Lost S05E14: “The Variable”; Comentários

Daniel Faraday, interpretado por alguém que não é a Evangeline Lilly em http://www.infomaniaco.com.br

Daniel Faraday, interpretado por alguém que não é a Evangeline Lilly em http://www.infomaniaco.com.br

1. Quando Daniel Faraday é visitado por Charles Widmore, confessa-lhe ter testado em si próprio a sua máquina do tempo e, em consequência, perdeu a memória, ou melhor, a capacidade de posicionar a sua mente na trama do Espaço-Tempo, o seu padrão referencial Aquilo que já fora sugerido anteriormente confirma-se: a máquina do tempo de Daniel age a nível da consciência humana, mais do que via deformação do Espaço-Tempo. É como se quem viajasse não fosse o Espaço-Tempo em torno do sujeito, mas a mente do sujeito, que depois – de alguma forma – reconstrói o corpo em torno de si.

2. Em 1977, na Ilha, Daniel diz a Jack que a sua mãe – Eloise Hawking – estava errada e que Jack “não pertence ali (a Ilha)”. Daniel pode referir-se ao “paradoxo do avo” em que um neto viaja ao passado e mata o seu avo antes deste ter concebido o seu pai e logo, ele, o neto. Não pode existir e estar assassinando o seu avô… Este é um exemplo para quem pretende demonstrar a impossibilidade das viagens no tempo, mas deixa incólume a teoria dos universos paralelos, em que cada viajante ao passado, cria uma nova linha temporal, paralela aquela em que ele não viajara para o passado e onde não matara o seu avô.

3. Daniel conta a Chang que acredita que a perfuração que a Dharma está a conduzir na Estação Orquídea vai libertar uma enorme carga de “energia magnética” que eventualmente irá trazer a morte a todos os habitantes. Como o magnetismo não causa danos nos seres humanos, e isso pertence ao domínio do senso comum, recuso-me a creditar que os produtores de Lost, tão cuidadosos noutras questões tenham deixado passar a asneira de que “uma explosão (sic) magnética poderia causar a morte a todos os habitantes da Ilha”. Assim, não é a “explosão magnética” que mata, mas aquilo que estava encerrado nesse caixão magnético… É a nossa tese (já antes por aqui apresentada) que se trata de um par de miniburacos negros, magneticamente carregados (teoricamente possíveis, segundo o físico Stephen Hawking, que tem o mesmo nome da mãe de Faraday…). São estes miniburacos negros os responsáveis pelos “saltos” no Espaço-Tempo mais ou menos comuns na Ilha.

4. Daniel confessa ao grupo de Sobreviventes que acredita que a única possibilidade de “regressarem ao seu lugar” reside na sua mãe, Eloise Hawking. Daniel parece estar a referir-se a uma viagem no tempo, de volta ao tempo presente (2008)… Então Eloise terá acesso aos engenhos deixados na Ilha pelos seus antigos habitantes. E… Apostamos que esse será o desfecho desta quinta temporada de Lost.

5. Na cena da fuga do grupo de Jack e Daniel das “Barracas”, Daniel faz mais uma referência às linhas temporais paralelas em que decorre a ação quando diz que 1977 é agora o “presente deles” e que deviam lembrar-se que corriam riscos de ficarem mortos ou feridos. Ou seja, poderiam morrer neste universo paralelo onde agora estavam e continuarem vivos no universo paralelo “deles” (mencionado no comentário anterior).

6. Mais adiante, Daniel concede a Jack e Kate o raro privilégio de uma visão interior ao seu pensamento mencionando que os seus estudos sobre física relativística lhe revelaram a relação entre as “constantes” e as “variáveis” e que eles, os personagens eram as últimas, ou seja, que o Sujeito era a fonte de toda a aleatoriedade e imprevisibilidade no Universo.

7. Quando Sawyer chama a Daniel “H.G.Wells” faz uma referencia indireta aquele que é o tema central da 5a Temporada que é o das viagens no tempo, igualmente o mesmo tema de uma das obras mais conhecidas “A Máquina do Tempo”. Outra referencia indireta às viagens no tempo é feita quando Widmore dá a Faraday uma edição da revista Wired que, na capa, refere um artigo no interior sobre “Um guia para o utilizador de viagens no tempo”.

Anúncios
Categories: LOST (Perdidos) | Etiquetas: | 6 comentários

Navegação de artigos

6 thoughts on “Lost S05E14: “The Variable”; Comentários

  1. Esglurédio

    nem sei o q me parece um artigo do lost sem a lilly 😦

  2. pois!
    mas ela estará aqui sempre em espírito!
    (aqui para nós, começava a ter dificuldades em encontrar fotografias novas no Google Images: a sério)

    Ps.:
    És tu que me estás a dar aquelas coças monumentais no MyBrute? 🙂

  3. não, estive a rever: é o Deltoide Latejante!
    Mas como arranjou ele um urso?!
    Tu estás como “Biriades”, já te vi…

  4. Esglurédio

    quem levou uma coça monumental fui eu !!

    😆

  5. pois!
    sorry!
    prometo dar te nova oportunidade, logo amanhã!

  6. Já viram os 2 últimos episódios da Season 5? Bem, preparem-se porque vem ai bomba! Fiquei estupefacta! é certo que á medida que as cenas vao se desenrolando conseguimos desvendar o que vem a seguir mas é demasiado chocante. A ver se esta série nao termina com um Fim desapontador…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: