Os cubos “pilhas de combustível” da Bloom Energy

Uma das empresas que maior celeuma está hoje a provocar, nos EUA, é a Bloom Energy. A empresa resulta de um processo de investigação longo de oito anos e que consumiu mais de 400 milhões de dólares mas que alega ter conseguido criar uma fonte de energia do tamanho de uma mão e que é capaz de produzir a energia suficiente para as necessidades de uma casa média.

O produto da Bloom consiste num conjunto de pequenas pilhas de combustível feitas a partir de areia da praia, cozida em fornos especiais até se solidificar num quadrado cerâmico muito fino coberto depois por duas substâncias “secretas”. Os cubos da Bloom podem ser ligados em série, estimando-se que 60 sejam suficientes para suprir as necessidades energéticas de um restaurante médio.

Sabe-se que existem já cubos da Bloom em empresas como a Google, a Cisco e a eBay, que tem pelo menos cinco grupos de cubos Bloom a funcionar, alimentando alguns dos seus servidores e alimentados por painéis solares colocados nos telhados.

A empresa espera contudo ainda desenvolver o produto antes de o colocar nos lares, algo que não deverá acontecer antes dos próximos dez anos. Nessa altura, as células de energia deverão custar menos de 3 mil dólares e serem capazes de funcionarem sem interrupções durante dezenas de anos.

Fonte:
http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=1507765

Categories: Ciência e Tecnologia, Ecologia, Economia | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: