A Kalashnikov está à beira da falência

A mais conhecida fábrica de armamento do mundo, imortalizada por filmes e livros e parte integrante da cultura popular mundial, está à beira da falência.

Apesar de existirem no centenas de milhões de variantes da sua espingarda de assalto AK-47, a empresa acumulou um passivo superior a 12 milhões de euros e em virtude da política de “internacionalismo socialista” em que os planos da arma eram cedidos a custo zero aos países do Pacto de Varsóvia e aos seus aliados comunistas. São estes antigos aliados que inundam agora o mercado das armas ligeiras com as suas versões da AK-47 a preços imbatíveis e impossíveis para os russos.

Atualmente apenas uma em cada dez AK-47s vendidas no mundo são russas, sendo as restantes nove “falsas” e montadas na Polónia, Índia, Egito e, sobretudo, na China…

Fonte:

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1369178

Categories: DefenseNewsPt | 9 comentários

Navegação de artigos

9 thoughts on “A Kalashnikov está à beira da falência

  1. Luiz Ely Silveira

    Prejuízo? Mesmo com a compra de 100.000 AKs pelo ditadorete Hugo Chávez?

  2. Fenix

    È so copias da ak47 por esse mundo.

  3. mas será que já as pagou?… diz-se que a Venezuela levou um baque danado com a queda do preço do petróleo…

  4. Pegasus

    As empresas russas de armamentos não param de entrar em colapso, a Kalashnikov esta se juntando a MIG e aos estaleiros russos, que não tem mais condições de produzirem submarinos competitivos e navios de ponta, segundo um de seus comandantes, afirmação confirmada com a pretensa intenção russa de adquirir material belico de outros paises no setor naval.
    É uma pena para quem, como eu, acompanhava os lançamentos da MIG e os novos projetos de super submarinos da antiga Russia sempre com ansiedade para ver as novas surpresas, bom…isso é o mundo globalizado, espero que a Sukhoi e as fabricantes de misseis não vão a falancia tambem, isso é tudo que os americanos gostariam.

  5. Tem-se q investir + nela . é uma pena deixar uma empresa morrer deste jeito…

  6. Lusitan

    Vamos lá ver… a AK47 Kalashnikov é uma arma que, salvo alguns pequenos upgrades, remonta a 1947. Começam a surgir no mercado armas muito superiores pelo que é normal que a Kalashnikov comece a sentir dificuldades uma vez que não houve uma inovação nos seus produtos. É o clássico exemplo das empresas que não têm uma visão estratégica e não investem em investigação e desenvolvimento de novos produtos, mais cedo ou mais tarde os seus produtos (por muito bons que sejam quando saiem) são superados pelos da concorrência.

    Não vejo a razão porque o Estado russo deva investir numa empresa que estagnou por culpa própria. As boas empresas, quando bem geridas, não precisam de investimento estatal.

  7. certo. prova disso é que a própria China (um dos maiores operadores da arma) já não a usa: http://www.strategypage.com/military_photos/qbz-95.aspx

  8. Renato Rodrigues da Silva

    Abriu a guarda para a China, e eles copiam qualquer coisa.

  9. até agora… os russos parecem ter finalmente aberto os olhos.
    tarde demais, provavelmente… com os SU-30 a China adquiriu uma quase paridade técnica e isso ainda custará muito caro aos russos… e ao seu extremo oriente quase despovoado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: