O “Alcântara-Cyclone Space”, com o seu foguetão Cyclone 4, vai finalmente descolar em 2010?

O melhor projeto espacial brasileiro continua entupido. Pelo menos por mais algum tempo. Falamos da “Alcântara-Cyclone Space” (ACS), um consórcio ucraniano e brasileiro que devia colocar o Brasil no mercado do lucrativo mercado internacional do lançamento de satélites e que ainda não conseguiu passar do plano teórico…

Recentemente, Lula afirmou que esperava que este ano, em 2010, fosse realizado o primeiro lançamento de um foguetão ucraniano. As condições para tal sucesso foram finalmente criadas pela cedência de terras às comunidades quilombolas da região e pela deslocação do CLA (Centro de Lançamento de Alcântara) para uma nova área onde será desenvolvido o Cyclone-4.

O plano é transformar a região do Maranhão num grande centro tecnológico espacial, semelhante ao que os franceses ergueram em Kourou, na Guiana Francesa. Mas para que ocorra um tal desenvolvimento, será preciso ocupar mais terras aos quilombolas. Mas o clima local não tem sido favorável a tal, com protestos generalizados contra a ACS que vão desde presidentes da câmara a populares. O problema recua a 1980 aquando da fundação do CLA, época em que quilombolas foram deslocados para abrir espaço ao CLA. Comunidades piscatórias, foram transferidas para o interior, para lotes pouco férteis e de pequenas dimensões. Os quilombolas podem vir a ganhar, a prazo, com os empregos que a ACS vai gerar, quase mil durante a fase de construção, e 300 quando a empresa estiver instalada. Há assim alguma riqueza local a ser gerada, e um importante passo para a entrada do Brasil na arena espacial (quando o VLS continua parado). Não será possível compatibilizar este avanço com a devida salvaguarda das comunidades locais? Certamente que sim, havendo a devida vontade. Que não tem havido, já que as reclamações dos quilombolas não parecem particularmente irreais ou impossíveis de cumprir.

Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u674023.shtml

Anúncios
Categories: Brasil, SpaceNewsPt | Etiquetas: , , | 10 comentários

Navegação de artigos

10 thoughts on “O “Alcântara-Cyclone Space”, com o seu foguetão Cyclone 4, vai finalmente descolar em 2010?

  1. Td pelo progresso do programa espacial do BRASIL, é isso inclui pagar aos kilombolas e ficar com as terras p o avanço da base de alcantara, esse é o melhor ponto de lançamento, talvez do mundo…ñ podemos abrir mão do mesmo…cada duas q eles fazem…pô.

  2. Fred

    olá, clavis!!

    uma informação complementar, olha só que inbroglio!

    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100105/not_imp490573,0.php

    Questa storia è un imbroglio!!! no mínimo vergonhoso para um pais que quer ser protagonista e não coadjuvante.

  3. sem dúvida!
    e mais uma prova que o Brasil tem que ter capacidade independente nesta área…
    é aliás o único BRIC que não a tem.
    ainda.

  4. mt vergonhoso, até a coreia lançou seu VLS …temos de tomar uma atitude drastica neste setor..ainda temos um tempinho, pf aproveitem.P ontem.

  5. ao menos estamos caminhando na direção certa, com relação a essa política.

  6. sim, mas o VLS é que é o projeto verdadeiramente brasileiro… o ACS é de facto um sistema completamente estrangeiro (ucraniano-soviético)

  7. Temos de ter um VLS, híbrido,ucraniano/Rússo/brasuca…temos de lançar do nosso território o satélite tupiniquim ;isso dá ares de total incapacidade..q _erda.

  8. o VLS tem que dar nalguma coisa… ainda que eu pessoalmente não goste de foguetes sólidos. Depois de ligados… não há como pará-los!

  9. Paradoxos

    Realmente dos BRICs, a humilhação e o desgoverno marca o nosso país, com discriminações e cotas de privilegios de nacionais segundo suas origens antepassadas, em que os interesses de minorias suplanta aos interesses e segurança da Nação. Territorios só foram mantidos pelo poder da força e integração dos nacionais, com educação,saude e segurança para todos. Minorias fortalecidas são causas de divisões e conflitos, que hoje ocorrem pelo mundo por busca de poder e riquezas . A subserviencia é tanta que se assina tratados que as nações nucleares ignoram. Propriedades de nacionais são desapropriadas, quer sejam fazendas centenarias ou residencias de gerações, mas minorias privilegiadas e até impunes prevalece.

  10. Godoy

    De que minoria você fala caro amigo?
    Só pode ser da clase rica não é?
    Veja as noticias, compare os periodos de governo você certamente esta irritado por algum motivo pessoal com o governo que tem quase 90% de aprovação, veja bem que nesse caso você é minoria.
    Abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: