Fernando Nobre: Pensamento Político (Jogo Sujo, Financiamentos, Chefe de Estado, Esquerda/Direita, Aeroporto e TGV e Democracia Participativa)

Fernando Nobre (http://algarvepress.net)

Fernando Nobre (http://algarvepress.net)

Jogo Sujo:
O candidato presidencial reconheceu que se “pôs à chuva” quando decidiu avançar para a presidência da República, tendo admitido isso mesmo numa conversa que tivemos ocasião de trocar, recentemente. Nobre sabe que não faltarão os “artilheiros” da partidocracia dispostos a fazerem o “jogo sujo” em nome dos seus candidatos e erodirem com calúnias a sua imagem pública.

Financiamento de Campanha:
Fernando Nobre acredita que tem condições para vencer, sabendo que será “preso por ter cão e por não ter”, algo que será certamente um foco das campanhas adversárias sobretudo no campo do financiamento, uma vez que ao contrário dos demais candidatos não tem a suportá-lo uma abastada e bem oleada máquina partidocrata e essa é uma dificuldade que o candidato reconhece: “Prefiro um euro de cada português do que vir alguém pousar-me um milhão deles na mesa”, admitindo que vai estabelecer um novo recorde do custo de uma campanha presidencial “para baixo”.

O Estilo de um Chefe de Estado:
No que concerne aquela que deveria ser a atitude ou estilo de gestão do Chefe de Estado, Fernando Nobre prefere “olhos nos olhos”, isto é, a relação pessoal e direta com todos os agentes do Estado e do Governo, uma posição flagrantemente oposta à conhecida timidez e ao distanciamento humano cavaquista… Nobre acredita também que (no mesmo sentido) o Conselho de Estado se deve reunir muito mais vezes do que o faz atualmente e que o lema de Talleyran: “Os elogios são feitos em público, as chamadas de atenção têm de sê-lo em privado” se enquadra na perfeição com aquela que deve ser o papel do Presidente da República nas suas relações institucionais com os restantes órgãos de soberania.

Esquerda e Direita:
O candidato presidencial acredita – como muitos de nós – que a separação clássica entre Esquerda e Direita é obsoleta e anacrónica: “A noção já não faz sentido. Sou um democrata com preocupações sociais e humanistas. Isso faz de mim um socialista ou um social-democrata? E sou extremamente patriota. Aí pode dizer que sou de direita”. E tem, naturalmente, razão… Basta ver na forma como o bi-partido PS-PSD se comporta quando alterna no Poder e a dificuldade que os seus líderes têm para transmitirem mensagens diferentes para alcançar quanto obsoleto é a separação Esquerda-Direita no quadro político atual.

As Grandes Obras:
Fernando Nobre é um claro opositor das grandes “obras de regime” que servem hoje de bandeira aos governos PS (ainda que um tanto moderadas pela presente Crise da Dívida) e ontem ao PSD. O Candidato exprimiu já sérias reservas quanto à necessidade de obras como o novo aeroporto, a terceira travessia do Tejo e o TGV. Ainda que tais decisões se encontrem além do âmbito da função presidencial, Fernando Nobre não se coíbe – e bem – de emitir a sua opinião sobre obras tão faraónicas e especialmente contrastantes com um país que “deixa esboroar os seus centros históricos”.

Democracia Participativa:
O Dr. Fernando Nobre acredita que a democracia representativa de formato Parlamentar é em si própria um sistema esgotado. Defende uma “democracia participativa” onde o papel da cidadania seja fortalecido e o mutismo cívico da maioria dos cidadãos sejam transformado em intervenção cívica, social e política: “Não há que ter medo de perguntar às pessoas o que pensam”.

Fonte:
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1505996

Anúncios
Categories: Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “Fernando Nobre: Pensamento Político (Jogo Sujo, Financiamentos, Chefe de Estado, Esquerda/Direita, Aeroporto e TGV e Democracia Participativa)

  1. luis

    “Prefiro um euro de cada português do que vir alguém pousar-me um milhão deles na mesa”

    Podera, eu também preferia uns 10 milhoes a 1 milhao 😛

    Mas agora a sério, tenho um grande respeito por este senhor e pelos seus ideais.
    Já tem o meu voto, embora saiba que só por milagra ganha. Mas acho que seria uma lufada de ar fresco… Pelo menos não é “mais do mesmo”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: