Fernando Nobre: Sondagens, Suposto “divisionismo de Esquerda”, Alegre e autofagia no BE

Fernando Nobre (http://www.cm-lagos.pt)

Fernando Nobre (http://www.cm-lagos.pt)

Uma sondagem da Universidade Católica indica que Cavaco Silva beneficia da clássica má memória dos eleitores portugueses e está agora bem à frente dos dois outros candidatos presidenciais já conhecidos Fernando Nobre e Manuel Alegre. Ainda me lembro do tempo em que Cavaco Silva, após ter chefiado um Governo minoritário do PSD fez campanha com o lema “deixem-nos Governar”, depois de o PSD ter acabado de ser governo e de anos antes ter governado em coligação com o PS… Então, os portugueses comeram nesse prato, agora, parece que já se esqueceram do papelão patético que Cavaco teve ao mandar um acessor caninamente fiel telefonar aos jornais para que estes publicassem notícias sobre “escutas” na Presidência e depois forçando a demissão deste (mas paradoxalmente, mantendo-o em funções), quando foi sempre evidente que Fernando Lima agiu sempre sob ordens do dono.

Com efeito, a sondagem da Católica dá a Cavaco 57% das intenções de voto, ou melhor dá-o como quem “apresenta melhores capacidades para desempenhar o cargo presidencial”, seguido a grande distância por Manuel Alegre com 19% (resultado um pouco inferior ao das últimas Presidenciais), seguido por Fernando Nobre, com 8% da sondagem.

Não sabemos se este valor corresponde minimamente à verdade ou não, mas sabemos que seja la qual for o valor final da votação serão votos que numa primeira instância viriam daquele conjunto que anos antes votou Manuel Alegre. É por isso compreensível que Manuel Alegre, logo no dia seguinte ao anúncio de Fernando Nobre tenha dito que a sua candidatura “vinha dividir a Esquerda”. A lógica era simples: tal “divisão” beneficiava o putativo candidato único da Direita, Cavaco Silva. É claro que tal afirmação foi mais fruto de nervosismo do que de reflexão: os votos de protesto do PS que Alegre recolheu nas últimas presidenciais à muito que transpiraram para as bandas abstenção desiludidos (como eu) com as hesitações de Alegre e, sobretudo, com o seu recente abraço socrático e silêncio decorrente contra as mais impopulares facetas do socratismo. São estes eleitores desiludidos, que se iam abster, que Nobre agora recuperou, com a certa adição de uma parcela de votos significativa do BE, dos setores mais frustados com o seu apoio a um candidato que é praticamente oficial do PS, partido que o BE tem tanto combatido no Parlamento e que é a origem principal dos votos que ganhou nos últimos dez anos. Assim, Fernando Nobre, parece mais capaz de ter uma votação até maior do que Alegre, especialmente porque até a ala direita do PS (alinhada a Sócrates) dificilmente esquecerá tudo o que Alegre disse dela e engolirá esse sapo.

Fernando Nobre poderá até cativar alguns votos do centro-direita… Nas últimas autárquicas apoio António Capucho, em Oeiras, alguns sociais-democratas ainda se lembram do comportamento absolutamente deplorável de Cavaco no caso das “Escutas”, da forma como soprou notícias para os jornais e como depois “executou” o seu mais fiel assessor de imprensa. Muitos sabem bem também qual é currículo humanitário de Nobre e dão-lhe o devido valor… De Alegre, contudo, só lhe reconhecem os méritos literários e uma certa inclinação inconsequente para demolir a governação do seu colega de partido, José Sócrates. E todos se lembram que Alegre nunca, mas nunca mesmo, se pronunciou sobre o Face Oculta…

Fontes:
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1518807
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1368683

Anúncios
Categories: Fernando Nobre, Movimento Internacional Lusófono, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: