Daily Archives: 2010/02/04

Quids S18: Como se chama esta rapariga?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Anúncios
Categories: Quids S18 | 18 comentários

A Economia das Bolhas

A Economia das Bolhas

A Economia das Bolhas (http://knowledge.allianz.com)

Lembram-se que em 2009 ainda se falava dos riscos de uma “Grande Depressão”? Que em 2008, os investidores na Bolsa estavam em pânico e ganiam, apelando para que o dinheiro dos nossos impostos salvassem as (outrora) anafadas suas carteiras? Pois bem. Como criaturas de fraca memória que são, já se esqueceram de tudo. O índice mundial MSCI que reporta os preços globais das cotações de ações em vários Mercados está já a 70% do mínimo de março de 2009. Este “feito” deve-se à quase gratuitidade do dinheiro, isto é às baixas taxas de juro que os Bancos Centrais de todo o mundo estabeleceram no auge da crise e que em muitos casos são até inferiores à inflação. Aproveitando este maná estatal, muitos gurus do neoliberalismo não hesitaram em pedir empréstimos para investirem nas Bolsas e quase todos retiraram dinheiro de depósitos a prazo para investirem nos fátuos e imprevisíveis Mercados de Ações. Esta re-capitalização dos Mercados fez-se de novo à custa da descapitalização da Economia Real, onde é cada vez mais difícil financiar empresas e novos empreendedores, tal é a nova rentabilidade de curto prazo dos Mercados saturados por “dinheiro barato”.

Esta sobrevalorização da Economia Virtual das Bolsas conseguiu alguns efeitos positivos, ao fazer retornar alguns inflacionados mercados imobiliários, para preços mais reais, como sucedeu nos EUA (epicentro desta Recessão) e poderá existir ainda alguma margem para que estas Bolsas cresçam ainda durante mais alguns meses, até regressarem aos seus picos de 2007. Mas quando estes regressarem – algo que alguns estimam que poderá suceder já em 2012 – estão novamente criadas as condições para a eclosão de nova Bolha (e sucessivo rebentamento).

De facto, o sistema económico atual parece construído de forma a criar Bolhas sucessivas, rebentando a ritmos mais ou menos constantes e previsíveis. Um ciclo vicioso e destrutivo que pode ser travado pelos Bancos Centrais, obrigando os Bancos Privados a manterem rácios de capitais elevados, reforçando a regulamentação e monitorização das suas atividades e fazendo regressar as taxas de juro e os spreads a níveis mais razoáveis logo que tal seja possível. É estes rendimentos elevados dos mercados, fruto das baixas taxas de juro são uma combinação perigosa em países assolados por défices orçamentais gigantescos… Já que cedo ou tarde, os Governos terão que aumentar as taxas fiscais e com esses aumentos… Poderá desaparecer a bolha especulativa.

Fonte:
http://aeiou.expresso.pt/aviso-de-bolha=f558143

Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade