Hoax: Os telemóveis não podem ser usados nas Bombas de Abastecimento de Combustível

Já devem ter reparado naqueles autocolantes nas bombas de gasolina com a indicação de que não é permitido utilizar telemóveis na proximidade destas instalações. Estamos aqui perante um dos mitos urbanos mais resilientes da Historia moderna, tão forte que, na Europa, assumiu mesmo a forma de Lei…

De facto, um extenso estudo cientifico conduzido em 2003 por Richard Coates para a petrolífera BP concluiu que dos 243 incêndios registados em postos de abastecimento de combustíveis durante onze anos, nos EUA, nem um só podia ser relacionado com o uso de telemóveis… A maioria fora provocada por descargas de eletricidade estática entre o condutor e o veiculo, mas nem um só caso pode ser atribuído ao uso de telemóveis ou às suas antenas.

A Lei data assim de uma época onde se começava a popularizar o uso destes aparelhos, mas em que ainda não havia o conhecimento suficiente sobre as suas propriedades, razão primeira deste mito com forca de Lei… De facto, a haver lei, esta devia regulamentar e criar formas de evitar a acumulação de cargas estáticas nos veículos… Obrigando por exemplo, todos os fabricantes a instalarem sistemas de ligação a terra, por exemplo.

Fonte:
Science et Vie, Outubro de 2008

Categories: Ciência e Tecnologia, Hoaxes e Mitos Urbanos | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “Hoax: Os telemóveis não podem ser usados nas Bombas de Abastecimento de Combustível

  1. Daniel

    Como se o legislativo no geral fosse culto.

  2. No Brasil também assumiu a forma de lei… complicado.

  3. pois, claro que não é…
    a maioria deles são advogados, logo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: