Ainda sobre a crise grega: Responsabilidades europeias

A Grécia deixou escapar a verdadeira situação das suas finanças após as últimas legislativas, quando revelou que o verdadeiro valor do seu défice orçamental era de 12,7% do PIB, mais de o dobro do esperado. Este desequilíbrio é especialmente grave porque coexiste com uma dívida que se estima ser já superior a 125% do PIB. Em consequência, agências de rating como a Standard & Poor, desceram o rating do país de A- para BBB+ e logo, os mercados passaram a cobrar à Grécia taxas de juro mais elevadas.

O governo grego diz que não fez nada que os outros países europeus não tivessem também feito, e é verdade que isso é correto, especialmente nos casos francês e italiano, mas é também correto que se o fez, foi porque esta Comissão Barroso e a eurocracia a deixou fazer. No pecado tanto peca o pecador, como aquele que (por incúria ou incompetência) deixa pecar e este aspecto da crise grega ainda não foi levantado por ninguém…

Fonte:

http://economia.publico.pt/Noticia/grecia-os-passos-de-um-pais-a-beira-do-abismo_1425435

Categories: Economia, Política Internacional | Etiquetas: | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Ainda sobre a crise grega: Responsabilidades europeias

  1. Fenix

    A França é o pais que á mais anos está em defice publico e ninguem se rala com isso na ue porque é um pais grande.E não faz reformas porque elas são criavão ainda mais revoltas publica piores que a tomada da bastilha.Mas não so os ingleses tb tem defice e mais atapedado do que outros…

  2. Uma federação mt estranha , q ñ socorre seus membros, vai acabar implodindo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: