Daily Archives: 2009/10/23

Ainda sobre os submarinos U-214 e as famosas contrapartidas…

Há em Portugal um manifesto problema com as contrapartidas negociadas e exigidas nos contratos militares. O problema que veio recentemente à superfície com o contrato de 2004 com o consórcio alemão German Submarine Consortium pela venda de dois submarinos U-214 é de facto crónico e ocorre na maioria dos contratos de compra de material militar.

As contrapartidas deviam exigir a transferência de tecnologia, implicar a participação de empresas nacionais nessas aquisições e modernizar o tecido empresarial loca. Por incompetência negocial, pela falta de especialização dos negociadores e dos governantes que uma vez concluída a negociação são responsáveis pela vigilância do cumprimento das contrapartidas e, sobretudo, pela inexistência de um organismo próprio, autónomo e competente que determine contrapartidas razoáveis, realizáveis e monitorize a sua aplicação, em Portugal, as contrapartidas são mal executadas.

No famoso caso dos Submarinos, as generosas contrapartidas ascendiam a 1210 milhões de euros, a cumprir até 2012, nos sectores naval e automóvel, mas destes apenas um décimo (ou menos ainda, segundo alguns) terá sido já concretizado.

Na verdade, até que há um embrião para esse órgão de fiscalização… Trata-se da Comissão Permanente de Contrapartidas (CPC), uma entidade que esteve até à bem pouco tempo atrás esvaziada, apenas com o presidente nomeado. O CPC poderia assumir o tipo de continuidade que ultrapassa o fátuo mandato dos Governos, que se sucedem um após outro, desprezando os compromisso assumidos em nome do Estado pelo Governo anterior. O seu carácter técnico, militar e financeiro, poderia assegurar que os incumprimentos sistemáticos terminassem e que fossem aplicadas multas severas (nunca previstas até hoje em qualquer contrato de contrapartidas) em caso de incumprimento.

Neste caso deve ficar bem claro que Paulo Portas foi quem negociou este contrato. A negociação logrou obter generosas contrapartidas, mas cometeu o erro de não estabelecer mecanismos de vigilância e penalização em caso de incumprimento. O executivo de Sócrates também não parece ter tido o devido cuidado na execução destas contrapartidas, pelo que também deve assumir a sua quota parte de responsabilidades por mais esta oportunidade perdida para a modernização tecnológica da indústria portuguesa.

Fonte:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1403018

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 4 comentários

Quids S16: O que seria isto?

dddee3er

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 14 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade