Monthly Archives: Agosto 2009

Sobre o Lynx da XCOR: Uma das empresas privadas mais perto de lançar turistas para o Espaço

(Vídeo do voo de um Lynx da XCOR)

Embora não tão mediática como a Space Adventures, existe uma pequena empresa norte-americana que está na vanguarda da indústria que nos EUA é conhecida como “New Space”. Trata-se da XCOR, que com o seu Lynx, um avião suborbital de dois lugares capaz de descolar de uma pista de aviação normal, subir até aos 200 mil pés a Mach 2, entrar em Zero G e regressar à Terra. Tudo isto deverá levar menos que meia hora e o voo suborbital poderá ser repetido várias vezes por dia em troca de um bilhete de “apenas” 95 mil dólares. Caro, mas menos de metade do que o seu concorrente da Space Adventures ou a Virgin Galactic do multimilionário britânico Richard Branson.

Atualmente, a XCOR está a testar o seu avião num túnel de vento e um primeiro voo – sem propulsão – deverá ter lugar em meados de 2010.

A empresa tem apenas 25 empregados mas já conseguiu construir e testar 10 motores de foguete para o seu Lynx, tendo sido alguns testado durante mais de dois mil disparos, provando a sua resistência, algo de essencial, se tivermos em conta que o foguete fará parte do Lynx e que não será substituído entre missões… Varias vezes por dia. O motor – testado pela primeira vez em dezembro de 2008 é designado como 5K18 e é alimentado a oxigénio líquido e querosene, oferendo até 2900 libras de impulso. Este, contudo, não será o motor do Lynx, o qual funcionará a oxigénio líquido e um sucedâneo de querosene, uma combinação indispensável para manter baixos os custos de cada voo do avião, segundo a XCOR.

Em termos de concepção aerodinâmica, o Lynx será um feito notável, já que terá que ser capaz de voar um grande leque de velocidades, desde o Mach 2 a velocidades de poucas centenas de km/h, sempre de forma estável.

A empresa tem realizado vários voos de teste com aviões a foguete na suas instalações do deserto de Mojave, com foguetes a oxigénio líquido, com diversas gerações de motores.

Inicialmente, a XCOR pensava que o Lynx fosse visualmente semelhante a um F-16 bilugar, com o piloto à frente e o passageiro no assento traseiro, mas atualmente prefere uma configuração lado-a-lado, mas com o lugar do piloto ligeiramente avançado. No resto, o Lynx assemelha-se a um jato privado havendo até planos por parte da empresa de fabricar e vender estes aparelhos concorrendo diretamente neste lucrativo segmento de mercado por um preço inferior a 60 milhões de dólares por avião suborbital.

Fonte:
http://www.timecompression.com/articles/how-to-build-an-affordable-space-plane-design-test-repeat.aspx

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

Quids S16: Como se chama o pai desta modelo?

asasas1

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 17 comentários

O “Advanced Reentry Vehicle” ou ARV europeu: uma cápsula tripulada europeia na calha?

No campo dos lançadores de satélites, eletrónica e sondas planetárias, a Europa é líder mundial. Por isso, é estranho que ao contrário de americanos, russos, chineses e agora, até indianos, não tenha um programa próprio para colocar astronautas no Espaço e depende totalmente das Soyuz russas e dos Shuttle norte-americanos… No passado houve planos para colmatar esta lacuna, com o pequeno vaivém Hermes, abandonado por falta de interesse, mas agora, isso volta a estar em equação.

A agência espacial europeia (ESA) declarou recentemente que está a trabalhar no conceito de colocar uma cápsula tripulada sobre o lançador Ariane 5. A EADS assinou com a ESA um contrato para conduzir um “teste de conceito”, a primeira consequência prática de uma reunião dos ministros dos países que compõem a Agência que acordaram em desenvolver “um veículo avançado de reentrada”, o conceito essencial para lançar uma cápsula espacial tripulada… O veículo deverá ser baseado no ATV que a ESA lançou com sucesso em 2008 e que esteve atracado, com abastecimentos, na ISS. Na sua versão atual, o ATV é solto da ISS e destrói-se na atmosfera. A sua variante, deverá ser capaz de resistir às temperaturas da reentrada e logo, poderá transportar astronautas de regresso à Terra.

O novo veículo, intitulado “Advanced Reentry Vehicle” ou ARV deverá estar pronto a fazer uma reentrada não tripulado até 2015 e uma reentrada tripulada até 2025. Estas longas marcas temporais explicam-se porque não há muitos recursos a alocar a este “programa ARV”, apesar de existir já um lançador (o Ariane 5) e de o ATV ser uma excelente plataforma para expandir até assumir a forma do ARV. É que o relacionamento com os russos tem provado ter sido económico e eficiente e a maioria do orçamento da ESA está já comprometido com vários programas científicos e com o Aurora, a ambiciosa exploração robótica do Sistema Solar… E o dinheiro não estica.

Fonte:
http://www.space-travel.com/reports/Europe_launches_study_into_manned_spacecraft_scheme_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 2 comentários

Sobre a indústria israelita de lançamento de satélites e os satélites Eros, Ofek e Amos

Lançamento do satélite israelita Ofek-7 em www.mfa.gov.il

Lançamento do satélite israelita Ofek-7 em http://www.mfa.gov.il

Uma das mais dinâmicas e eficientes indústrias de construção de satélites do mundo é a de um dos mais pequenos países do Médio Oriente: Israel.

Atualmente, o país possui três famílias de satélites: a Eros, a Ofek e a Amos. Os satélites Eros são plataformas de observação da Terra em que a Defesa do Estado hebraico é a principal missão, mas também podem vender as suas imagens a clientes privados. Os Eros A1 são capazes de captar fotografias com resoluções de até um metro. Os Ofek são também satélites de reconhecimento fotográfico, mas em que a Defesa é o cliente exclusivo. Atualmente há apenas um Ofek em órbita, (lançado em 2002) já que o Ofek 6 foi destruído no falhanço do lançamento com um foguetão de origem israelita Shavit em 2004. O Ofek 7 deverá estar prestes a ser lançado, tendo como primeiro objetivo vigiar o programa de mísseis e as centrais nucleares iranianas.

Supõe-se que Israel está a trabalhar em câmaras para satélite com resoluções de até 10 cm.

Um satélite militar de comunicações, o Amos 2, foi lançado em 2003. O Amos HP, mais poderoso deveria ter sido lançado no ano seguinte, mas os israelitas parecem ter desistido de o lançar pelo Shavit, já que embora inicialmente este parecesse capaz de transportar o Amos HP, como este ficou demasiado pesado, agora Israel está a procurar um lançador de um país terceiro par colocar em órbita o seu lançador.

Israel foca a sua atividade espacial em pequenos satélites de finalidade essencialmente militar. Isto torna-o muito competitivo na promissora área dos microsatélites com pesos entre os dez e os cem quilogramas, havendo planos para os lançar a partir de aviões F-15I da Força Aérea israelita. A ideia é alterar um míssil Black Sparrow instalando um motor mais potente e colocando um microsatélite no seu nariz. Segundo os planos iniciais, o primeiro teste deveria ter tido lugar em 2008, mas algo atrasou o programa (falta de financiamento, presume-se). Esta abordagem não é nova… No passado recente, na Rússia, pensou-se fazer o mesmo com MiG-31 e neste momento a construtora britânica de pequenos satélites (que construiu o kit do PoSat-1 português) Surrey mantêm planos idênticos para lançar microsatélites de algumas dezenas de quilogramas a partir de aviões Tornado e Typhoon que voando à sua altitude máxima, fazem um voo vertical, lançando assim um míssil modificado com o satélite. Obviamente, um tal sistema será limitado a altitudes de 400 ou 500 km e logo, de uso reduzido (fotográfico e militar, essencialmente) mas cada lançamento feito assim, por um caça convencional deveria ficar em menos de 5 milhões de dólares por cada satélite de entre 60 a 80 quilogramas, o que é um preço muito inferior ao dos lançamentos convencionais.

Fonte:
http://www.secureworldfoundation.org/index.php?id=120&page=Israel_Military

Categories: DefenseNewsPt, SpaceNewsPt | Etiquetas: | 5 comentários

OCDE: Futebol = Corrupção

Um relatório do Grupo de Acção Financeira (FAFT-GAFI) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) reconheceu recentemente aquilo que já toda a gente minimamente informada sabe: os clubes de futebol são “veículos perfeitos para a lavagem de dinheiro” por parte de máfias criminosas.

Segundo este relatório da OCDE, a lavagem de dinheiro no Futebol passa pelo investimento direto nos clubes, por transferências de jogadores, pela indústria ilegal de apostas e até tem tentáculos nos patrocínios e na publicidade. Aparentemente, todos os aspectos do turvo fenómeno futebolístico estão infetados e são hoje um dos principais canais de branqueamento de capitais depois do esforço global contra os Paraísos Fiscais que decorreu do quase colapso financeiro de 2008.

Esta infiltração mafiosa explica o volume do dinheiro envolvido nas transferências de jogadores como Cristiano Ronaldo as quais, acreditam muitos, nunca se poderão recuperar, mas se houver um branqueamento de milhões de dólares, tornam-se perfeitamente compreensíveis.

O relatório alerta para que o estatuto de “impunidade” que rodeia os presidentes de clubes de futebol (veja-se Pinto da Costa, avisado por alguém de dentro do sistema judicial ou Vale e Azevedo, detido apenas de deixar o Benfica) poderá atrair líderes mafiosos a serem dirigentes clubísticos.

Poderão dizer que a nossa continuada “cruzada” contra o torpe, corrupto e gerador de desperdícios faraónicos, “mundo da Bola” é uma perseguição pessoal, mas pelo menos agora a OCDE concorda comigo…

Fonte:
http://desporto.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1389760

Categories: Futebol e Corrupção, Política Nacional, Portugal | 1 Comentário

O Google Earth como uma ferramenta de espionagem contra a Coreia do Norte

Uma parte do dito mapa no Google Earth (http://www.nkeconwatch.com)

Uma parte do dito mapa no Google Earth (http://www.nkeconwatch.com)

Todos sabemos que hoje em dia no lugar da secretiva “Cortina de Ferro” há a… “Cortina de Bambu”, formada pelo último regime estalinista do globo: a Coreia do Norte.

O problema é que este país altamente secretivo e tirânico não está livre das imagens de satélite do Google Maps. Delas e da informação compilada por uma série de fontes, desde visitas turísticas (sim! Há-as! Informe-se numa Agência de Turismo de Aventura perto si!) a fontes internas um estudante universitário da “George Mason University”, nos EUA criou no Google Maps um mapa contendo campos de prisioneiros, rede de transportes, redes de comunicações e de eletricidade, bases e instalações militares, cemitérios secretos para execuções em massa e instalações ligadas ao programa balístico e nuclear.

O mapa Google Maps (que pode ser carregado da Internet e visto em qualquer computador) inclui também os cemitérios perto de dois milhões de nortecoreanos mortos na Grande Fome de 1995-1998, assim como… As varias mansões do lideres comunistas, com amplos jardins murados, cascatas e modernas piscinas.

Atualmente o projeto, intitulado “North Korea Uncovered” tem já milhares de entradas e estas não param de aumentar.

Fonte:
http://www.gadling.com/2009/06/01/phd-student-curtis-melvin-uses-google-maps-to-uncover-north-kore/

Categories: Informática, Política Internacional | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Os “X-Files” da marinha russa são falsos ou verdadeiros?

Segundo o site do jornal “Russia Today” cita um texto do “Svobodnaya Pressa” que afirma que a Marinha Russa publicou diversos relatórios do tempo da Guerra Fria sobre encontros com OVNIs. Digo “afirma”, porque embora tivesse procurado não encontrei nenhuma referência oficial a essa desclassificação… Apenas referências cruzadas aos mesmos sites e, neles, sobretudo ao site “Svobodnaya Pressa” cujo URL… não existe. Suspeito, admitamos… Os registos supostamente desclassificados pertencem à era soviética e são o produto do trabalho de um grupo da Marinha soviética liderada pelo Almirante Nikolay Smirnov. Estas funções não constam da sua lista de atividades oficiais, em vários sites de língua russa, o que pode ser ou não, indício de uma notícia falsa… É certo que o oficial fez a sua carreira nos submarinos começando como navegador em 1939, passando pelo posto de comandante da frota de submarinos do Mar Negro, mas não há referências ao comando dessa unidade. A fonte primária da notícia parece ser um tal de “perito OVNI russo” Vladimir Azhazha, ou “Dr. Vladimir Azhazha”, um “Físico e Professor de Matemática da Universidade de Moscovo” que apesar dos títulos, apenas deixou obra escrita sobre OVNIs e sobre as alegadas “falsas missões lunares Apollo” (ver AQUI). Ou seja, os dados reunidos até agora não são bons para a credibilidade da notícia…

A notícia indica vários encontros, a maioria consistentes com incidentes semelhantes ocorridos noutros locais do mundo, e nomeadamente nos EUA, com a US Navy. Num dos casos, um submarino nuclear, em missão no Pacífico (Smirnov chegou a ser o comandante da frota do Pacífico) encontrou seis objetos submarinos. O navio teria sido perseguido os OSNIs (“Objetos Submarinos Não Identificados”), sem lhes conseguir fugir, tendo o comandante ordenado a subida à superfície. Os OSNIs seguiram-lhe o exemplo, mas ao contrário do submarino, continuaram as ascensão e desapareceram numa rápida subida. Noutro caso, supostamente ocorrido não longe do famoso Triângulo das Bermudas, um submarino comandado pelo depois Contra Almirante Yury Beketov descreve a “falha de todos os instrumentos” e que teriam encontrado objetos que “nos instrumentos do navio se moviam a velocidades impossíveis. Alguns cálculos indicavam que se moviam a 230 nós. Uma tal velocidade seria possível no ar, mas não com a resistência da água. Era como se esses objetos desafiassem as leis da Física. Há só uma explicação: as criaturas que os construíram ultrapassam-nos muito em desenvolvimento”, terá dito o oficial. Existe de facto um oficial reformado com esse nome que se pronunciou recentemente sobre a eventual recuperação do submarino Kursk (ver AQUI), por aí nada a dizer… Ou seja, o facto de se colocar na boa deste oficial a afirmação não prova, nem deixa de provar que os acontecimento sucederam assim, da forma descrita.

Os supostos relatos incluem também um encontro no Lago Baikal, o lago de água doce mais profundo do mundo em que “mergulhadores militares encontraram um grupo de criaturas humanóides com fatos prateados (…) tentaram apanhar os visitantes mas três dos sete homens morreram no processo e os restantes quatro acabariam seriamente feridos.” Isto teria acontecido em 1982 a cerca de 50 metros de profundidade. É estranha a omissão de mais dados… Faltam nomes dos militares, os detalhes exatos dos ferimentos, certamente presentes no relatório (se este existisse).

Toda esta incerteza se consolida quando numa nota de imprensa da agência noticiosa russa ITAR-TASS, emitida em Moscovo a 29 de julho de 2009 se nota que “A Marinha Russa declarou não ter conhecimento oficial de documentos desclassificados sobre encontros militares soviéticos com objetos voadores não identificados (OVNI)”.

Fontes:

http://www.godlikeproductions.com/forum1/message850294/pg1
http://www.russiatoday.com/Top_News/2009-07-21/russian-navy-ufo-records-say-aliens-love-oceans.html
http://www.foxnews.com/story/0,2933,534960,00.html

http://www.warheroes.ru/hero/hero.asp?Hero_id=1851http://uk.news.yahoo.com/5/20090728/twl-ufos-prefer-water-for-close-encounte-3fd0ae9.html

Categories: Mitos e Mistérios, OVNIs | 3 comentários

As árvores artificiais para captura de CO2

Cientistas norte-americanos estão a trabalhar numa “árvore sintética” que seja capaz de captar carbono de uma forma mil vez mais rápida que qualquer árvore verdadeira. A estrutura foi concebida de forma a captar o carbono à medida que o vento passa pelas suas folhas de plástico, recolhendo-o e comprimindo numa câmara de armazenagem na forma de dióxido de carbono líquido. A tecnologia inspira-se nos novos métodos de captura testados em algumas centrais de carvão no mundo, como esta recentemente inaugurada nos arredores de Berlim pela Vattenfall.

O objetivo é o de capturar carbono fora dos grandes locais de emissão, como estas centrais, que em Portugal corresponde a 21% da produção, e que segundo o coordenador do projeto, o professor Klaus Lackner da Universidade de Columbia são mais de metade de todas as emissões de CO2. Estas “árvores artificais” poderiam ser colocadas ao longo das grandes vias rodoviárias e dos aeroportos, captando o CO2 de automóveis (63% das emissões) e aviões (3% das emissões). Outra opção seria rodear as centrais de carvão mais antigas de círculos sucessivos de “árvores artificiais”, captando as suas emissõe, num processo que seria muito mais económico do que instalar sistemas de captura de carbono idênticos a da central da Vattenfall acima indicada.

Naturalmente, a “árvore artificial” precisa de energia para funcionar e esta – por sua vez – pode emitir CO2 para ser produzida. Contudo, segundo Lackner, o processo de acumulação de CO2 líquido consome apenas 50 quilojoules por 44 gramas, algo que deve ser comparado com a produção das mesmas 44 gramas pela produção de 230 quilojoules de eletricidade – em média – numa central nos EUA. Ou seja, energeticamente o sistema seria muito compensador.

Obviamente, este sistema não será “a” solução milagrosa para o problema do Aquecimento Global. Esta terá que ser multipla, multifacetada e multidisciplinar, tamanha é a escala do problema que ameaça a espécie humana de extinção. Nesse sentido, as “árvores artificiais” captadores do CO2 que escapar às nossas reduções poderão ser decisivas e são certamente uma abordagem muito viável. E instaladas em grande número e em elevada concentrações em locais onde os ventos são particularmente intensos, cada “árvore” poderia captar até uma tonelada de CO2 por dia, contribuindo significativamente para reduzir os 22 mil milhões de toneladas métricas anualmente emitidas…

Fontes:
http://www.bbc.co.uk/blogs/magazinemonitor/2007/01/10_things_we_didnt_know_last_w_9.shtml
http://edition.cnn.com/2009/TECH/science/06/22/synthetic.tree.climate.change.ccs/index.html
http://www.nationmaster.com/graph/env_co2_emi-environment-co2-emissions

Categories: Ciência e Tecnologia, Ecologia, Economia | 1 Comentário

A Apple irá vender o iPhone na China com… backdoors para o regime de Pequim?

Segundo a revista “Business Week” o governo de Pequim teria recebido um pedido da Apple requerendo o acesso a uma licença de rede de forma a poder comercializar o iPhone na China. Até aqui, nada de extraordinário… Ou não, já que se até agora não havia iPhones sendo comercializados na China isso devia-se à insistência do regime de Pequim em recusar que os telemóveis da Apple fossem vendidos com conetividade Wi-Fi. De facto, não existe até hoje na China nenhum telemóvel capaz de usar o Wi-Fi, na norma universal, porque o Governo permite apenas o uso de uma norma chinesa designada “WAPI”, suportada apenas por alguns fabricantes locais e que – segundo se crê – têm vários “backdoors” para que o Governo chinês possam interceptar comunicações nesses telemóveis e introduzir agentes de escuta nesses aparelhos.

Será que a Apple, como outras multinacionais como a Google e a Yahoo, está também a ceder perante as pressões desse gigantesco mercado que é o chinês e preparar-se para suporta a WAPI em iPhones feitos para a China ou retirará – simplesmente – o chip Wi-Fi do iPhone?

Fonte:
http://apple.slashdot.org/story/09/07/11/0216229/Apple-To-Sell-WiFi-less-iPhone-In-China?from=rss

Categories: China, Ciência e Tecnologia | Etiquetas: , | 4 comentários

Sobre um “Programa Erasmus Lusófono”

Mariano Gago, o ministro português da Ciência e Tecnologia, afirmou que era intenção do seu Governo fundar um centro UNESCO para realizar formações avançadas (doutoramentos e pós-doutoramentos) para os países da CPLP.

O objetivo é o de permitir que os doutorados dos países da CPLP possam continuar os seus estudos noutros países da Comunidade. Especial tónica será dada ao ensino científico e a integração dos estudantes em projetos internacionais de investigação e desenvolvimento que permitam uma rápida passagem à atividade industrial quando regressarem aos seus países de origem. O projeto poderia ser a espinha dorsal de um “Erasmus Lusófono”, contribuir para criar a identidade de uma “cidadania lusófona” como aquela defendida pelo MIL NESTA petição e aumentar a colaboração entre estudantes e universidades lusófonas, complementando-as e permitindo a rentabilização dos investimentos já realizados.

Fonte:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1390624

Categories: Brasil, Educação, Lusofonia | Deixe um comentário

Quids S16: Estas fotografias aparecem em que site?

dddddout

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 9 comentários

Sobre a polémica racial no último “São Paulo Fashion Week”

Gisele Bundchen: um bom pretexto para colocar aqui a sua fotografia, em http://images.askmen.com

Gisele Bundchen: um bom pretexto para colocar aqui a sua fotografia, em http://images.askmen.com

Uma das Top Models mais famosas da atualidade é a brasileira Gisele Bundchen. O seu nome, a sua fisionomia e a cor dos seus olhos indicam que tem antepassados germânicos. Como muitas Top Models brasileiras, aliás… Isso está a criar celeuma no Brasil e pela primeira vez desde sempre o conhecido evento de moda “São Paulo Fashion Week”, um dos eventos de moda mais importantes da América do Sul, impôs uma quota de 10% de modelos africanas ou ameríndias.

Como todos os sistemas de quotas, é imperfeito, especialmente num país onde a miscigenação racial é tão comum e profunda (ver por exemplo os cruzamentos raciais que criaram os “caboclos”), mas é uma forma de tentar resolver a clara ausência desses tipos raciais em eventos do género e é uma resposta a uma série de grupos de pressão que reclamavam algo do género já há muito tempo. A média de modelos “africanas” (isto visualmente africanas) tem sido inferior a 3%, e isto numa população onde a etnia alcançará facilmente os 50%. Aparentemente o “mercado” prefere modelos altas e loiras, e medidas como esta dificilmente alterarão alguma coisa… A verdadeira questão, aqui, é a de saber porque é que “os homens preferem as louras” e porque é que as “mulheres preferem ser louras para serem preferidas pelos homens” e toda a gente parece mais ou menos satisfeita (?) com isso…

Fonte:
http://www.news.com.au/dailytelegraph/story/0,22049,25659404-5013554,00.html

Categories: Brasil, Sociedade | 9 comentários

O conceito “Sidemount Heavy Launch Vehicle”: Reinventando a roda?

Em 17 de junho de 2009 o gestor do programa Shuttle da NASA, John Shannon apresentou o conceito de um veículo de lançamento derivado diretamente do Shuttle ou “Sidemount Heavy Launch Vehicle”. A maior parte dos sistemas deste conceito seriam os do Shuttle e do ATV europeu. A ideia é usar este veículo como um abastecedor pesado da Estação Espacial Internacional (ISS), capaz de transportar numa única viagem os abastecimentos consumidos pela ISS em todo um ano.

Shannon propôs duas variantes: uma usa um ATVA e dois MPLMs ou uma uma combinação de MPLMs e de transportadores de carga exteriores. A outra variante usa um módulo de propulsão e uma mistura de MPLM e transportadores de carga exteriores.

A solução permitiria maximizar os custos do dispendioso sistema do Shuttle, reutilizando componentes, métodos, instalações e sistemas de transporte. Um sistema destes poderia até ser adaptado ligeiramente de forma a colocar astronautas na Lua a uma fracção do custo do sistema Constellation.

Obama disse que tencionava manter 2020 como o ano em que os EUA regressam à Lua. A afirmação pode ou não ser verdadeira… Mas o SDLV Sidemount é uma ideia muito melhor em termos de reutilização da infra-estrutura já existente que o Ares V por questões de custo e tempo. Isso não parece oferecer dúvidas a ninguém. A versão Inline, para uma versão tripulada, é também mais razoável do que construir um sistema totalmente novo para guarnecer a ISS.

Mesmo que o HLV não seja um substituto para o Ares V pode ser uma solução intermédia, para resolver os problemas crónicos de que sofre este programa e que estão a adiar cada vez mais o regresso da NASA à Lua.

Fonte:

http://www.nasawatch.com/archives/2009/07/sidemount_hlv_n.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Quids S16: Que filme é este?

sadadddddd33

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 9 comentários

Windows 7 “Starter Edition”: Crippleware?

informacaovirtual.com

informacaovirtual.com

A nova coqueluche da Microsoft, o muito badalado sucessor daquele estrondoso flop chamado “Vista”, chamado Windows 7 será vendido para os países do Terceiro Mundo e para Netbooks numa versão especial, ou melhor, especialmente limitada, capaz de correr apenas… 3 aplicações ao mesmo tempo. Trata-se da “Starter Edition”. É claro que muitos poderão dizer que mesmo o vetusto MS-DOS conseguia correr mais aplicações em simultâneo e que o Ubuntu – gratuito – consegue ser mais rápido, seguro e barato (zero euros) que qualquer versão “Starter” que a multinacional norte-americana coloque no mercado…

Francamente, se o Ubuntu ou o Fedora (duas das mais populares distros de Linux) conseguem ver e editar documentos MS Office e navegar na Internet, com chat e vídeo, porque é que alguém com verdadeira capacidade de escolha (essa é que é a questão verdadeira) irá instalar um “crippleware” como o Windows 7 Starter Edition: limitado a correr apenas 3 aplicações em simultâneo???

Fonte:
http://www.cyberciti.biz/tips/windows-7-starter-edition.html

Categories: Informática | Etiquetas: , | 2 comentários

Teorias da Conspiração com o H1N1 Influenza A vírus (Gripe A ou Gripe Suína): O “mito” da mortalidade elevada da Gripe A

Fala-se muito que a mortalidade associada à Gripe A é mais elevada. Sabe-se que todos os anos, dezenas de milhares de pessoas morrem em resultado da variante sazonal da gripe. Se a gripe A fosse tão mortal como a gripe comum (que o é muito pouco), à medida que a Gripe A se fosse espalhando pelo mundo, teríamos uma multiplicação do número de mortes decorrentes desta nova infeção. Teoricamente. Mas apesar da multiplicação dos casos de gripe A nos últimos meses, não parece existir um número correspondente de mortes… Pelo menos, não na escala que se esperava. Tipicamente, num ano normal, há entre 3 a 5 milhões de casos de gripe sazonal severa e de até meio milhão de mortos em todo o mundo, destes só nos EUA registam-se anualmente 36 mil mortos e 200 mil hospitalizações. E até julho, havia pouco mais de 700 mortes de pacientes de Gripe A. Se mesmo a muito letal Gripe Espanhola levou à morte 2,5% de todos os infetados, não devemos esperar uma letalidade muito superior, provavelmente até idêntica aos 0.1% da gripe sazonal.

A tese é que assim como os sintomas da Gripe Suína não são distinguíveis dos da Gripe comum, também não provoca uma maior mortalidade que esta. E de facto existe uma certa opacidade quanto aos números de mortes por Gripe A e não é claro como são documentadas e registadas. Recordemo-nos que a Gripe A, sozinha, não mata ninguém, e que – segundo dizem – apenas é letal quando associada a outras patologias respiratórias…

Categories: Saúde, Sociedade | Etiquetas: , | 2 comentários

Quids S16: De quem é esta estátua?

56677022

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 5 comentários

Teorias da Conspiração com o H1N1 Influenza A vírus (Gripe A ou Gripe Suína): O vírus da Gripe A foi criado em laboratório

Um tal de Dr. Len Horowitz que apesar do título se move mais na área “New Age” do que na Medicina (como se pode ver pela sua atividade) afirma que o Dr. James S. Robertson um alegado “perito britânico em bioengenharia de virus da gripe” (alegado, porque não confirmado…) que seria um colaborador ativo do governo dos EUA em vários contratos de biodefesa. Seria este bioengenheiro que, trabalhando para a Novavax, um dos maiores fabricantes de vacinas do mundo teria criado uma variante combinada das gripes aviária, suína e da Gripe Espanhola (ou seja H5N1 com H1N1). Esta variante teria sido planeada de forma cuidadosa de forma a maximizar a produção e o escoamento de stocks de vacinas, assim como a assinatura de chorudos contratos com os maiores governos do mundo.

Desde as primeiras caraterizações genéticas que se apurou que o gene da hemaglutina (HA) era semelhante ao de vírus da Gripe Suína detectados nos EUA em 1999, mas que a neuraminidase (NA) e a matriz proteíca (M) se assemelhavam a versões europeias desse vírus. E sabe-se também que os seis genes da versão norte-americana são o resultado da mistura dos vírus da gripe suína, aviária e humana.

Fontes:
http://www.canadianmedicinenews.com/2009/08/h1n1-flu-vaccine-is-eugenics-weapon.html
http://www.alienhub.com/showthread.php?t=320
http://johnonline.wordpress.com/2009/07/13/philippine-ah1n1-a-conspiracy-theory/
http://forums.planetxbox360.com/off-topic-discussions/19630-h1n1-conspiracy-theory-series-unusual-events.html
http://www.nowpublic.com/world/h1n1-swine-flu-hoax-fraud-conspiracy-theories
http://calltoreason.org/?p=3633
http://urbanlegends.about.com
http://www.news-independent.com/h1n1-swine-flu-outbreak-probably-infected-thousands/
http://www.myhealthblog.org/2009/06/24/dr-leonard-horowitz-exposes-h1n1-swine-flu-conspiracy-network/
http://www.nowpublic.com/world/tamiflu-scandal-gilead-sciences-donald-rumsfeld-connection
http://engdahl.oilgeopolitics.net
http://en.wikipedia.org/wiki/Influenza
http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs211/en/
http://en.wikipedia.org/wiki/2009_flu_pandemic
http://www.cbsnews.com/stories/2009/07/21/health/main5177820.shtml

Categories: Saúde, Sociedade | Etiquetas: , | 11 comentários

Portugal adere ao Tratado para a Antártida de 1959

Finalmente, quase cinquenta anos depois, um Governo português adere ao Tratado para a Antártida de 1959… O Tratado confere ao Pólo Sul o estatuto único de região livre de actividade militar e de qualquer exploração de recursos minerais.

Esta adesão é importante porque permitirá que Portugal possa aumentar a presença cientifica na região e até – eventualmente – estabelecer uma base Antártida permanente sozinho ou juntamente com o Brasil, país que tem uma presença local já muito ativa. Contudo, essa cooperação não está em equação, sendo provável que as primeiras atividades portuguesas sejam cumpridas no quadro do acordo de cooperação com Espanha no domínio da investigação polar subscrito na Cimeira Luso-Espanhola, realizada em Zamora, em Janeiro de 2009. Ou seja, no campo Polar – como em tantos outros infelizmente – a prioridade diplomática portuguesa segue sendo Espanha e não aquela que devia ser: a Lusofonia.

Fonte:
http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1391068

Categories: Ciência e Tecnologia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 4 comentários

Teorias da Conspiração com o H1N1 Influenza A vírus (Gripe A ou Gripe Suína): A Teoria da Conspiração que afirma que a Gripe A será uma forma de reduzir dramaticamente o excesso de população do planeta

Uma jornalista austríaca de nome Jane Burgermeister apresentou queixa no FBI contra a Organização Mundial de Saúde, as Nações Unidas e várias entidades governamentais dos EUA acusando-as de bioterrorismo e de tentativa para cometer assassínio em massa. Esta queixa foi apresentada em 10 de junho de 2009 e sucede-se a uma outra apresentada contra a “Baxter AG” e a “Avir Green Hills Biotechnology” por terem produzido um lote contaminado de vacina contra a Gripe das Aves, alegando que as duas empresas pretendiam fabricar um vírus e lucrar com o dito. Segundo o jornalista, a intenção de um grupo de conspiradores colocados em altos cargos nos maiores países do mundo seria organizar um genocídio contra a população norte-americana utilizado um vírus da gripe geneticamente modificado através da imposição de um programa de vacinação massivo cuja verdadeira intenção seria a de administrar o dito vírus.

A argumentação de Jane Burgermeister parte do envio por parte da Baxter AG para a sua sede nos EUA de um lote de 72 quilogramas de vírus ativo da Gripe das Aves, produzidos a partir de uma das várias amostras enviadas no inverno de 2009 para 16 laboratórios em 4 países. A conclusão óbvia é que a Baxter estaria a fabricar este vírus em laboratório… A jornalista colocou em questão a biosegurança do laboratório da Baxter na Áustria, porque estes lotes de gripe das aves não eram separados dos de gripe comum. Reporta igualmente um estranho incidente em que uma vacina para a gripe das aves foi testada em doninhas, que morreram… Há também rumores não confirmados de uma vacina contra a Gripe das Aves que teria morto 21 sem abrigo na Polónia quando foi testada no verão de 2008. Mito? Erro “técnico” ou… Ensaio deliberado?

A tese de Burgermeister é a que a disseminação do vírus é essencial para gerar o tipo de pânico que levará as Nações Unidas e a WHO a tomar o poder nos EUA. Neste sentido, alinha pela bitola dos ultra-direitistas norte-americanos e afunda a credibilidade das suas posições… Alega também que a pandemia de “gripe suína” não resulta de um vírus natural mas que é o produto de bioengenharia, a única explicação para a mistura de ADN de três vírus (Suína, Aviária e Humana) que efetivamente existe no vírus da Gripe A, numa combinação que intriga alguns especialistas. A ideia seria instalar um Estado Policial e reduzir a população a apenas 500 milhões de habitantes como defende a antiga médica canadiana Ghis Lanctôt, e impôr um “Estado Mundial Eugénico”? Mas Ghis é também defensora de que as “vacinas não são necessárias para a saúde”, alegação que aliás a levou a perder o direito de exercer medicina…

Não tenho dúvidas de que exista um exagero intencional nos Media quanto aos temas da Gripe A e não me espantaria muito se fosse provado que o vírus foi criado em laboratório… Mas daí a afirmar que foi deliberadamente espalhado e que, sobretudo, é um instrumento para transformar os EUA (logo eles) numa colónia das Nações Unidas, parece-me demasiado rebuscado…
Fontes:
http://www.canadianmedicinenews.com/2009/08/h1n1-flu-vaccine-is-eugenics-weapon.html
http://www.alienhub.com/showthread.php?t=320
http://johnonline.wordpress.com/2009/07/13/philippine-ah1n1-a-conspiracy-theory/
http://forums.planetxbox360.com/off-topic-discussions/19630-h1n1-conspiracy-theory-series-unusual-events.html
http://www.nowpublic.com/world/h1n1-swine-flu-hoax-fraud-conspiracy-theories
http://calltoreason.org/?p=3633
http://urbanlegends.about.com
http://www.news-independent.com/h1n1-swine-flu-outbreak-probably-infected-thousands/
http://www.myhealthblog.org/2009/06/24/dr-leonard-horowitz-exposes-h1n1-swine-flu-conspiracy-network/
http://www.nowpublic.com/world/tamiflu-scandal-gilead-sciences-donald-rumsfeld-connection
http://engdahl.oilgeopolitics.net
http://en.wikipedia.org/wiki/Influenza
http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs211/en/
http://en.wikipedia.org/wiki/2009_flu_pandemic
http://www.cbsnews.com/stories/2009/07/21/health/main5177820.shtml

Categories: Saúde, Sociedade | 3 comentários

Petição contra a transmissão de touradas pela televisão pública

Convido-vos a assinarem esta petição contra a transmissão de touradas pela televisão pública – que usa o dinheiro dos contribuintes para divulgar a tortura e não a cultura – , e a favor da sua criminalização.
Pelo bem de todos os seres sencientes, incluindo o de quem, por ignorância, os faz sofrer”

Paulo Borges
Categories: Portugal, Sociedade Portuguesa | 1 Comentário

O esquema das “Chamadas Robot” (Robot Calls)

A polícia de Louisville (EUA) avisou os residentes desta cidade do sul para uma vaga de chamadas telefónicas automáticas que avisam os seu receptores para fim de garantias automóveis ou de outras garantias e que, no processo, pedem os dados dos seus cartões de crédito. O método é identificado pela polícia como “Robo Call Scam” (o Esquema das Chamas Robot) e um pouco por todos os EUA estão a ser feitas milhares de chamadas destas todos os dias.

A polícia aconselha quem receba uma chamada destas a simplesmente desligar o telefone. Na verdade, por vezes são feitas a tal ritmo e com tal frequência que saturam as redes telefónicas móveis e fixas numa dada localização, num dado momento… Curiosamente, este tipo de chamadas robóticas nunca incomodou nenhum político, mas parece que um Procurador (“Attorney General”), um certo Jack Conway, recebeu uma destas chamadas e agora o Kentucky será o quinto Estado dos EUA a proibi-las. Curiosamente, a origem destas chamadas não parece apontar para alguém dentro dos próprios EUA, mas para o… Canadá.

Fonte:
http://www.wlky.com/news/19537428/detail.html

Categories: Sociedade | Etiquetas: | Deixe um comentário

Francisco Fadul: Duas propostas para a Guiné-Bissau (Força Lusófona de Manutenção de Paz e um Tribunal Internacional da CPLP)

Francisco Fadul (ultimahora.publico.clix.pt)

Francisco Fadul (ultimahora.publico.clix.pt)

Agora que se sabe que será Malan Bacai Sanhá, do PAIGC, o novo presidente da Guiné-Bissau, talvez seja oportuno recordar as declarações que o ex-primeiro ministro desse país lusófono, Francisco Fadul, produziu na 2a Conferência MIL no passado mês de junho de 2009,”A mudança será pouca. Para os eleitores, estas eleições são um dilema”. E efetivamente, a taxa de participação no escrutínio foi baixíssima, especialmente nos meios urbanos, mais informados e em contacto mais direto com a cedência do Estado e do Exército ao poder dos narcotraficantes.

Sanhá declarou durante as eleições que iria manter as chefias militares, negando assim fazer a necessária limpeza de elementos ligados ao narcotráfico que a Guiné-Bissau tão desesperadamente precisa. Se assim nada mudar, criam-se as condições para que a comunidade internacional perante este sequestro do Estado às mãos das máfias colombianas e de oficiais corruptos decida agir e a suspensão das ajudas – de quem dependem os guineenses para sobreviver – são praticamente certas e mesmo sanções não estarão fora de equação…

Fadul, na Conferência MIL, acrescentou ainda que acreditava que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) teria neste problema guineense um papel cada vez mais ativo. Fadul acredita que a CPLP terá no futuro um papel crescente na resolução dos problemas internos dos seus membros e que a organização poderia ter “mecanismos que estimulem boa governação, democracia, cidadania e desenvolvimento e penalizem as posturas contrárias por parte dos estados-membros”.

Muitas estruturas de apoio à boa Governança podem ser criados na CPLP. A curto prazo existe uma urgência para dois em particular que o dramático caso guineense torna particularmente agudo: uma Força Lusófona de Manutenção de Paz (como aquela defendida por ESTA petição do MIL) e um Tribunal Internacional da CPLP, com capacidade para julgar casos onde se cruzem Direitos, Liberdades e Garantias dos países-membros mas que seja também capaz, e sobretudo, de realizar julgamentos e condenações em países membros onde a Justiça não esteja a funcionar. Como é manifestamente o caso da Guiné-Bissau, nas palavras da própria ministra da Justiça guineense (anterior governo). Mas poderá esta estrutura judicial funcionar sozinha, sem uma “mão” operativa e local que possa investigar, deter e fazer cumprir ordens judiciais? Não parece razoável pensar que a debilitada polícia guineense, sem meios (os seus poucos veículos da estão imobilizados por falta de combustível), sem ordenados em dia e quase completamente corrupta possa servir de assistente local a um tal tribunal internacional. Importa assim complementar estas duas estruturas: a Força Militar Lusófona do MIL e o Tribunal Internacional da CPLP, idealizado por Francisco Fadul, com uma polícia de Investigação Lusófona, uma espécie de Interpol com poderes alargados e capaz de agir livremente em todo o espaço lusófono.

Fonte:
http://aeiou.expresso.pt/guine-bissau-ex-ministro-francisco-fadul-diz-que-eleitores-estao-perante-um-dilema=f524483

Categories: Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Portugal | Etiquetas: , | 4 comentários

Teorias da Conspiração com o H1N1 Influenza A vírus (Gripe A ou Gripe Suína): Porque é que parece haver um exagero mediático sobre a pandemia de Gripe A?

A razão pela qual os Media estão tão focados no tema pode resultar das razões mais prosaicas: audiências ou até de influência subreptícias de alguma influente indústria para que se mantenha o tema sob o foco mediático e as vendas de Tamiflu e das (esperadas) vacinas em alta. Mas pode também resultar da intenção dos Governos de desviarem o público da atenção da Recessão que os Banqueiros e Especuladores nos inventaram em 2008 (germinando desde 2000) e talvez não seja coincidência o facto de haver agora sinais nítidos de que a Economia está a recuperar… precisamente quando se multiplicam as infeções por Gripe A. Saindo as “más noticias” económicas dos enquadramentos noticiosos, não se abre espaço para se criar nos investidores a sensação (e isso é tudo nesta área) que a “crise já passou” e que é altura de voltar a investir?

Ou será que alguns Governos estão a planear usar o pânico que se instalará em 2010, quando a infeção alastrar a toda a população (como estimava ainda recentemente um epidemologista espanhol ao El Pais) e houver necessidade de declarar o Estado de Sítio em muitos países, com as decorrentes suspensões das liberdades individuais?

Fontes:
http://www.canadianmedicinenews.com/2009/08/h1n1-flu-vaccine-is-eugenics-weapon.html
http://www.alienhub.com/showthread.php?t=320
http://johnonline.wordpress.com/2009/07/13/philippine-ah1n1-a-conspiracy-theory/
http://forums.planetxbox360.com/off-topic-discussions/19630-h1n1-conspiracy-theory-series-unusual-events.html
http://www.nowpublic.com/world/h1n1-swine-flu-hoax-fraud-conspiracy-theories
http://calltoreason.org/?p=3633
http://urbanlegends.about.com
http://www.news-independent.com/h1n1-swine-flu-outbreak-probably-infected-thousands/
http://www.myhealthblog.org/2009/06/24/dr-leonard-horowitz-exposes-h1n1-swine-flu-conspiracy-network/
http://www.nowpublic.com/world/tamiflu-scandal-gilead-sciences-donald-rumsfeld-connection
http://engdahl.oilgeopolitics.net
http://en.wikipedia.org/wiki/Influenza
http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs211/en/
http://en.wikipedia.org/wiki/2009_flu_pandemic
http://www.cbsnews.com/stories/2009/07/21/health/main5177820.shtml

Categories: Saúde, Sociedade | Etiquetas: , | 10 comentários

Quids S16: Em que parque será construída esta estátua?

Lsssswnt_0

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 4 comentários

O Caso Madoff e o Estagnado Sistema Judicial português

Bernard Madoff (http://review-media.com)

Bernard Madoff (http://review-media.com)

Eu sei que o arquiburlão norte-americano chamado Bernard Madoff confessou e que isso agilizou todo o processo, mas num país como Portugal, em que vemos tantos casos a prescreverem e onde o mega-mediático Caso Casa Pira se arrasta sete anos é espantoso ver como é que nos EUA um caso tão importante produz julgamento e condenação em menos de seis meses.

Isto mesmo foi notado pelo polémico bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho Pinto: “Devemos olhar para aqueles países que nesta matéria [celeridade na Justiça] nos podem dar bons exemplos. Eu não posso ser acusado de ser pró-americano mas vejam o caso Madoff!”

Além do caso Casa Pira, também as operações Furacão e Freeport – importantíssimos para a Democracia porque envolvem políticos e os maiores bancos portugueses – arrastam-se longos anos sem que seja feita qualquer investigação e muito menos sequer uma só acusação.

Algo tem que estar profundamente errado no sistema judicial e de investigação português.

Fonte:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1389616

Categories: Justiça, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Teorias da Conspiração com o H1N1 Influenza A vírus (Gripe A ou Gripe Suína): 1. A Gripe A como instrumento para multiplicar as vendas do Tamiflu e porque é que não se fala do seu concorrente Zanamivir

O Tamiflu é um medicamento antiviral usado para tratar casos de gripe. Será este o medicamento que se administrado a todos os que contraírem a gripe A. Exatamente como se fez com os casos de Gripe Aviária, há não muito tempo atrás. Em caso de pandemia isto implica o consumo de muitos milhões de doses do medicamento, sempre com recurso a dinheiros públicos. Ora o Tamiflu é um medicamento patenteado pela “Gilead Sciences” empresa onde o conhecido Donald Rumsfeld, antigo Secretário da Defesa de Bush foi presidente do Conselho de Administração de 1997 a 2001 (ver AQUI). Quando os media falaram muito da Gripe Aviária, as ações da Gilead foram para a estratosfera e agora, de cada vez, que se fala da Gripe A e do Tamiflu acontece o mesmo… e com elas a fortuna pessoal de Rumsfeld, que detêm ainda uma parcela significativa de ações da empresa.

Além do Tamiflu há um outro medicamento que é tido como sendo pelo menos tão eficiente. Trata-se do Relenza ou Zanamivir. Lançado em 2000, o medicamento terá captado então apenas 25% do mercado de antivirais o que deu origem a processos judiciais contra a distribuidora GlaxoSmithKline por parte da Biota, a empresa australiana que desenvolveu o medicamento. Em 2006, houve um estudo que determinou que o Tamiflu não era tão eficiente como o Zanamivir no tratamento de infeções de gripe e em agosto desse ano, a Alemanha encomendava 1,7 milhões de doses, no âmbito do plano de preparação contra a Gripe das Aves. Quando em abril deste ano surgiram os primeiros casos de gripe A no México, o Zanamivir foi usado conjuntamente com o Tamiflu no tratamento desses primeiros pacientes. A partir daí a Roche foi inundada com pedidos de encomenda de Tamiflu, esgotando completamente a sua capacidade de produção no meio de milhões de pedidos do medicamento. Ao mesmo tempo, o Zanamivir mantinha um crescimento de quota à volta do 1%… E isto apesar da aparição de casos de resistência ao Tamiflu na União Europeia, algo que não está ainda a acontecer com o Zanamivir!

Quem ler jornais e ver telejornais só vê falar do Tamiflu. Que interesses estão por detrás desta propaganda ao medicamento da Glaxo? Porque se omite a existência de alternativas? O interesse dos Media na questão será totalmente isento? A presença de Rumsfeld na Gilead terá algo a ver com este foco mediático, iniciado nos EUA e imitado depois pelos Media do resto do mundo? A escolha do Tamiflu sobre o Zanamivir fez aumentar as cotações da Glaxo estratosfericamente, se alguém no seio do governo dos EUA soubesse antes (e Rumsfeld sabia, claro) pode ter comprado mais ações para consolidar ainda mais a sua posição na empresa e aumentar os dividendos, estimando-se hoje que tenha entre 5 a 25 milhões de dólares… Um valor subavaliado, certamente, se soubermos que apenas em 2006 os EUA compraram 731 milhões de dólares de anti-virais (80% Tamiflu e 20% de Relenza).

Fontes:
http://www.canadianmedicinenews.com/2009/08/h1n1-flu-vaccine-is-eugenics-weapon.html
http://www.alienhub.com/showthread.php?t=320
http://johnonline.wordpress.com/2009/07/13/philippine-ah1n1-a-conspiracy-theory/
http://forums.planetxbox360.com/off-topic-discussions/19630-h1n1-conspiracy-theory-series-unusual-events.html
http://www.nowpublic.com/world/h1n1-swine-flu-hoax-fraud-conspiracy-theories
http://calltoreason.org/?p=3633
http://urbanlegends.about.com
http://www.news-independent.com/h1n1-swine-flu-outbreak-probably-infected-thousands/
http://www.myhealthblog.org/2009/06/24/dr-leonard-horowitz-exposes-h1n1-swine-flu-conspiracy-network/
http://www.nowpublic.com/world/tamiflu-scandal-gilead-sciences-donald-rumsfeld-connection
http://engdahl.oilgeopolitics.net
http://en.wikipedia.org/wiki/Influenza
http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs211/en/
http://en.wikipedia.org/wiki/2009_flu_pandemic
http://www.cbsnews.com/stories/2009/07/21/health/main5177820.shtml

Categories: Saúde, Sociedade | Etiquetas: , | 1 Comentário

Quids S16: Quem é este homem?

dafds444

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 6 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade