Sobre a imigração em Portugal e os seus reflexos na demografia

Já há muito tempo que dizemos e escrevemos que o discurso mais ou menos “nacionalista bacoco” que considera que Portugal deve fechar as portas a toda a imigração é estúpido. Com isto, não quero dizer que todos aqueles que o mantêm sejam estúpidos, mas que o seu discurso o é, porque escamoteia um factor essencial para a sociedade portuguesa que é o da nossa anémica demografia. Com efeito, é o próprio Instituto Nacional de Estatística (INE) que admite que o “crescimento efectivo da população em Portugal está muito dependente da imigração” e que “a pequena subida registada em 2008 face a 2007 relaciona-se com o abrandamento do número de estrangeiros residentes”. Ou seja, não há condições para crermos que as pífias medidas de incentivo à natalidade propagandeadas pelo Governo PS em 2007 e 2008 estiveram na base desta suposta recuperação demográfica já que “No crescimento natural, a diferença será muito pequena e no crescimento efectivo a diferença tem a ver com o abrandamento da imigração”.

Portugal continua assim no rumo da evaporação demográfica a que apenas a imigração pode dar satisfação provisória. A fecundidade de 1,3 de crianças por mulher (confirmada pelo INE) é estável desde 2007 e deverá descer ainda mais em 2009, devido à recessão (que adia a decisão de terem filhos a muitos casais) e aos números de desemprego reais (que há muito já bateram o número de 600 mil pessoas). Isto significa que o desequilibro entre ativos e pessoas fora do setor produtivo irá agravar-se nos próximos anos, que o sistema de reformas será cada vez mais ameaçado e que será cada vez mais difícil no futuro próximo encontrar pessoas em idade ativa para preencher os postos de trabalhado que forem surgindo… Após uma economia em que os jovens são subremunerados e precarizados de forma crónica, teremos um oposto em que serão preciosos e bem remunerados, mas esmagados sob cargas fiscais tremendas para sustentarem uma desproporção crescente de idosos… Solução? Começar já a investir em políticas demográficas realmente eficazes e duradouras e ir preenchendo o tempo (longo) em que estas demoram a ser eficazes com correntes migratórias saudáveis e de qualidade.

Fonte:
http://www.publico.clix.pt/Sociedade/crescimento-da-populacao-em-portugal-esta-muito-dependente-da-imigracao_1409230

Categories: Lusofonia, Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | Etiquetas: | 18 comentários

Navegação de artigos

18 thoughts on “Sobre a imigração em Portugal e os seus reflexos na demografia

  1. sousa pontes

    Imigração ?!
    A minha resposta é , VOTA PNR.

  2. “correntes migratórias saudáveis e de qualidade”

    O problema é que, numa boa percentagem, são saudáveis, mas a qualidade é pouca. Como sempre defendo a resolução do problema sem recorrer a “mercenários”.

  3. num mundo perfeito, não havia migrações e todos se podiam bastar (e aos seus) nos seus locais de origem…
    no mundo real, as pessoas têm que partir…
    por mim, acolho todos os que vêm por bem, e defendo abordagens implacáveis a quem vem por mal.

  4. nao posso garantir a veraciade mas é uma história interessante

    http://www.serqueira.com.br/mapas/disco1.htm

  5. Fenix

    As pessoas vão para onde lhes dão valor a questão do ter para poder ser.

  6. luisa reis

    Opá , estes tipos do PNR só tiveram dez mil votos ?! LOL
    Eles são pouquinhos mas bons , eu cá não votei neles , mas confesso , para alguns emigrantes que cá vivem e para outros ” portugueses ” de segunda geração . FAÇAM BOA VIAGEM E NÃO VOLTEM !!!!

  7. há elementos indesejáveis, sem dúvida e as prisões provam isso mesmo.
    mas atenção: a esmagadora maioria são pessoas honestas, muito trabalhadoras e grandes contribuintes para a riqueza que se gera neste país.
    e neste cenário demográfico que aqui descrevo: indispensáveis.

  8. Fenix

    Esse partido assim como outros que eu nem vou falar para não me porem um processo em cima.Deviam ser irradiados da sena politica assim como seus apoiantes deviam ser presos por fomentarem o racismo primario.Foi em partidos desses que nasceu adolf hitler e o fascistas que hoje anda por ai encoberto em partidos da nossa praça assim como por esse mundo a fora.

  9. eles não assumem diretamente esse discurso, porque o sabem ilegal… andam apenas pelas indiretas, tipo a história das ovelhas negras e brancas…
    não se assumem, porque não, já que segundo a Constituição tais partidos são simplesmente ilegais.
    E muito bem.

  10. Fenix

    O problema da imigração e da sua criminalidade é problema criado pela nossa sociedade e pela economia do ter onde cada vez a diferença entre os muito ricos e os muito pobres é maior.A economia do ter de pessuir o comsumir marcas caras de carros caros como status do proprio poder ect,é publicitada a todos mas nem todos tem dinheiro para isso os que não tem apenas podem sonhar em ter.Mas sonhar em ter não é a mesma coisa de ter de pessuir ia vem a frustração de não ter aquilo que outros tem isso leva criminalidade.Para a nossa felicidade interna bruta temos de acabar com ter para subistituir pelo bem ser na nossa vida nossa meneira de ver a sociedade e tudo que rodeia.

  11. Fenix

    Para assim podermos viver bem e todos em harmonia sem igoismos nem invejas do ter dos dos outros. Porque nos somos bem ser.

  12. a distribuição de riqueza (ou a má) é o problema número um das sociedades contemporâneas.
    Não pode haver assim um plano ou uma visão alternativa da sociedade que não contemple esta temática.
    A criminalidade encontra aqui a parte de leão da sua origem, mas não somente… a má educação cívica e moral de muitos (enquanto jovens num seio de um meio familiar disfuncional) tem também um importante papel a cumprir…

  13. rita torres

    Para aqueles que afirmam que a emigração tráz riqueza a Portugal , gostaria que me explicassem desde quando é que os emigrantes vindo dos PALOPS , que vivem em casa do ESTADO estão a gerar riqueza a portugal ? São aos milhares a viverem nos bairros sociais de Lisboa e preferia . Gostaria tambem que me explicassem como é que esses emigrantes , e recentemente tambem os brasileiros que estão desempregados a receber o subsideo de desemprego , ou rendimento minimo contribuem para a riqueza nacional bem como para o equilibrio e a sustentabilidade da segurança social ? Só estão a dar despesa , sem duvida. Gostaria tambem que alguem me explicasse de que forma a emigração contribui para a paz social ? é só ir ás prisões e verificamos que uma grande percentagem dos presos são ” portugueses ” de segunda geração . Toda a europa tem que rever a sua politica de emigração , pois daqui a cinquenta anos , se nada for feito , a europa irá conhecer uma nova segunda guerra mundial , pois a europa está a se islamizar muito rapido e a amulatar-se de uma forma nunca visto , um dia as posições vão-se extremar , e os europeus-caucasianos de cultura judaica-cristã vão agarrar em armas , isto já foi visto em tempos remotos , nas cruzadas , não pensem que a historia não se repete..
    Eu não desejo que isso aconteça , mas o principio daquilo que poderá acontecer já está em marcha , partidos ultra-nacionalistas começam a ganhar força na europa , e o ” perigo ” não vem desta vez da alemanha , o perigo vem e virá da russia , hungria , rep. checa , frança , inglaterra , suiça , italia entre outros. Mas a culpa não é destes partidos , a culpa é destes governantes que estão actualmente a tomar conta dos destinos de toda a europa ,é necessário que a europa controle as suas fronteiras , que tenha criterio rigidos e rigorosos na atribuição de nacionalidade e do repatriamento em caso de crimes graves e muito graves , caso contrário a europa estará a assinar a sua sentença de morte , não se esqueçam , uma proxima guerra não será feita com espadas ,flechas , tanques , ou bombardeiros , a proxima será feita com ARMAS NUCLEARES.
    Europa , acorda por favor.
    não sou racista nem xenofobo ,simplesmente sinto o chão do nosso continente a fugir-nos dos pés . Não sou contra a emigração , sou sim , contra essa politica de emigração que nos irá levar a todos para o abismo .

  14. Fenix

    Quando uma familia imigrate chega a Portugal com a sua ilusões de uma vida melhor é explorada pelo nosso grande e bons filhos da…..dos nos empresarios que so sabem meter dinheiro ao bolso deles e trata-lo como escravos.Se nos como trabalhadores somos tratados a abaixo de cão como deve ser um imigrate…Vivem com ordenados de miseria passam a vida a trabalhar as vez 12 horas por dia como querem que eles tenham tempo para educar os seu filhos.

  15. mais valias vindas do trabalho.
    quando um trabalhador (imigrante ou não) é colocado perante matéria prima, ferramentas e capital (do patrão) ele produz algo, a dita mais-valia que reverte em lucro (principalmente) e menos em salário.
    Essa é a riqueza que cada trabalhador produz para o país.

    Não defendo a desregulação de qualquer mercado, o laboral inclusive.
    Mas que perante o problema demográfico português será um erro, fechar as portas a todos.
    Que devemos filtrar, excluindo os mais elementos, parece-me pacifico, assim como devemos expelir todos os que optem pela via do crime.
    Mas fechar as portas às cegas é um de proporções catastróficas.

  16. Fenix

    Acho que devemos dar condições tanto para Portugueses com para imigrates tenham condiçoes de trabalho dignas e que tenham tempo para criarem os seu filhos esse é ponto de partida.Porque a niglegência é,e foi nossa do nosso estado e da nossa economia.Eles são vitimas mas nos também.

  17. fernando

    Imigração ? Certamente que sim . Que venham , venham muitos , mas que nos tragam alguma mais valia . Assaltantes e desordeiros , já temos que nos bastem .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: