Daily Archives: 2009/04/06

Até 2020 será possível abastecer 60% de todos os lares da Europa com energia elétrica gerada a partir de aerogeradores

A “Associação Europeia da Energia Eólica” acredita que até 2020 será possível abastecer 60% de todos os lares da Europa com energia elétrica gerada a partir de aerogeradores. Para chegar a este valor, seria preciso produzir 230 gigawatts por via eólica. Em 2008, em toda a Europa já se registou um valor de 8454 MW de eletricidade gerada pelo vento, mais do que o valor gerado por qualquer outra fonte isolada e que correspondendo a 65 GW (em toda a Europa) permite já abastecer 4.2% de todos os lares europeus.

A aposta na eólica continua a ser prioritária em praticamente todos os países do continente e em 2008, com o petróleo a 147 dólares o barril (entretanto a aproximar-se dos 30) houve uma poupança de 5.4 biliões de euros em importações e em 2,4 de emissões de CO2. É certo que os preços desceram e isso diminuiu o interesse económico imediato de todas as energias alternativas, eólica inclusive. contudo, dado o facto de ser chegado ao pico da produção, é evidente que logo que a recessão amainar os preços elevados irão regressar, podendo inclusivamente fazer regressar o clima depressivo se entretanto não tiverem sido encontradas alternativas aos combustíveis fosseis. Por isso é que é importante montar agora as estruturas energéticas alternativas, aproveitando as oportunidades deste momento de crise, ideal para justificar e motivar a grandes alterações estruturais.

Todos os recursos que a Europa está a consumir em importações de gás e petróleo deve ser investido em energias alternativas que garantam não somente a autonomia continental, mas sobretudo a autonomia local em formas de energia. Neste contexto, o papel dos investimentos em eficiência  são tão fundamentais quanto a construção de centrais eólicas, de biomassa, de energia das ondas e de minihídricas. Toda esta dispersão favorecerá a resistência ao impactos de qualquer desastre natural (seca, inundações, etc) e dispersando geograficamente as fontes de energia, criamos emprego e empresas locais e reforçamos a resiliência de uma rede de distribuição de energia que depende hoje excessivamente de grandes centrais de geração de energia elétrica.

Fontes:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1369554
http://www.ewea.org/index.php?id=60&no_cache=1&tx_ttnews[tt_news]=1463&tx_ttnews[backPid]=1&cHash=c6c8965b88

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, Ecologia, Economia | Etiquetas: | 2 comentários

Cinema: Programa de fomento ao documentário vai mostrar "visão contemporânea" da CPLP

.
Lisboa, 06 Abr (Lusa) – O director-geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) sublinhou hoje, em Lisboa, a importância da criação de um programa de produção de documentários que irá mostrar “uma visão contemporânea” dos países-membros.
Hélder Vaz falava durante a sessão de lançamento do Programa de Fomento à Produção e Teledifusão do Documentário da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (DOCTV CPLP), que decorreu hoje, em Lisboa, com a presença do ministro da Cultura, José António Pinto Ribeiro.
Também estiveram presentes o director do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), José Pedro Ribeiro, e o presidente da RTP, Guilherme Costa, entidades directamente envolvidas na iniciativa.
“A divulgação destes documentários permitirá projectar em todos os espaços da CPLP um olhar moderno, contemporâneo, sobre as nossas sociedades. Para além do património e da história que comungamos, temos de comungar o dia-a-dia dos estados-membros” da comunidade, defendeu Hélder Vaz.
O programa “é um contributo para a qualificação, formação e partilha de conhecimentos entre as televisões dos estados-membros, e também dos realizadores e produtores independentes”, salientou ainda o responsável da CPLP.
Aprovado na reunião extraordinária dos Ministros da Educação e da Cultura da CPLP que decorreu em Lisboa, em Novembro do ano passado, o primeiro Programa DOCTV CPLP vai ter um orçamento de um milhão de euros, envolvendo apoio à produção, formação e a realização de um concurso internacional para a criação de documentários.
Por seu turno, o ministro da Cultura, Pinto Ribeiro, aplaudiu a ideia, que atribuiu ao ministro da Cultura do Brasil, Juca Ferreira, a partir de uma experiência semelhante realizada no Brasil, no quadro dos países da América Latina.
“Este projecto é especialmente interessante por ser realizado no âmbito da CPLP, e porque tem a ver com a língua portuguesa”, sublinhou o governante, recordando que este é um elo que liga cerca de 250 milhões de falantes, “noventa e cinco por cento dos quais a viver fora do território português e da Europa”.
O Programa DOCTV CPLP “visa também consolidar, expandir e exprimir uma forma artística baseada na cultura de língua portuguesa”, observou ainda Pinto Ribeiro, reiterando que o Ministério da Cultura definiu a língua “como um vector essencial” da sua actividade política.
No âmbito deste programa, cuja candidatura estará acessível em http://www.ica-ip.pt, cada membro da CPLP vai eleger um projecto de documentário que receberá 50 mil euros para ser produzido em seis meses.
Os documentários serão apresentados em Junho de 2010 e exibidos em todos os países-membros.
AG.
Lusa/Fim

Categories: Cinema | Deixe um comentário

I Encontro Antiutilitarista no Recife I Encontro Antiutilitarista no Recife: É possível uma outra forma de viver que seja mais solidária?

Dias: 07 e 08 de Maio de 2009

Local: Auditório do CCSA – UFPE
Promoção: Jornal do MAUSS IberoLatinoAmericano
Apoio: PROPESQ-UFPE, UNICAP, UFRPE, NUCEM-PPGS/UFPE, Práticas Clínicas Institucionais e Psicologia Comunitária – CFCH/UFPE; Núcleo de Educação, Democracia e Políticas Públicas – CE/UFPE
Comitê Organizador: Prof. Paulo Henrique Martins (PPGS-UFPE), Prof. Aécio Gomes de Matos (PPGS-UFPE), Prof. Alexandre Simão Freitas (CE-UFPE), Profa. Rosinha Barbosa (DEPSI/UFPE), Prof. Drance Elias da Silva (UNICAP).

Secretaria do Encontro: Éder Leão e Renata Holanda (redacao@jornaldomauss.org)

Objetivo do encontro: A crise mundial coloca com muita pertinência a importância de se aprofundar a crítica teórica de temas como modernização, inovação tecnológica, políticas públicas, participação democrática, movimentos sociais e formação de esferas públicas locais. A realização de um balanço provisório das teses, dissertações, pesquisas e outros trabalhos produzidos desde uma perspectiva antiutilitarista, no atual momento, no mundo iberolatinoamericano, constitui uma iniciativa importante para se avaliar as forças, as perspectivas e os conhecimentos disponíveis para se avançar nesta crítica teórica. A realização deste primeiro encontro na cidade do Recife se justifica pelo fato desta cidade constituir, neste momento, um centro de produção relevante de teses antiutilitaristas com um público ativo interessado no debate tanto na academia como no interior da sociedade civil. O objetivo desta iniciativa é de estimular novas reuniões, voltadas para divulgar as teses e experiências antiutilitaristas em diversos domínios do conhecimento, junto a públicos presencias e virtuais de outros centros nos quais vem ocorrendo igualmente o surgimento de redes.

Leia mais: http://www.jornaldomauss.org/

Categories: Brasil | Deixe um comentário

Ex-PM Francisco Fadul vai processar governo guineense

.
O antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau Francisco Fadul disse hoje, antes de viajar para Portugal, que não está arrependido do que disse e reafirmou que vai processar o governo guineense.
O também presidente do Tribunal de Contas do país falava no aeroporto internacional de Bissau, onde chegou de ambulância e escoltado pela Polícia de Intervenção Rápida (PIR) e militares, momentos antes de embarcar no avião da TAP para Lisboa.
«Até à morte nunca me arrependerei. Se vivesse 100 vezes tornaria a dizer 100 vezes aquilo que já disse», afirmou, quando questionado pelos jornalistas se estava arrependido sobre as declarações que fez.
Francisco Fadul foi hoje transferido para Lisboa para receber tratamento médico na sequência de ter sido atacado na sua residência em Bissau, após ter acusado em conferência de imprensa o primeiro-ministro de estar a revelar atitudes de submissão perante os militares.
Questionado sobre o que vai fazer, Francisco Fadul disse que uma das coisas é «processar o governo».
«Vocês esperem para ver. Uma das coisas que vou fazer é processar o governo», afirmou.
O antigo primeiro-ministro guineense disse ainda que foi atacado por militares em carros novos e com fardas e armas novas.
«São os militares. Em carros militares e com fardas novas e falaram-me de assuntos militares. Bandidos não falam de assuntos militares», referiu.
«Com carros novos, com fardas novas, com armas novas. Eu reitero: foram os militares», salientou Francisco Fadul.
«Infelizmente aqueles que eu tenho defendido sempre foram mandados contra mim», lamentou ainda.
Aos guineenses, o presidente do Tribunal de Contas disse que nos «momentos mais terríveis é quando estamos mais próximos da bonança e da satisfação das nossas necessidades».
Sobre o seu estado de saúde, Francisco Fadul afirmou que já ultrapassou a fase de perigo e que vai tudo correr bem.
«Acho que já ultrapassei a fase de perigo. Estou muito combalido, com muitas dores, mas já acredito que tudo vai correr bem», disse.
Diário Digital / Lusa

Categories: Guiné-Bissau | Deixe um comentário

Segundo a UE, Portugal será o país que, na União, terá o maior corte nas pensões de reforma

Um relatório oficial da União Europeia afirma que em 2046, Portugal será o país que, na União, terá o maior corte nas pensões de reforma. É claro que o governo discorda, como é seu papel… Mas negar que quem trabalha hoje em dia, quando se reformar irá receber muito menos de pensão de reforma do que as pessoas que o fazem hoje. Isto resulta da lei aprovada em 2006 e de facto já era uma consequência evidente nessa altura, tendo gerado alguma polémica.

O estudo europeu indica que a pensão média em 2050 baixará dos atuais 71% para apenas 55%! Contudo, a descida será ainda mais pronunciada nos salários mais altos, que sofreram um grande agravamento da carga fiscal nos últimos anos. Este estudo indica que quando o governo socialista alterou a legislação de forma a garantir uma maior sustentação da Segurança Social simplesmente não foi capaz de antecipar a grandeza do impacto que essa alteração teria nas pensões, a médio prazo, já que não acreditamos que se deseje uma redução em metade do valor das pensões! Havia varias alternativas, desde fazer entrar o Orçamento de Estado no calculo das pensões (modelo finlandês e sueco), mas não optou-se por um modelo que, para salvar a curto prazo a solvência da Segurança Social, assegura a pobreza daqueles que hoje labutam e que ainda que tenham os seus pais e avós a receberem 97% dos seus ordenados, estão destinados a receber apenas metade dos salários atuais. E não se diga que “é isto que se faz na Europa”, porque não é, já que esta quebra será a mais elevada da Europa.

O problema essencial reside, ainda, na nossa baixa demografia e na desatenção de sucessivos governos frente a este problema e… A uma excessiva displicência do governo quanto aos problemas humanos que tamanha redução irá trazer a todos os que hoje trabalham e vão sustentando os atuais pensionistas com os seus descontos.

Fonte:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1369356

Categories: Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade