O Embraer KC-390 e o cluster aeronáutico português

Embraer KC-390 (http://www.aereo.jor.br)

Embraer KC-390 (http://www.aereo.jor.br)

“Além do arranque do cluster aeronáutico, em Portugal, é uma oportunidade de cooperação estratégica com os países da CPLP. Onde está o Brasil, está a nossa agência. O Brasil é a prioridade das prioridades, a par de Angola”, sublinhou, Basílio Horta, presidente da AICEP (Associação para o Investimento e Comércio Externo de Portugal).”

Basílio Horta, referia-se à possibilidade da Embraer construir partes do seu novo cargueiro militar KC-390 nas suas instalações de Évora. Assim, a declaração de que “o Brasil é a prioridade das prioridades, a par de Angola” é plenamente consistente com a prioridade lusófona para a política externa portuguesa defendida pelo MIL e com o seu comunicado em defesa de uma maior cooperação entre os países da CPLP nos domínios aeroespaciais e oceanográficos.

Existem diversos projetos aeronáuticos hoje em curso no Brasil e – a prazo – em Portugal. No Brasil, o caça selecionado pelo F-X2 será construído parcialmente no Brasil, provavelmente pela Embraer, e o cargueiro KC-390 deverá também entrar em produção nos próximos dez anos. Um e outro projetos são também necessários a médio prazo para Portugal e com a presença da Embraer no nosso solo seria no mínimo estúpido se não aproveitássemos essas sinergias e optássemos pelos mesmos aparelhos, determinando sempre uma percentagem local de montagem ou construção. E esperemos então que não o sejamos.
Fonte:

http://aeiou.expresso.pt/portugal-ja-tem-18-fornecedores-para-o-aviao-da-embraer=f560638

Categories: Brasil, DefenseNewsPt, Portugal | Etiquetas: | 5 comentários

Navegação de artigos

5 thoughts on “O Embraer KC-390 e o cluster aeronáutico português

  1. Otus scops

    concordo com a parceria e com o “tio” Basílio.
    discordo da saída do projecto do Airbus A400M. são produtos complementares, que proporcionavam também know-how e na mesma oportunidades de negócio à industria nacional. esse demagogo PPortas, anti-europeísta fez uma triste figura. felizmente o projecto segue em frente.
    o que acho imperdoável foi o “caso Skylander”. o que se passou afinal? ninguém fala porquê? mais uma oportunidade perdida. são os Pinhos deste país… com nemátodo até ao cerne.

  2. mas o A400M está a revelar-se um buraco orçamental sem fundo… poderia um país como Portugal suportar tal projeto que faz vacilar até os países mais ricos (e com mais interesses industriais no projeto)? Não me parece…
    O C-130J ainda é pior, claro.
    Daí a minha preferência pelo KC 390.

  3. Otus scops

    bem, daquilo que sei o problema ficou resolvido. a EADS e os governos acertaram os limites financeiros e temporais do projecto. e o “bicho” já voa! um pouco ao estilo do F-35.
    mas quem garante que o projecto do KC-390 não derrapa? e ainda nem saiu do papel? será que Portugal e o Brasil são mais ricos que os sócios do A 400M? ou são mais dotados para criar aviões? não me parece… mas gostava sinceramente que tivesse “pernas para andar” ou melhor, “asas e motores” para voar!

  4. Ñ são os + ricos, + são + capazes , juntos, de produzirem um avião como KC 390, com o q já existe no mercado ; o q vai fazer o mesmo ser bem + barato…questão de pura criatividade, e q é marca dos Ibéricos…eu acredito, vai dar certo sim.

  5. mas o A400M foi bloqueado pelo problema com os motores, certo?
    O KC-390 parece bem menos ambicioso do ponto de vista técnico, e logo, menos arriscado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: