Daily Archives: 2009/08/19

Até finais de 2010 deverá haver mais de cem postos de carregamento elétrico na cidade de Lisboa

Até finais de 2010 deverá haver mais de cem postos de carregamento elétrico na cidade de Lisboa. Esse é pelo menos o compromisso de António Costa, o atual presidente da Câmara da capital que fundou uma “agência de energia” municipal, a “Lisboa E-Nova” para que Lisboa fosse a primeira cidade portuguesa a receber tal tipo de sistema.

A rede da “Lisboa E-Nova” será completamente aberta a todas as marcas de veículos elétricos, permitindo também a seleção entre vários fornecedores de energia elétrica. O sistema será acessível mediante a compra de um cartão eletrónico.

A EDP tem estudos que indicam que se – de um dia para o outro – todos os carros de passageiros fossem eletrificados o consumo de eletricidade subiria 42%. Isto explica desde logo o interesse da empresa neste processo mas as emissões de dióxido de carbono seriam muito menores que as atuais, mesmo contabilizando já o aumento da queima de gás e carvão necessário para responder a esse aumento de procura. No total, a EDP estima que a factura energética portuguesa desceria 37%, que as emissões de CO2 desceriam 8% e que a crónica dependência energética externa cairia 8%.

O governo definiu do “projeto de mobilidade elétrica” a meta de instalar até 2012 1300 postos de abastecimento elétricos no país (incluindo Lisboa) e alcançar em 2020 o ambicioso numero de 10% de todo o parque automóvel com zero de emissões de CO2, ou seja, elétrico.

Sem dúvida que para que os carros elétricos – já disponíveis de vários fabricantes – possam vingar e chegar aos 10% em 2020, é preciso montar primeiro uma extensa e abundante rede abastecimento e, sobretudo, manter os preços de usufruto de tal sistema inferiores aos sistemas convencionais.

Só depois é que veículos como o Nissan elétrico de cinco lugares que a marca japonesa vai lançar em Portugal em 2011 poderão vingar e abrir outras portas a novas alternativas, porventura (esperamos nós), nacionais.

Estes veículos serão de “pegada zero” no que concerne às emissões de CO2 e de outros poluentes, serão capazes de transportar até cinco passageiros e conseguirão acelerar até aos 145 km/h oferecendo uma autonomia de 160 quilómetros. Tudo isto a um preço de aquisição e manutenção significativamente inferiores a um automóvel convencional ou híbrido.

Fontes:
http://dn.sapo.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1281337
http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1389300

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, Ecologia, Economia, Portugal | 1 Comentário

Quids S16: Que filme é este?

sdsdsd3_

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 9 comentários

A ameaça de deserção de Índia do problema do Aquecimento Global

O problema do Aquecimento Global ficou ainda mais grave… Não basta que a China se recuse a fazer qualquer coisa para combater o problema que pode levar à extinção da espécie humana (a menos que receba a custo zero tecnologia ocidental de ponta), agora também a Índia se está a juntar ao “Eixo do Mal Climático”.

Com efeito, o ministro do Ambiente da Índia, Jairam Ramesh, declarou recentemente que a Índia não vai assinar nada que a comprometa perante certas metas de emissões de gases de Efeito de Estufa. A Índia, afirmou, vai preferir investir na luta contra a pobreza.

O problema é que a Índia é um dos quatro grandes emissores de CO2 do mundo (juntamente com a China, EUA e Rússia) e se o país ficar fora de qualquer acordo climático global este fica praticamente morto. Se contarmos com a quase certa resistência chinesa.

É certo que emissões indianas per capita são ainda inferiores à média da maioria dos países desenvolvidos, mas a declaração do ministro indiana tem um forte aspecto demagógico que importa considerar: o Aquecimento Global produz muitos desastres naturais (secas, inundações, etc) que aumentam a pobreza de países como a Índia e, sobretudo, a aposta em industrias “amigas do Ambiente” como a dos painéis solares, da aerogeracao, do aumento de eficiência das redes eléctricas, etc, produz desenvolvimento, Emprego e riqueza local e devia ser parte da equação para a redução da Pobreza.

Esta posição indiana está já a contaminar o otimismo quanto ao bom sucesso das negociações climáticas da conferência de Copenhaga, em Dezembro, para conceber um sucessor do Protocolo de Quioto, o qual  expira já em 2012

Fonte:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1389729

Categories: Ciência e Tecnologia, Ecologia, Economia | Etiquetas: | 6 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade