A Câmara de Peniche vai instalar um Centro de Energia das Ondas

Portugal é um país muito dependente das importações de produtos petrolíferos. Por isso a decisão da Câmara de Peniche de instalar um Centro de Energia das Ondas é importante. O custo de instalação do Centro deverá ascender a 4,4 milhões de euros, oriundos dos cofres municipais na sua larga maioria e destina-se a potenciar o desenvolvimento de tecnologia de energia das ondas.

É ao largo de Peniche que funciona a única central de energia das ondas em Portugal, na Almagreira usando tecnologia experimental escocesa que não tem estado isenta de dificuldades técnicas.

Portugal entretanto cria as condições para se posicionar nos lugares cimeiros desta frente tecnológica com a instalação ao largo de São Pedro de Moel, na Marinha Grande de uma zona-piloto para projetos experimentais de energia das ondas e gerida pela REN, esperemos agora que comecem a surgir projetos comerciais nesta zona e que juntamente com a energia eólica, a de geração fotovoltaica e de barragens se criem as condições para que o país, com fontes renováveis se livre de uma doentia dependência do petróleo, aliviando assim o déficit da nossa balança comercial e a pegada de carbono que o país produz, criando empregos, tecnologia e desenvolvimento em Portugal.

Fonte:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1384312

Categories: Ciência e Tecnologia, Ecologia, Economia | 7 comentários

Navegação de artigos

7 thoughts on “A Câmara de Peniche vai instalar um Centro de Energia das Ondas

  1. Fenix

    Temos encontrar alternativas ao petrolio como meios de semos mais competitivos.

  2. Olá!

    A blogagem da Aldeia da Minha Vida foi um grande sucesso, graças à sua participação e divulgação.

    Convido-o(a) a participar na próxima blogagem de Julho “ Férias na Minha Terra”.

    É uma oportunidade única para demonstrar a todos que vale a pena passar férias no nosso país, especialmente na nossa querida terra, seja ela aldeia, vila ou cidade.

    Inscreva-se e mande o seu texto até 7 de Julho para o seguinte e-mail: aminhaldeia@sapo.pt

    Para premiar a sua participação, vamos atribuir ao melhor post um fantástico prémio e ao melhor comentário também.

    Muito obrigado pela sua atenção!

    Votos de um feliz dia!

    Susana Falhas

  3. e várias, e em simultâneo, sem concentrar demasiado em nenhuma delas: ondas, éolica, solar, hídrica. O Nuclear tem que ser reavaliado, mas há estudos que dizem que uma única central numa seria rentável (pelos resíduos), mas apenas 2 ou 3.

  4. Fenix

    Também sou afavor do nuclear.Não sou afavor que a central nuclear deva ser posta em portugal contimental nem nas regioes autonumas.Mas se ouvesse maneira de a construir numa plataforma em mar alto com as de esploração de petrolio e a uma distancia segura dentro da nossa zee.claro que sim.Porque se a construirmos em terra perdemos o argumento para fazer pressão para assim podermos afastar as idosas centrais nucleares castelhanas que estão perto da nossa fronteira e são um perigo bem real.Claro ter uma central nuclear numa plataforma em mar tambem á perigos de terremotos e marmotos e em caso de guerra são um alvo facil se não forem bem defendidas como qualquer barragem em terra.

  5. bem… mas um meltdown no oceano não levaria (via correntes) a radiação até todos nós e – sobretudo – até aos viveiros de peixe do Atlântico?… prefiro mesmo a construção em zonas graníticas, despovoadas… just in case…

  6. Fenix

    Realmente tens razão,atão não ao nuclear.

  7. bem… eu digo sim, mas com cautelas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: