O efeito das orações segundo um estudo científico

Um estudo científico indicou que as… Orações oferecidas por estranhos não tiveram efeito sobre pessoas que foram alvo de cirurgias ao coração. A conclusão foi o produto de um longo e extenso estudo financiado pela Templeton Foundation. Um outro grupo, em que pacientes sabiam que havia pessoas a orarem a seu favor, demonstrou resultados curiosos, com um aumento das complicações, talvez pela ansiedade criada.

O estudo é o mais extenso jamais realizado tendo começado há mais de dez anos e englobou mais de 1800 pacientes e não tem sido isento de polémicas… Os defensores do poder da Oração alegam que esta é a resposta humana mais antiga ao sofrimento e que pode existir um mecanismo que ainda escapa à compreensão humana e que explicaria o seu sucesso nalguns casos. Os cépticos, por seu lado, proclamam que estudar os efeitos da Oração é um desperdício de recursos e que pressupõe uma intervenção sobrenatural, algo que estará sempre para além do âmbito de um estudo científico.

Este, contudo, não foi o único estudo sobre os efeitos da Oração, sendo de facto apenas um entre outros dez. Mas aprendeu com os erros dos demais e procurou resolver algumas das lacunas e erros identificados nestes.

As conclusões do estudo foram publicadas no prestigiado e cientificamente muito respeitado “The American Heart Journal” e apresentado numa conferencia de imprensa pelos autores do estudo, liderados por Charles Bethea, um cardiologista do “Integris Baptist Medical Center” de Oklahoma City, ou seja, um hospital privado ligado aos Baptistas e logo, alguém de imparcialidade insuspeita, tendo em conta a natureza das conclusões.

No total, este estudo terá custado mais de 2,4 milhões de dólares, provenientes dos cofres da abastada John Templeton Foundation, uma instituição que financia projetos científicos ligados à religiosidade humana.

O estudo abrangeu 1802 pacientes de seis hospitais diferentes. Todos foram alvo de bypass coronários, sendo depois agrupados em três grupos diferentes: dois que recebiam orações e um terceiro, de controlo, que não as recebia. Dos primeiros dois grupos, um sabia quem rezava por eles, o outro, não. As orações foram o produto de “especialistas”, de forma a maximizar o seu efeito e potencial ação, tendo sido selecionados o “St. Paul’s Monastery”, as Carmelitas de Worcester, no Massachussets, e a congregação “Silent Unity”, perto de Kansas City. As congregações usaram os primeiros nomes dos pacientes e as iniciais dos seus últimos nomes, mas nunca os nomes completos, assim como a frase “por uma cirurgia bem sucedida com uma recuperação rápida, saudável e sem complicações”. Trinta dias depois, os pesquisadores compararam os resultados dos três grupos e não encontraram diferenças entre os pacientes que tinham recebido orações dos que não tinham. É claro que como todas as congregações eram cristas alguns poderão questionar se o problema estará aí… Isto é, será que uma oração islâmica ou budista teria sido mais eficiente? Contudo… Suspeito que seriam idênticos, porque se há Deus, este realmente… Não terá religião. Uma razão adicional para ser budista…

Fonte:

http://www.nytimes.com/2006/03/31/health/31pray.html

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, Sociedade | 9 comentários

Navegação de artigos

9 thoughts on “O efeito das orações segundo um estudo científico

  1. Sim ,eu acredito é mt, eu ñ posso deixar de acreditar em um DEUS (YHWH) e seu filho Jesus. Eu acredito e mt no poder da oração, amém.

  2. o efeito placebo é muito poderoso e tem tudo a ver com a crença e o poder da oração.
    a conclusão do estudo, faz pensar… porque parece bem elaborado, extenso e credível.

  3. Gostaria de conhecer a metodologia do estudo, ele foi encomendado por uma organização cristã. Mas estas organizações costumam ser meio idiotas, nem aferem se há ateus praticantes entre os cientistas, o que contaminaria as conclusões. São tão extremistas, que nem olham os próprios pés.

  4. lucianna

    eu quero saber é:quem eram esses pacientes,como vivem?
    depois:quem estava orando?
    um interçessor deve ter certos criterios.orar as vezes não é suficiente, tem mas coisa na historia.

  5. bem, para obter tal grau de detalhe sobre o estudo, o melhor mesmo é ir diretamente à fonte, Lucianna…
    http://www.templeton.org/

  6. ernesto g.d.brito

    Atenção:orar não é só pedir por A ou B é um emitir de energia,e depende muito do estado evolutivo de quem reza ou emite.
    Tambêm tem a ver com com o estado evolutivo de quem é a fonte receptora.
    Para melhor elucidação sobre esta questão e não só,é dispender de um pouco de tempo e ler a obra de ALLAN KARDEC,vale apena gastar esse tempo,asseguro.

  7. Marco Petry

    Interessante o estudo. Parece que a única conclusão lógica a que se poderia chegar, a partir deste “estudo” seria de que a oração não tem eficácia alguma, pois seria uma perda de tempo. Porém, ninguém lembra de buscar as fontes dos milagres atestados por juntas médicas como nos santuários de Lourdes ou Fátima em Portugal. Ninguém se recorda de ir ao fundo das curas ocorridas em grupos de oração, quer Católicos ou Protestantes. Se esquece de buscar a fundo relatos de verdadeiros milagres como cura de cegos, paralíticos ou cancerosos, nos processos canônicos de beatificação, cujas juntas médicas para atestar curas extraordinárias ou milagres são muito detalhistas… só para esquentar o debate… conclusões cinentíficas podem se sobrepor a fatos comprovados pela mesma ciência que os condena?

  8. O TESTE É SIMPLES,SE EU ORAR PARA VC,É PRECISO QUE VC SAIBA DISSO,( EFEITO PLACEBO),ORAR É A ATITUDE DOS FRACOS,JA QUE ORAR E NÃO FAZER NADA É A MESMA COISA,AFINAL QUANDO ALGUEM ROUBA NOSSA CASA A POLICIA NÃO FICA ORANDO DA DELEGACIA, FICA????
    TODOS OS MÉRITOS SÃO DERIVADOS DE AÇÕES, É UM TANTO HIPÓCRITA ORAR.

  9. Isa

    Não se pode estudar um assunto como este de qualquer maneira ou seja, a pessoa tem q ter uma mente totalmente disprovida de todo e qualquer tipo de preconceito,claro q ela precissa crer,como isso não é pra todo mundo acaba se chegando a nenhum resultado congreto..^_^…!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: