Daily Archives: 2009/06/15

A Dança do Acordo Ortográfico de 1990: minuetes, hesitações e recuos sucessivos…

Graça Moura, o antipapa do Acordo Ortográfico

Graça Moura, o antipapa do Acordo Ortográfico

Continuam as hesitações portuguesas quanto à aplicação do Acordo Ortográfico de 1990… Chegou à Assembleia da República uma petição que propõe a renegociação do Acordo Ortográfico. É claro que esta já foi aprovado pelo Governo, pela Assembleia da República, para além de ser um compromisso internacional assumido pelo Estado português em 1990, mas os detratores do Acordo – liderados pelo seu Papa Demagógico, Graça Moura (um dos eurodeputados mais ausentes desse plenário, a propósito) conseguiram por via desta petição levar ao Parlamento esta discussão. É claro que há outras petições que alcançaram o limite legal de cinco mil assinaturas, mas nenhuma mais é apoiada por Graça Moura…

De facto, os amigos de Graça Moura foram determinantes, já que o deputado Barreiras Duarte do PSD elaborou em seu apoio um relatório que foi discutido na Comissão de Ética e Sociedade, tendo sido aprovado por unanimidade.

Este relatório recomenda que o Governo reabra negociações para rever os termos do Acordo porque (palavras de Graça Moura) “o acordo é um acúmulo de disparates“.

O problema está que o Acordo de 1990 já está em vigor e logo, tecnicamente não há nada para “reabrir”. Poder-se-á, eventualmente, abrir novo processo negocial, mas se este for dirigido por alguém como Graça Moura que tanto falou e escreveu contra QUALQUER ACORDO, isso não inquinará fatalmente qualquer negociação? E afinal, não será essa afinal a verdadeira intenção de Graça Moura? Fingir que se começam negociações que sabe estarem fadadas ao fracasso, para depois poder dizer “tentámos e falhámos, porque eles (o Brasil) não quiseram”?

O Brasil já deu inicio oficial ao período de transição para a aplicação do Acordo de 1990 e São Tomé e Príncipe e Cabo Verde também já o aprovaram nos seus parlamentos. Os demais estão expectantes, mas deverão seguir o impulso brasileiro, tal é hoje a sua importância económica e demográfica no mundo lusófono.

Se Portugal procurar renegociar os termos do Acordo de 1990 dará uma imagem de si completamente absurda, já que segundo Rui Peças, assessor de imprensa do ministro da Cultura: “O facto é que o acordo já está em vigor. Foi aprovado pelo governo, aprovado pela Assembleia da República, promulgado pelo presidente e o instrumento de ratificação foi depositado no Ministério de Negócios Estrangeiros no dia 13 de maio“. Ou seja, procurar refazer tudo de raiz daria uma imagem internacional de hesitação e desnorte e serviria apenas para produzir o efeito diretamente oposto ao pretendido pelos detratores do Acordo: dar mais força à posição natural predominante do Brasil na Lusofonia, uma vez que Portugal iria marchar para uma cisão ortográfica comparável aquela que já fez na 1ª República e que – afinal – deu origem à presente distinção ortográfica.

Assim, a discussão na Assembleia da República é muito importante para que Portugal guarde o que lhe resta de face e dignidade nesta questão e seguiremos atentamente o que daqui for aparecendo…

Fonte:

http://groups.google.com/group/observatorio-lp/browse_thread/thread/2afb70cc01688c8f/f3f6393254d00252?show_docid=f3f6393254d00252&pli=1

Anúncios
Categories: Brasil, Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Nova Águia | Etiquetas: | 12 comentários

Removendo manualmente o malware “Antivirus System PRO”

O “Antivirus System PRO” é uma espécie de plataforma de malware que, consoante as versões, pode conter vários cavalos de tróia.

Ainda que existam várias tools de remoção, estas de facto, podem não ser de confiança.

Estes são os passos de remoção manual, variáveis (os ficheiros ou trees de registry podem ou não existir de acordo com a versão do malware)

Matar estes processos em memória (Task Manager:End Task):

Antivirussystempro.exe

uninstall.exe

Apagar estes ficheiros em disco:

%ProgramFiles%\Antivirus System PRO\conf.cfg

%ProgramFiles%\Antivirus System PRO\mbase.vdb

%ProgramFiles%\Antivirus System PRO\quarantine.vdb

%ProgramFiles%\Antivirus System PRO\queue.vdb

%ProgramFiles%\Antivirus System PRO\Antivirussystempro.exe

%ProgramFiles%\Antivirus System PRO\uninstall.exe

%SYSTEMROOT%\sysguard.exe

%SYSTEMROOT%\system32\iehelper.dll

Apagar trees do registry:

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Uninstall\Antivirus System PRO

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Antivirus System PRO

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Run “Antivirus System PRO”

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\ShellServiceObjectDelayLoad “ieModule”

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Uninstall\Antivirus System PRO

Categories: Informática | Etiquetas: | Deixe um comentário

Quids S16: Qual é o nome deste astronauta?

asas1123ed

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S16 | 8 comentários

Nióbio / “Coltan”, um “minério sujo” que financia a “guerra suja” no Congo

Mina clandestina de Nióbio, no Congo em http://www.dizolele.com

Mina clandestina de Nióbio, no Congo em http://www.dizolele.com

dos maiores crimes da atualidade é ainda hoje cometido, de forma discreta, desconhecida por quase todos, mas com consequências especialmente trágicas para todos aqueles que mais diretamente sofrem com ele. Trata-se da guerra civil na República Democrática do Congo, que nas últimas décadas já trouxe a morte a quase 6 milhões de congoleses e que foi abastecida com armas e munições de praticamente todos os países do mundo, mas com especial incidência para a China, para Israel e África do Sul.

Todo o armamento adquirido no Congo pelo governo ou pelas forças rebeldes foi entregue em troca dos recursos minerais do país, sobretudo do quase desconhecido minério com o nome de Nióbio (“coltan” em inglês) que é essencial para a fabricação de telemóveis, portáteis e consolas de jogos. O Congo é a maior fonte mundial do minério, concentrando mais de 80% de todas as reservas mundiais.

Os fabricantes que compram este “minério sujo” alegam desconhecer a sua proveniência, mas nada têm feito para instaurar um sistema de certificação de origem que possa assegurar que não há minério de sangue nos equipamentos que fabricam e comercializam. Sem este sistema, temos uma certeza de 80% de que os telemóveis, computadores portáteis ou consolas portáteis de jogos, enfim, todos os equipamentos que usam baterias, contêm matérias primas que resultaram ou de mineração clandestina nas regiões do Congo controladas pelos rebeldes ou que serviram para que a ineptas e desorganizadas forças governamentais se conseguissem manter à tona naquele que é hoje o mais longo e sangrento conflito interno do continente africano.

Fonte:
http://www.bodleyhead.co.uk/mcmafia_Q&A.asp

Categories: Ciência e Tecnologia, DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: | 4 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade