/sector-cultural-e-criativo-produziu-em-2006-28-por-cento-da-riqueza-gerada-em-portugal_1425082

Anúncios
Categories: Economia, Portugal | Deixe um comentário

Quids S19: Qual é o nome deste quadro?

Regras:

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S19 | 5 comentários

O chocolate combate a dor! Ainda bem!

Segundo o professor Paul Durham da Missouri State University, o chocolate, quando consumido no estado puro, impediria a presença das proteínas responsáveis pela resposta inflamatória associada à dor. Esta conclusão resultou de várias experiências realizadas em ratos nesta Universidade dos EUA.

Ou seja, eis mais uma razão para ir ali ao armário e abrir aquela tablete de chocolate. Ou seria se não a tivesse comido já.

Fonte:

Science & Vie, novembro de 2009

Categories: Saúde | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade