O Brasil assina com a Iveco um contrato de 2,5 biliões de dólares para a construção de 2044 VBTP-MRs

Em dezembro de 2009, o governo brasileiro assinou com a empresa italiana Iveco um contrato de 2,5 biliões de dólares para renovar os veículos blindados de transporte do exército brasileiro e para colaborar com a indústria brasileira no desenvolvimento do seu sucessor, o VBTP-MR ou “viatura blindada de transporte de pessoal”. O novo veículo permitiria o abate dos EE-9 e EE-11 da Engesa. o EE-9 “Cascavel” é um blindado ligeiro de reconhecimento, enquanto que o EE-11 “Urutu” é um transporte de tropas. Do primeiro, o Brasil opera atualmente 218 unidades, da segunda, 223, tendo sido curiosamente o Iraque de Saddam Hussein o segundo operador do tipo, com 148 unidades vendidas. O problema é que a falência do fabricante, a Engesa, deixou o exército com problemas crónicos de peças de substituição. Na prática, praticamente todos os meios blindados de reconhecimento e transporte de tropas usados no Brasil foram construídos por uma empresa que faliu em 1993… isso diz muito da criticidade da sua substituição.

As múltiplas exportações da Engesa (que não impediram a sua falência, devido à falta de encomendas do governo brasileiro na década de 90) prenuncia que o novo VBTP-MR poderá encontrar o mesmo mercado outrora preenchido pelo “Cascavel” e pelo “Urutu” no Médio Oriente e na América do Sul.

O VBTP-MR deverá pesar menos de 20 toneladas e ter capacidade anfíbia sendo impulsionado por motor diesel com caixa de mudanças automática e desenhado para transportar até dez soldados, para além do condutor. Concebido para ter dimensões que tornam possível o seu embarque num C-130 ou no KC-390 que a Embraer está agora a desenvolver, o VBTP-MR pode assumir assim facilmente missões que hoje não estão ao alcance dos seus antecessores e com a instalação de armas de controlo remoto cumprir também as missões de reconhecimento do “Cascavel”. Entre estas a Elbit anunciou que as suas torres UT-30, com um canhão automático de 30 mm, uma metralhadora de 7,62 mm, um sistema de alerta laser, miras para o comandante do veículo e lançadores de granadas de fumo estarão presentes no VBTP-MR.

O trabalho de desenvolvimento decorre atualmente num grupo de trabalho conjunto do exército brasileiro e da Iveco, tendo sido consumidos até finais de 2009 mais de 12 milhões de euros na sua concepção e na construção de um primeiro protótipo que está prestes de ser finalizado. O contrato com a Iveco estipula que a partir de 2012, serão construídos 2044 unidades numa nova fábrica da Iveco no Brasil.

Fontes:
http://www.defenseindustrydaily.com/VBTP-A-New-APC-for-Brazil-06048/?utm_campaign=newsletter&utm_source=did&utm_medium=textlink
http://pt.wikipedia.org/wiki/EE-9_Cascavel
http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/ter.aspx?NN=15&P=15
http://pt.wikipedia.org/wiki/EE-11_Urutu

Categories: Brasil, DefenseNewsPt | 8 comentários

Navegação de artigos

8 thoughts on “O Brasil assina com a Iveco um contrato de 2,5 biliões de dólares para a construção de 2044 VBTP-MRs

  1. ..É bom se apressarem, paises da A.do sul está se reequipando de MBTs como o Leopard 2A6 o + moderno q do nosso EB…a marina está com mt fragatas , usadas, + bem opercionais ..e subs passando por MDs e nós BRSASUCAS,o q estamos fazendo por nossas comlaçitas FAs ?O Fx 2 é uma novela mexicana, cheia de longas cenas dramáticas, decisão , nada…a franteiras nossas e visitadas por soldados ianks e colombianos td os dias…parece um queijo suiço…o VLS , samos incapazes de lançar…Estamos de mal a pior.Mt triste mesmo.Quem poderá nos ajudar?

  2. a França… se a tal parceria estratégica se estender mesmo a outras áreas de Defesa e Aeronáutica.

  3. Então tá, os Francos..vou esperar pq esse FX 2 edtá mt demorado..será q eles, o sr .Lula e ministerio quer tirar + dos mesmos?..Vamos ver.

  4. Luís Fernando

    Saudações amigos!

    Em que pese o patriotismo incontestável do amigo CarlosArgus, tenho para mim que a situação não é tão alarmante assim em termos de defesa. Nos últimos tempos houve um progressivo e incontestável acréscimo no potencial disuassório do Brasil (exemplos últimos os MBTs que chegaram modernização de meios e mudança na doutrina de emprego) e, se considerarmos os inúmeros contratos assinados e cuja implementação já está sendo realizada (encontram-se já em andamento), em termos de vizinhança (América do Sul) a balança, mesmo considerando o Chile ainda é favorável ao Brasil e, esse desequilíbrio tende a aumentar (considerando-se o plano de reaparelhamento da Marinha e se finalmente o FX 2 decolar).
    Mas o principal é a mudança no conceito a ser implementado na visão de criação de parque industrial e TT.
    Abraços.

  5. Então tá, valeu, + esses carros da iveco virão alguns equipados com canhões?..O VBTP-MRs..é uma sopa de letrinhas…

  6. Renato Rodrigues da Silva

    Sim, as coisas melhoraram muito, e era realmente necessário. Quanto ao programa FX, sou amplamente favorável ao Rafale, malgrado o preço – sou contra qualquer opção que use um mísero parafuso que seja MADE IN USA

    Renato

  7. Eu ñ confio nos mesmos, só isso, e os fatos falam por si,é são mt ; td eles contra os ianks, q venham os rafales e td q foi acordado com os francos.

  8. o custo de cada Rafale é realmente impressionante, quando comparado com o Gripen… Julgo que custa o dobro, penso eu de que…
    mas trás independência, já que qualquer eventual futura exportação ou adaptação tecnológica não dependerá do Senado norte-americano, e esse facto deve ser devidamente ponderado.
    De qualquer modo, ainda que a FAB pareça ter escolhido o Gripen, a opção pelo Rafale é a do políticos e isso diz tudo sobre o vencedor final do programa…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: