O lançamento do primeiro protótipo do novo foguetão da NASA, o Ares 1 foi um sucesso. Mas…

O primeiro voo do novo foguetão da NASA, o Ares X-1, a partir do Centro Espacial Kennedy, foi um sucesso. O foguetão tem mais de cem metros de altura e nesta sua variante experimental, de apenas um andar (daí o “X”) alcançou uma altitude de 40 kms.

O foguetão será o pilar fundamental do programa espacial tripulado dos EUA nas próximas décadas. E peça essencial para uma estratégia espacial que está agora mergulhada em grande incerteza, devido não somente às conclusões da Comissão Augustine, mas também, e sobretudo pelo desinteresse de Obama por estas questões. Existe algo com que todos concordam: desde especialistas à comissão: a NASA não tem orçamento nem para terminar o Ares 1, nem para a cápsula, nem para o Ares 5 e muito menos para ir à Lua… Só para terminar o Ares 1 e a cápsula, a agencia precisaria de mais 3 a 5 biliões de dólares por ano!

No presente contexto recessivo – animado por sinais de recuperação – a NASA não deve receber esses recursos. E sem ele a ISS (que devora quase metade do orçamento da agência) poderá ser abandonada. Essa aliás é a opinião do último Administrador da agência, que o defendia e o desvio dessas verbas para o programa lunar. Contudo, essa opção radical não deve ser seguida… Mas os custos de manter a ISS irão descer quer porque o Space Shuttle consome a outra metade remanescente do orçamento, quer porque as empresas privadas que se preparam para abastecer a Estação (no âmbito do programa COTS) como a Orbital e a SpaceX têm preços de lançamento que serão um décimo (cápsula Dragon da SpaceX) dos da Orion da NASA.

O Ares tem assim muito pouco espaço para falhar. Qualquer falhanço compromete as já ténues possibilidades de sobrevivência de todo o programa. Assim quando se constatou que o primeiro andar do foguetão (a propulsão sólida e reutilizável) estava danificado quando foi recuperado do Atlântico isso deu mais alguma “má imprensa” num programa muito criticado pela sua falta de inovação (este andar é basicamente um “booster” do Shuttle de 5 e não 4 secções) e agora com problemas novos, já que um dos três paraquedas não terá funcionado como previsto. Mais um problema que, depois dos problemas com vibrações excessivas se vai somar à já longa lista de engulhos com o desenvolvimento do Ares 1 e dar argumentos aqueles que defendem o seu abandono e substituição por programas completamente comerciais.

Fontes:
http://nasawatch.com/archives/2009/10/ares-1-x-first.html
http://www.publico.clix.pt/Ci%EAncias/megafoguetao-ares-1x-da-nasa-partiu-de-cabo-canaveral_1407276

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: