Daily Archives: 2009/06/17

A Agusta Westland instala uma filial em Portugal

Helicóptero EH-101 da FAP em http://www.enciclopedia.com.pt

Helicóptero EH-101 da FAP em http://www.enciclopedia.com.pt

A Agusta Westland, a construtora dos helicópteros EH-101 da Força Aérea Portuguesa, estabeleceu em Portugal uma subsidiária que além de visar a manutenção destes helicópteros ao serviço da FAP ambiciona também potenciar os laços culturais e económicos entre os países da Lusofonia e usar a sua subsidiária portuguesa “Agusta Westland Portugal” (AWP), como rampa de lançamento para os PALOP e para o Brasil.

As operações de manutenção da AWP em Portugal serão conduzidas em regime de parceria com o “Centro de Excelência e Inovação para a Indústria Automóvel” (CEIIA), na Maia e serão executadas a partir de instalações a construir no recinto da base aérea de Beja, esperando-se a curto prazo realizar operações de manutenção a helicópteros da marca que sejam utilizados por países do norte de África, posicionando-se a Líbia como um dos primeiros clientes da AWP.

Existem em Portugal vários helicópteros da Agusta Westland, alem dos EH-101 da FAP e dos 10 NH-90 encomendados para o Exército, existe toda uma diversa e frota de aparelhos privados que poderão ser mantidos nas instalações da AWP.

O concurso para helicópteros ligeiros para a FAP e Exército, multifunções e de treino, é outro objetivo a curto prazo para a subsidiária, que poderá aproveitar o facto de já estar presente no país, gerando emprego e transferindo tecnologia, para vencer os seus concorrentes.

Agora, com o começo da atividade da AWP talvez o conturbado processo da manutenção dos Merlin entre em bom curso e possamos utilizar no seu pleno potencial estes fantásticos aparelhos que têm estado a ser subutilizados precisamente por problemas de manutenção.

A AWD comprometeu-se a desenvolver em Portugal novos sistemas para as novas gerações de helicópteros Lynx, AW 149 e LUH, assim como realizar investimentos em formação e tecnologias de informação que agora poderão começar a ser concretizadas nas suas novas instalações em Beja.

A Agusta Westland produz a maioria dos seus helicópteros nas suas fabricas italianas, mas graças às suas fábricas na África do Sul e na China consegue fabricar aqui fuselagens a muito baixo custo que reenvia para os seus centros de montagem nos EUA, em Itália e no Reino Unido, apresentando depois custos finais inferiores aos da sua concorrência. Portugal não se enquadra ainda neste esquema produtivo, já que em Portugal haverá apenas um centro de manutenção e de investigação, o que é compreensível pela pequenez do nosso mercado civil e militar. Contudo, isso também sucede assim porque não existe uma preocupação, lógica e estratégia de integração lusófona, que poderia responder a esses problemas de escala… Ou seja, porque não realizar aquisições comuns, criando uma “central de compras” comum, com desenvolvimentos, investigação, montagem e até construção, partilhadas, atraindo assim novos investimentos de multinacionais como a Agusta Westland e mantendo no país o grosso dos recursos dispendidos na aquisição de novos meios.

Fonte:
http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1381221

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Portugal | Etiquetas: | 6 comentários

Quids S16: Como se chama este homem?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 16 comentários

McMafia: Como fazer franchising de uma mafia

Um livro recentemente editado nos EUA e intitulado “McMafia” da autoria de Misha Glenny deixa-nos uma visão espantosa sobre a escala da atividade criminosa no mundo. Desde logo, o autor conclui que a escala da “economia subterrânea” movimentada por todas as mafias do mundo pode chegar aos 20% da economia real.

O fenómeno das “mafias” está hoje tão infiltrado nas sociedades e conhece um tamanho sucesso que uma das mafias mais perigosas de toda, a mafia chechena que está especialmente ativa em Moscovo chegou já ao ponto de fazer franchising do seu “nome de marca” a outras cidades da Rússia. Assim, criminosos de Vladivostoque, junto ao mar do Japão, ou de Irkutsk, na Sibéria, podem agora usar o nome “mafia chechena” nas suas dúbias atividades, mesmo sendo russos étnicos ou inguches… Assim, com o puro temor que transporta a (má) fama do nome “mafia chechena” e estes criminosos “franchisados” podem agora realizar o seu trabalho – que depende em grande medida do medo e da intimidação – de forma mais eficiente e logo, mais lucrativa.

Fonte:
http://www.bodleyhead.co.uk/mcmafia_Q&A.asp

Categories: Política Internacional, Sociedade | Etiquetas: , | 21 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade