Daily Archives: 2009/09/26

Sobre os novos domínios raíz do DNS, a partir de 2010 e apresentação da proposta para o .luso

Todos estamos habituados a utilizar os sufixos “.com” e “.org” nos endereços dos sites que visitamos nos nossos web browsers (como o Internet Explorer ou o Mozilla Firefox). Ora, a partir de 2010, a entidade que regula o sistema de nomes de domínios na Internet, a “Internet Corporation for Assigned Names and Numbers” (ICANN) anunciou que iria disponibilizar novos endereços raiz, ou seja novos sufixos primários. Estes novos domínios primários irão cobrir todas as línguas e temáticas.

Com a tecnologia atual, a ICANN permite apenas a criação de domínios com carateres do alfabeto romano padrão, isto é, sem carateres especiais como ç ou á ou í. Ora segundo o diretor de comunicação do ICANN, Brad White a organização vai abrir essa possibilidade a partir da segunda metade de 2010.

A lista de nomes de domínio de topo (DNS) é já relativamente extensa, contendo mais de duas centenas de nomes, para alem dois muito conhecidos .com, .org ou .edu, (respetivamente, “empresas COMerciais”, “ORGanizações” não-lucrativas, “EDUcação)”. A maioria, contudo, designa países como .pt para Portugal, .br para Brasil ou .ao para Angola

Ora é esta lista restrita que se vai abrir em 2010. A partir de então, particulares, empresas e associações e instituições poderão candidatar-se a novos domínios de raiz, quer com objetivos meramente comerciais, por exemplo, empresas como a Nokia, poderão requerer um domínio-raíz “.nokia” e particulares algo como “.nome” de forma a registarem domínios como “billgates”, sem o www (que já aliás já não é necessário) e até sem o “.com” (deselegante se se trata de um site pessoal).

A partir de 2010, será possível propor um nome de domínio raiz novo à ICANN e por pagamento ainda a definir, usá-lo.

Proposta:

Tendo em conta que a partir de 2010, será possível submeter à ICANN novos nomes de domínios raiz, porque não aproveitar esta janela de oportunidade aberta precisamente no meio que mais pode unir os geograficamente dispersos povos da lusofonia, a Internet e propor um nome de domínio raiz lusófono? Porque não abordar a CPLP, que tem precisamente do domínio das tecnologias de informação uma das suas áreas de ação privilegiadas e propor (sob o nome e iniciativa da CPLP) a criação do nome “.luso”?

Com este novo nome de domínio raiz, entidades publicas (como a CPLP) ou privadas que operam comercialmente em vários países lusófonos, como a Portugal Telecom, a Embraer ou o… MIL: Movimento Internacional Lusófono, poderiam adotar domínios como http://www.telecom.luso, http://www.embraer.luso Ou http://www.movimentolusofono.luso.

Fontes:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1375089

http://www.icann.org/en/topics/new-gtld-program.htm

Categories: Brasil, Educação, Informática, Movimento Internacional Lusófono, Nova Águia, Portugal | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Um Banco comete um erro a seu (des)favor e um tal de Joe Martins fica a dever 211 triliões

Um norte-americano residente em Cobb County com um nome que indicia uma ascendência portuguesa: Joe Martins (um nome que cria em mim uma estranha ressonância) recebeu uma carta do seu Banco, um tal de Wachovia Bank – onde tinha acabado de fechar uma conta – alegando que Joe Martins devia ao Banco a astronómica quantia de 211,010,028,257,303.00 dólares, ou seja 211 triliões de dólares!!! A carta avisava que o Wachovia denunciara a Joe à agência que lista devedores nos EUA e o norte-americano compreendeu rapidamente que o seu crédito bancário fora comprometido. Esta não foi a primeira que esse Banco se enganou numa conta de um cliente, algo que já teria acontecido ao próprio Joe Martins…

O Banco desculpou-se invocando “um erro no processador de texto”, isto é, usando o argumento do costume, que já safou tanto administrador de IT deste mundo: culpando a Microsoft e enviando uma carta com um pedido de desculpas e alegando que o nome do seu cliente (entretanto e no decurso do processo tornado em “ex-cliente”) nunca tinha entrado no sistema de devedores, mas ficam algumas incredulidades: as cartas para estes devedores são escritas à mão, em processadores de texto?… Pois sim, foi um erro de um qualquer programa de processamento de dívidas e o Banco não o quis admitir, preferindo culpar a… Microsoft. Por estas e por outras é que os Bancos dos EUA se viram no buraco em que estiveram e cuja fundura nos arrastou a todos.

Fonte:
http://www.wsbtv.com/news/14740712/detail.html

Categories: Economia, Humor, Sociedade | Etiquetas: | 5 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy