Lost S05E13: “Some Like It Hoth”: Comentários

Miles não é... a Evangeline Lilly em http://season-premiere.com

Miles não é... a Evangeline Lilly em http://season-premiere.com

1. Neste episódio centrado num dos novos personagens da série, Miles, passamos a conhecer melhor a sua biografia, e nomeadamente a sua primeira experiência de contato com os mortos e mais tarde encontramos o jovem Miles reencontrando a mãe que estava seriamente doente e questionando-a sobre a identidade do seu pai… Algo a que voltaremos mais adiante. O titulo do episódio decorre do filme “The Empire Strikes Back” da série Star Wars onde precisamente aparece um planeta com esse nome: Hoth.

2. Depois de recrutado por Naomi para o grupo de Widmore e para a expedição do Kahana, Miles é raptado por um grupo de homens que o tentam persuadir a não ir para a Ilha e que a um dado momento lhe perguntam: “O que está na sombra da estátua?”… A mesma pergunta antes colocada por Ilana a Frank Lapidus como senha de reconhecimento para aquilo que julgo ser um grupo de dissidentes da Dharma Initiative, no mundo exterior, mas que agora parece ser antes os Outros de Benjamin Linus, já que pouco antes de o soltarem lhe dizem que “está a jogar pela equipa errada” e quando este pergunta a que equipa pertencem, respondem-lhe “à equipa que vai vencer”. Como este confronto “entre equipas” na Ilha ocorreu entre os Outros e o grupo do Kahana (de Widmore) eis então percebida a “equipa” a que pertence Ilana: os Outros. E explica-se assim também porque é que ela não sendo uma agente da autoridade deteve Sayid e porque o fez: porque recebeu ordens de Ben para o fazer e para o devolver à Ilha, já que Sayid não revelar querer fazê-lo de livre vontade.

3. Quando Horace “convida” Miles a levar um “pacote” a Radzinsky diz-lhe que foi admitido ao “Círculo de Confiança”, o que significa que entre a Dharma Initiative nem todos sabem o mesmo… Um certo grupo – aparentemente o que reúne na casa de Horace e de onde Sawyer faz parte tem acesso total a toda a informação e locais que motivam a presença da organização na Ilha: nomeadamente os seus verdadeiros objetivos que ainda que tenham sido já revelados no jogo na série televisiva ainda permanecem por aclarar…

4. Quando o “pacote” revela ser um corpo, Miles exerce as suas capacidades únicas para ler os últimos pensamentos na mente do falecido e fica a perceber que este morreu de uma forma muito inusitada: um dente obturado que atravessou o cérebro, causando assim a sua morte. Tendo em conta que os trabalhos em que a Dharma está envolvida na Estação Orquídea se prendem com aquele extremo magnetismo que num episódio anterior desta temporada Pierre Chang já referira ser “extremamente perigoso”, não é difícil compreender o que levou à morte este membro do “círculo de confiança”: o magnetismo extremo que resulta diretamente do mecanismo controlado pela roda e que nós desde à algum tempo acreditamos serem dois microburacos negros, magnéticos e rodando um em torno do outro, gerando assim as deslocações no Espaço e no Tempo que foram o corpo central da narrativa desta 5ª Temporada de “Lost”

5. A lição que Jack limpa do quadro da sala de aulas da Dharma era sobre… Hieróglifos egípcios. Um dos temas mais recorrentes no enredo da Ilha e algo que seria manifestamente do mais alto interesse para constar do programa de ensino na Dharma, já que existem tantos testemunhos de uma variante dessa escrita em antigas ruínas dispersas pela Ilha. A inscrição que Jack apaga diz apenas “a escrita das palavras de Deus”.

6. A construção da Estacão Cisne está a ser camuflada pela Dharma. Aparentemente porque está bem no interior do território dos Outros, definido enquanto tal pelas débeis tréguas entre a Dharma e os Outros.

Categories: LOST (Perdidos) | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: