O F-15SE Silent Eagle

(Vídeo mostrando a baía interna de armamento)

A Boeing parou com todos os trabalhos de desenvolvimento do seu novo “F-15 Silent Eagle” enquanto revia o modelo de negócio. Os fundos internos, na divisão “Boeing Military Aircraft” ainda não foram reservados. A empresa já reconheceu que ainda que não possam surgir nenhuma proposta de compra formal ou informal, quer do governo norte-americano, quer de outro vai manter o projeto do F-15SE vivo.

Atualmente, a Boeing reconhece haver um interesse expresso já por um potencial cliente, a Coreia do Sul, que opera 39 F-15E Eagles, mas que no decurso do seu programa F-X Phase 3 até 2014 irá substituir os seus obsoletos F-4 Phantom II and F-5 por perto de 50 novos aparelhos. Até recentemente, o F-35 Lightning II era o vencedor quase certo, mas a aparição do F-15SE Silent Eagle vem alterar a equação… Especialmente, porque o país já opera o tipo e poderá haver aqui economias de escala (em manutenção e treino) e porque a “timeframe” é perfeitamente compatível com os desejos coreanos. A venda do SE pode também ser usada como uma forma de pressão ao cada vez mais instável regime norte-coreano.

O F-15SE Silent Eagle é uma alternativa muito credível ao problemático F-35 Lightning II incluindo tanques de combustível internos ou uma baías de armas interna (mísseis AIM-9 ou AIM-120, assim como bombas de precisão JDAM e SDB), alterações aerodinâmicas diversas controlos de coo fly-by-wire e um novo sistema de guerra eletrónica da BAE Systems e um radar AESA Raytheon Advanced Electronic Scanning Array. A Boeing afirma que a baia de armamento interna pode ser substituída por uma carga de combustível adicional em apenas 2 horas.

O fim da produção do F-22 Raptor (ver AQUI), as novas características furtivas do F-15SE, assim como o radar AESA e o facto de se tratar de um dos melhores aviões de caça das últimas décadas, ainda muito capaz de enfrentar os melhores aviões russos e europeus, tornam como praticamente certa a aquisição deste tipo de avião para substituir os quase 500 aparelhos do tipo ainda ativos da USAF e que deveria ser substituídos pelos Raptor… em número de apenas 139 aparelhos (maio de 2009). Este desfasamento poderia ser preenchido com Super Hornets, mas o F-15SE, pela sua furtividade e demais características é uma opção muito mais razoável. E… uma resposta decente a dar a todos os aliados tradicionais dos EUA (Japão, Austrália, Reino Unido, etc) que têm vindo a pedir os F-22 que agoram sairam das linhas de produção.

P.S.: Será que o Brasil deveria ponderar esta opção no seu F-X2?…

Fontes:
http://www.flightglobal.com/articles/2009/06/17/328218/paris-air-show-boeing-withholds-funding-for-f-15se.html
http://en.wikipedia.org/wiki/Republic_of_Korea_Air_Force
http://en.wikipedia.org/wiki/F-15_Eagle

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , , | 11 comentários

Navegação de artigos

11 thoughts on “O F-15SE Silent Eagle

  1. Pegasus

    Com a saida deo F-22 de produção e ainda haver 139 aparelhos em operação mas não em quantidades suficientes e a clara indicação de, em breve, ser desativados em prol do SE(opinião minha), me parece cada vez mais claro que o Brasil deveria cancelar o FX-2, pode usar o pretexto da transferencia de tecnologia, e iniciar uma franca negociação com os russos para aquisição de aeronaves com produção de peças e ate aviões no Brasil, como numa operação meio a meio, metade na russia e metade Brasil e participação no PAK-FA.
    Tudo isso é plenamente plausivel com aquisição de SU-35 como interceptadores e SU-34 para proteção naval com base terrestre, acredito que seja uma chance de ouro e os russos estão cada vez mais convencidos que o Brasil tem que ser um aliado de primeira ordem, ao contrario dos americanos, que ja comentei aqui.
    Salvo os ja comentados problemas de reposição pelos russos e que podem ser sanados com politicas adequadas, o Brasil pode ser um mundo de possibilidades para os russos.

  2. Sim, a Boeing pode rejubilar… os seus SE serão comprados pela USAF, com toda a certeza!
    Continuo a não confiar na fiabilidade dos russos… veja-se os problemas que a venezuela está a ter com peças de reposição…

  3. spertnez

    Sempre achei estranho não haver planos de modernização do F-15, o F-16 foi sempre o alvo principal com inumeras versões. Se bem que o F-16 foi muito mais exportado e o F-15 bem menos. Esse F-15SE tem tudo para ser um grande sucesso, tanto para países que ja operam ele (Israel, Arabia Saudita, Japão e Coréia do Sul) quanto para novos clientes. Mas, acho que tudo vai depender da USAF compra-lo.

    O que acho curioso é que via muita gente criticando os russos por “encherem” o Flanker de versões em vez de partirem de vez para o PAK-FA, acho que os EUA estão indo para o mesmo caminho.

    http://gustasou.blogspot.com/2009/05/osirak-o-retorno.html

  4. É isso aí…mt do mesmo,só q os Rússos o fazem mt,mt melhor;vide Su 35 e 37…simplesmente fantásticos.

  5. porque a aposta foi na furtividade, do F117 e depois do F22… Os aviões “convencionais” como o Su-30 ou o F-15 foram abandonados como de 4ª geração…
    Só agora, com os custos esmagadores da furtividade do F-22 e o abandono da sua construção é que se reabrem novas janelas… como a do SE, caça de sucesso, local (a USAF terá que o comprar em centenas, para suprir a lacuna do F22) e internacional, com muitos clientes esperando por um avião capaz de enfrentar de par-a-par os melhores caças russo e o PAK-FA que voará, dizem, ainda em 2009.

  6. Eu pessoalmente acredito q em dez.09 ou mar.10 vai estar voando o caça furtivo Rússo…é bem + barato,melhor,+veloz,é realmente furtivo;com bem + qualidades q o Su 35…

  7. Pegasus

    Os americanos estão a mudar a forma de superioridade aerea, para quem esta acompanhando o desenvolvimento do laser Tatico como eu, sabe que se ele consegue explodir um missil balistico a 400km de distancia, o que podera fazer a um avião ou aviões a uns 300km, ele pode contar com AWACs para detecção e pontaria a essa distancia e depois de superioridade aerea conquistadas é so manda os outros aviões para varreduras.
    Acho que estamos subestimando muito essas novas potencialidades, inclusive que depois de superioridade aerea alcançadas, os UCAVs podem fazer patrulha ate de combate aereo ou terrestre.
    Estamos assistindo o começo de uma nova forma de luta nos céus.

  8. Sim, mas repara bem no tamanho que tem que ter esse avião!
    não será tão cedo que conseguem enfiar aquele monstro dentro de um F-15…

  9. Pegasus

    Clavis, não estou dizendo coloca-lo em F-15 agora, mas no formato atual, ele podendo, pelo menos, causar danos a aeronaves a 300km de distancia, ja seria um adversario terrivel, quantos misseis carregados por caças podem abater um avião a essa distancia, e mesmo que fosse disparado um missil a essa distancia, se o laser abate um caça, imagine um missil, o problema não é o laser e sim o travamento no alvo, coisa que os AWACs podem resolver, para pequenos paises que os americanos costumam invadir, poder ser uma novidade terrivel, por não terem caças stealth pra se aproximar o suficiente para atacar e a essa distancia, aquele Boeng pode ficar na fronteira, sem nem ter que entrar no pais.

  10. Pegasus

    Não sei se voce lembra que a um tempo atras cheguei a comentar com voce sobre novas formas de combate aereo, e agora elas começam se tornar reais e pode se preparar para mais, novos tipos de turbinas com interação de plasmas e mais uma novidade que ja esta sendo desenvolvido secretamente (assim me garantiram), alem de aumentar a potencia e diminuir o tamanho, vão possibilitar decolagens VTOL.
    O desenvolvimento de uma nova geração de aeronaves de combate, passa por mecanismo eletricos e seus efeitos e nanotecnologia em larga escala, chegara um tempo que só podera ser detectado um missil pelo rastro termico e isso ja sera tarde demais.

  11. acho que ainda faltará muito tempo para termos um laser embarcado em aviões muito menores que um C-130, digo eu… talvez uns 10 anos. e outros dez até o ver num caça. e mesmo assim, um laser nunca poderá seguir um avião, como um míssil, pelo que nunca o teremos como arma única, mas como substituto do canhão em dogfight, acredito eu.

Deixe uma Resposta para Clavis Prophetarum Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: