O Brasil aplica taxas aduaneiras a várias importações chinesas

O Brasil determinou uma taxa de 12,47 dólares em cada par de sapatos importados e de 0,75 dólares em cada quilograma de pneus, se importados da China.

As taxas irão combater práticas chinesas sistemática de dumping que estão a destruir a industria brasileira pelo aumento em 549% das importações entre 2003 e 2007 e uma redução em 28% da produção brasileira. Se tal ritmo de crescimento continuasse, o Brasil seguiria o mesmo caminho que tantos países europeus (como Portugal) que acabaram com a sua indústria e a entregaram de mão beijada ao regime tirânico de Pequim.

O Brasil revela assim uma coragem para enfrentar as práticas desleais de Pequim que a Europa (liderada pelos “europeus altos e louros” de Agostinho da Silva), não tem tido coragem para ter. Pequim para resistir melhor à atual quebra da procura que resulta da recessão mundial, tem intensificado a prática de dumping e as ajudas diretas e indiretas à exportação, prejudicando seriamente a capacidade industrial do resto do mundo e aproveitando a crise mundial para impor ainda mais a sua industria e para continuar o seu plano de destruir toda a atividade industrial que ocorra fora das suas imperiais fronteiras e de a transferir para a China: a China deve fabricar tudo neste mundo “ideal” visualizado por Pequim, deixando para nós (o “resto do mundo”) serviços e alguma produção agrícola que a numerosa população chinesa ainda possa precisar…

Sigamos o exemplo do Brasil!

Fonte:
http://aeiou.expresso.pt/brasilchina-brasilia-criou-sobretaxas-para-sapatos-e-pneus-oriundos-da-china=f534833

Categories: Brasil, China, Economia | 7 comentários

Navegação de artigos

7 thoughts on “O Brasil aplica taxas aduaneiras a várias importações chinesas

  1. Nuno Santos

    Essa é uma medida até acho que devia ser mais.

  2. mais, no Brasil e no resto do mundo… enquanto ainda temos alguma industria que possa ser defendida!

  3. Nuno Santos

    Apesar de ter ganho o sim á segunda tentativa na irlanda e com malabarimos democraticos que toda gente sabe a esperaça daqueles que não se revem nesta união europeia não morreu com o sim a este tratado de lisboa.Espero que nossa herança Lusitania de rebeldia em que o nosso primeiro actor foi Viriato transforme mais em rebeldia e corragem para os tempos que ai vem póis o que torto nasce morre ainda mais torto e caduco morre.

  4. joão tavares

    “…liderada pelos “europeus altos e louros” de Agostinho da Silva), não tem tido coragem para ter…”
    E eu que pensava que o presidente da União europeia,Durão Barroso era baixinho e moreno,e eu que pensava que o zapatero era moreno,e eu que pensava que sorkazi era baixinho e tambem moreno
    LOL

  5. fujão barroso não manda nada… e é precisamente por isso que é eleito e reeleito… porque não passa de um cãozinho dócil para com os interesses de alemães e franceses.

  6. sandra

    deviam era impedi-los de meter o que quer que fosse na UE e no resto do mundo. copiam tudo e que vêem, mas com uma qualidade péssima. estão a “arrumar com a indústria mundial”.

  7. mas agora estão a começar também a copiar tecnologia… que as empresas mais burras e com menos visão lhe estão a vender em busca de lucros de curto prazo.
    a longo já terão recuperado todo o atraso tecnológico e depois é que estamos todos tramados quando acabarem com toda a indústria restante a favor de mais deslocalizações para a China.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: