A nova “Estratégia para o Espaço” de Barack Obama

Resumo da nova estratégia para o Espaço, delineada por Barack Obama:

1. Os abastecimentos e substituição de astronautas na Estação Espacial Internacional (ISS) serão da responsabilidade de voo comerciais, muito provavelmente a cápsula Dragon com os seus lançadores Falcon 9.

2. A NASA vai focar os seus esforços e recursos no desenvolvimento de um lançador pesado não sendo ainda claro se este será o Ares V Lite ou um veículo desenvolvido a partir do atual Space Shuttle. Um ou outro deverá estar pronto antes de 2018.

3. A estratégia de Obama apela também a parceiros para prosseguir com o seu programa lunar. Neste campo, a Europa, o Japão e o Canadá, deverão representar um papel central tendo em conta a experiência de cooperação passada assim como o envio de varias missões robóticas bem sucedidas para a Lua. Assim, a NASA deixa de estar sozinha no desenvolvimento de um Lunar Lander e de uma base lunar modular para – segundo o documento de Obama – passar a poder contar com estes parceiros.

4. O orçamento da NASA para 2011 será aumentado em um bilião de dólares em relação ao ano anterior.

Estes são os quatro pontos essenciais de uma “estratégia para o Espaço” que custou a ser conhecida e que continua a ser muito lacunar… Obama nunca expressou em campanha um grande interesse pelo Espaço e o longo hiato que a NASA teve de atravessar (quase um ano) antes de ser nomeado o novo administrador indica que a agência não está nas prioridades do novo presidente norte-americano… Isso explica porque é que esta estratégia é parcial e deixa ainda por responder algumas questões fundamentais:
A. A ISS vai continuar a funcionar depois de 2020?
B. O Space Shuttle realizará o seu último voo em
2011?
C. A NASA não vai trabalhar no sentido de enviar uma missão tripulada a um asteroide?
D. A NASA vai manter um esforço de exploração a Marte e, ultimamente, enviar uma missão humana para o Planeta Vermelho?

São quatro perguntas que ainda não têm resposta e ao fim de um ano de mandato, já era tempo… O Espaço – durante tanto tempo a maior bandeira do estatuto de superpotência dos EUA – não está claramente na lista de prioridades de Obama. Até certo ponto, tal baixa prioridade até pode ser compreensível, já que os EUA continuam imersos na maior recessão desde 1929 e que as causas fundamentais desta continuam – no essencial – todas presentes. O Desemprego, o Aquecimento Global e a Crise no Afeganistão são outros três enormes problemas que Obama tem que enfrentar e onde – como na Reforma do Sistema de Saúde – tem encontrado um apoio muito tíbio e incerto nos seus pares Democratas no Congresso… De sublinhar, contudo, que um verdadeiro e ambicioso programa lunar ou marciano poderia resolver boa parte destes problemas: um novo “programa Apollo”, orientado para a Lua ou para Marte poderia gerar Emprego, Riqueza, Moral e Prestígio onde todos estes hoje faltam.

De qualquer forma, agora parece haver uma “visão obâmica para o Espaço”. Imprecisa, pouco ambiciosa, mas… Existente.

Fonte:
http://www.examiner.com/x-21670-Houston-Space-News-Examiner~y2009m12d17-More-possible-details-of-Obama-space-plan-for-NASA-emerges?cid=channel-rss-News

Anúncios
Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “A nova “Estratégia para o Espaço” de Barack Obama

  1. vamos ver, se essa empresa(quem são os sócios dela? ),corresponde as expectativas…Quem viver verá.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: