Cristiano Ronaldo e a “ronaldite aguda”

Sei que já foi há uns bons dias. Mas a imagem daquela recepção eufórica a Cristiano Ronaldo no estádio do Real Madrid ainda me está na cabeça. É impossível não sentir algum desconforto quando se assiste a uma devoção absoluta e completamente acéfala por um jovem que resume os seus feitos a correr por um campo de futebol e a pontapear bolas.

O homem será – sem dúvida – um grande jogador, de acordo. Mas a discrição das suas prestações quando joga na Selecção Nacional é suspeita e faz-me pensar se esse “fenómeno” que dizem ser Ronaldo não é será mais do que um mercenário hiper-remunerado.

Mas bem mais importante do que aquilo que Ronaldo é, será sem dúvida saber aquilo que somos, enquanto país e entidade coletiva para adorar de forma tão absoluta e boçal tal criatura. E sejamos claros: esta “ronaldite aguda”, a inflamação doentia e excessiva na alma coletiva provocada por sobre-exposição mediática a Cristiano Ronaldo, não é nosso exclusivo. Antes fosse. A facilidade com que 80 mil madrilhenos invadiram o estádio é sinal da contaminação patente até Castela dessa grave doença…

O fenómeno mediático chamado “Cristiano Ronaldo” é notável, sob vários aspectos. Existe um evidente e concertado esforço por parte de uma poderosa máquina de Marketing para vender o “produto Ronaldo”. E estas agências são as mesmas que têm contratos publicitários com a imprensa e com as televisões que exibem qualquer imagem, qualquer boato, qualquer coisa que envolva, ainda que superficialmente Ronaldo. Só assim se pode explicar a abertura de telejornais na televisão estatal (custeada com o dinheiros dos meus impostos) apenas porque Ronaldo está a passar férias no Algarve, ultrapassando em “importância” essa notícia, a recessão mundial, o aquecimento global, o desemprego que não pára de subir ou um governo cada vez mais desnorteado e desmoralizado. Não. Nada é mais importante do que uma “não-notícia” que mostra Ronaldo a sair do Ferrari a caminho de um anónimo Hotel ou no haal de entrada de uma qualquer “socialite” hiltoniana.

O problema é com estes tremendos píncaros de fama de um jogador como Ronaldo, as crianças e os jovens estão a alterar os seus modelos, os seus objetivos de vida e carreira e fazem tudo para irem apenas passando de ano enquanto se inscrevem nas “escolas de futebol” se se multiplicam por todo o lado, como cogumelos, tentando dar origem a uma geração de clones de Ronaldo: maus alunos certos que sacrificam o seu futuro procurando emular o sucesso ronaldiano.

Como consequência, hoje mais do que nunca, há menos crianças e jovens que querem ser cientistas, físicos, astrónomos, músicos, pintores, escritores, médicos, etc.

Sejamos claros: Cristiano Ronaldo é provavelmente o melhor jogador de futebol da atualidade e merece uma parte deste foco mediático atual. Mas tanto, tão obsessivo é doentia e reflete uma sociedade em estado terminal e agonizando em ondas sucessivas e gigantescas de idiotia coletiva.

Fonte:
http://desporto.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1390540

Categories: Futebol e Corrupção, Portugal, Sociedade Portuguesa | 13 comentários

Navegação de artigos

13 thoughts on “Cristiano Ronaldo e a “ronaldite aguda”

  1. Antonio Marcos

    Concordo com a crítica só descordo de um ponto e tenho um comentário bem cucinto.
    Cristiano ronaldo é uma fralde não é um melhor jogador da atualida pois nunca ganhou nada a nível mundial e nunca ganhará..aqui no brasil ele é chamado de firuleiro, enceradeira, malabarista e outros….!
    E ele está embarcando na fama do Ronaldo original..(quem já fez muito e ganhou tuuuuuuuuuddoooooooo..)…só existe um RONALDO.

  2. Antonio Marcos

    Mesmo gordo e jogando no corinthians ele ainda é melhor q o cristiano ronaldo..

  3. Independentemente dos vários Ronaldos, acho que o nosso País tem um nível de futebolite demasiado aguda / grave.

    É um desporto que gera milhões, lava milhões… ok tira miúdos da rua e futuros marginais (ex. Paul Gascoigne) com talento.

    Lembro aqui a única vez que concordei com o Santana Lopes, quando foi interrompido porque o Mourinho estava a chegar ao aeroporto, e saiu do estúdio com uma frase real “o Mourinho é mais importante que o estado do País”

    Enfim, não vou deixar de ver uns jogos de bom futebol(Premier League) por isso.

    Abraços

  4. não digo que no futebol tudo é mau… torci, como quase todos, aquando daquele memorável jogo contra a “pérfida Albion”, mas o que acho é que é demais… telejornais que abrem com as férias do menino, outros com imagens dele com a Hilton, é demais. E é doença.
    Uma coisa é gostar de futebol e apreciar os passes (teatrais ou não, mas eficazes), outra é viver o Futebol da forma que vive hoje Portugal.

  5. luis

    Faz parte da cultura da idolatria pois artista de cinema ganha mais que que os coitados que sao perfeitos atletas que necessitam
    uma vida toda regrada quase sem ferias enquanto os outros so para fazer de conta passam pelo mesmo.

  6. nehalem

    Está tudo dito: « (…)Como consequência, hoje mais do que nunca, há menos crianças e jovens que querem ser cientistas, físicos, astrónomos, músicos, pintores, escritores, médicos, etc.(…)»

    «(…)É um desporto que gera milhões, lava milhões…(…)»

    Infelizmente este país ainda se encontra entalado entre os 3 F’s (FADO, FÀTMA E FUTEBOL)!

  7. HERMES

    Concordo com a critica, a partir do momento em que liguei o televisor e vi como título da notícia “o rei de Madrid” para mim tudo passa a ser normal, com tantos problemas sociais que existem dar-se a importância exacerbada a um jogador de futebol, -Quais foram as suas contribuições para o bem da humanidade?

    Estamos a entrar num ponto sem retorno, talvez até diria no início de um caos social.

  8. é demais…
    ainda antes de ontem a notícia da RTP era:
    “amanhã, Ronaldo dará uma conferência de imprensa”
    amanhã?
    notícia seria (talvez) ele a dá-la, mas agora, dizer que a dará????

  9. …amanhã Ronaldo dá conferência de imprensa
    …amanhã Ronaldo vai treinar
    …amanhã Ronaldo manda lava o carro.

    É realmente demais !

  10. hehehe
    até já metes o mybrute no url?… está a ficar apanhadito, hem?

    e essa é a fase 2 do “ronaldismo”
    a fase 3 (quando ele começar a marcar golos lá pelo Real) será:

    .. amanhã, Ronaldo vai c*g*r
    .. amanhã, Ronaldo vai fazer ch*ch*
    .. amanha, Ronaldo vai *rr*t*r
    .. amanhã. Ronaldo vai coçar as b*l*s

    que tristeza!
    já se lhes acabaram as notícias!?
    passem pelo Quintus, para tirarem umas ideias…

  11. HERMES

    A nossa comunicação social em vez do nos informar com seriedade e qualidade, apresenta-nos com estes “espectáculos” deprimentes, afinal também não é só em Portugal, em Espanha também vimos como os espanhóis se comportaram nomeadamente as pessoas que estavam no estádio algumas delas quando inquiridas, lhes perguntavam “alhos” respondiam “bogalhos” enfim não é só por cá.

  12. dão farelos a porcos, quando deviam dar pérolas, esperando que eles se transformassem em sereias.
    ou seja: se dermos a alguém futebol em doses industriais nunca ultrapassaremos este atávico estado de atraso português!
    e nisto os media têm uma culpa muito central…

  13. Estou absolutamente de acordo com o Clavis Prophetarum. E por entre a depressão k Portugal me causa desde há pelo menos 5 anos para cá, fico reconfortado 8ainda k de nada sirva) com uma coisa somente: evistir GENTE k PENSA POR SI, como o Clavis e a boa alma k num mail me enviou esta página km “link”…
    Acreditem, já ganhei o dia!
    Arrre!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: