Daily Archives: 2010/01/03

A Líbia torna a operar o Mirage F1

Um dos F1 recuperados pela Dassault (http://www.shutterspeed.nl)

A Dassault começou no início de 2009 os trabalhos de recuperação de vários Mirage F1 líbios. Os aviões não voavam desde há mais de 12 anos, devido às sanções da ONU. Inicialmente, a força aérea líbia operava 16 Mirage F1AD, 6 Mirage F1BD bilugares e 16 Mirage F1ED de Defesa Aérea. Os aviões recuperados em Franca são os bilugares e a versão de Defesa Aérea já que as missões de ataque ao solo estão a ser cumpridas pelos Su-22 e MiG-23MLD da força aérea líbia.

A entrada ao serviço dos F1 vai dar à Força Aérea Líbia uma capacidade de defesa aérea líbia importante e suficiente até que este país do norte de África decida comprar um caça de 4,5 geração russo, como se espera que venha a acontecer brevemente, sendo a escolha muito provavelmente o Sukhoi-30 já operado atualmente pela vizinha Argélia.

Fonte:

Air Forces Monthly, dezembro de 2009

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

Sobre o decadente estado da RAF (Força Aérea Britânica)

O F-35 Lightning II (http://www.armybase.us)

Nove esquadrões de primeira linha desapareceram desde 2003: 3 de Jaguar, 3 de Tornado F3, 3 de Sea Harrier todos substituídos por… 2 esquadrões de Typhoon que apesar de serem teoricamente “multirole” de facto cumprem ainda apenas missões de Defesa Aérea. O manpower da RAF perdeu desde 2003, mais de 20%, e a mesma percentagem de cortes orçamentais afetou a capacidade da RAF para manter duas guerras longínquas (no Iraque e no Afeganistão).

Este quadro traça uma imagem muito correta de um declínio muito acentuado de uma outrora grande potencia. Os atrasos sucessivos daquele que será a peça central da RAF nas próximas décadas: o JSF (Lightning II) e a lenta transformação do Typhoon num verdadeiro caça multifunção estão a reduzir a uma fração a capacidade da força aérea britânica precisamente quando a intensificação da guerra no Afeganistão exigiriam mais dela: em consequência estamos perante um exército em dificuldades no terreno e perante uma potencia – tradicional aliado de Portugal – que entra definitivamente no seu ocaso…

Fonte:
Air Forces Monthly, dezembro de 2009

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 3 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade