Monthly Archives: Março 2009

Mudanças na Comissão Coordenadora do MIL e no Conselho Editorial da NOVA ÁGUIA.

.
A Comissão Coordenadora do MIL passou de 8 para 16 membros. Terá a vigência de um ano.

Neste momento, é esta a sua composição: Paulo Borges (Presidente), Renato Epifânio, Rui Lopo, Rui Martins, Amândio Silva, Ana Margarida Esteves, Duarte Drumond Braga, Luís Carlos Santos, Maurícia Teles da Silva, Paulo Feitais, António José Borges, Casimiro Ceivães, Eurico Ribeiro, João Beato, José Pires e Miguel Real.

Os novos membros foram também integrados no Conselho Editorial da NOVA ÁGUIA (ver coluna esquerda).

Anúncios
Categories: Comunicados | Deixe um comentário

O acelerador de partículas LHC está prestes a tornar a funcionar…

Depois de um longa paragem para grandes reparações, que ocorreu em meados do ano passado, o LHC (o “Grande Colisionador de Hadrões”, ou LHC) estará novamente operacional no mês de outubro. Contudo, o funcionamento pleno daquele que o maior instrumento científico do mundo e o mais caro jamais construído com os seus impressionantes 6 biliões de euros… o que parece muito, mas que perde grandeza quando comparamos com o “pacote de estímulo económico” de Obama com os seus 860 biliões de dólares…

A avaria de setembro de 2008 seguiu-se a uma outra avaria, de menor impacto (de um transformador) que levou a uma curta paragem semanas antes. Contudo, esta avaria de setembro teve outra gravidade porque um hélio super-refrigerado até 1.8 graus centígrados abaixo de zero foi libertado para o túnel, que teve que ser aquecido em todos os segmentos de 27 Km e depois novamente levado à temperatura original. Tudo isto levou todos estes meses e a uma paragem durante o inverno, provocada pelos custos mais elevados da energia elétrica durante o inverno… um factor a tomar sempre em conta num aparelho que energias de 0.45 teraelectronvolts! Apesar disto, esperava-se que o LHC estivesse operacional ainda em julho, o que não aconteceu porque a paragem foi aproveitada para substituir vários sistemas de reforço e segurança, para minimizar os efeitos de eventuais avarias semelhantes.

O LHC deverá ficar totalmente operacional até ao Outono de 2010, retomando o seu programa de pesquisa, que, tenciona (entre outros pontos) esclarecer a existência do chamado “Bosão de Higgs”, também chamado de “partícula de Deus”, uma particular elementar que nunca foi observada e que pode explicar a origem da massa em todas as outras partículas elementares. A partícula deverá (teoricamente) reaparecer nas colisões a velocidades próximas da luz que são o objetivo primeiro do LHC, recriando as condições do Universo à mais de 13 mil milhões de anos.

No LHC trabalham vários cientistas portugueses, sobretudo nas experiências ATLAS e CMS.

A experiência ATLAS consiste num detector que procurará por novas descobertas nas colisões de protões a muito altas energias que só o LHC pode fazer. O ATLAS procurará descobrir novas fronteiras sobre as forças básicas que moldaram o Universo tal como ele é hoje, procurando a origem do conceito de “massa”, procurando o acima citado “Bosão de Higgs”, dimensões extra no Espaço, os polémicos (porque potencialmente perigosos) micro buracos negros e a mítica “matéria negra” que se crê ser tão abundante no Universo. Em suma, os receios de formação de micro buracos negros que podem crescer e sobreviver o tempo suficiente para engolir toda a Terra e que já provocaram uma vítima, uma rapariga indiana que suicidou por causa do rumor de um apocalipse provocado pelo LHC estão na direta da razão das experiências do ATLAS, onde colaboram vários físicos portugueses, como Ana Henriques, responsável pelo calorímetro hadrónico do ATLAS, um dos sub-detectores do sistema. Na construção do LHC também  participaram várias empresas nacionais, como a Efacec e a ACL -Indústria de Componentes.

Fontes:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1368346
http://en.wikipedia.org/wiki/Large_Hadron_Collider
http://pt.wikipedia.org/wiki/B%C3%B3son_de_Higgs

http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-1058408/Not-Big-Bang-whimper-World-ending-machine-breaks-AGAIN.html

Categories: Ciência e Tecnologia, Sociedade | Etiquetas: | 1 Comentário

Quids S15: Qual é a história deste dedo?

dddddde5

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 13 comentários

Não há (ainda) provas que existam vampiros… mas pelo menos há-as de que no Séc. XVI se acreditava neles

Parece ter sido encontrada a primeira prova de que… Houve vampiros. Ou melhor dizendo, que no passado alguém acreditou tanto que havia vampiros que executou num cadáver de uma mulher, em Veneza, um procedimento tradicional para matar um vampiro e que consistia na introdução de um tijolo na boca do cadáver, de forma a impedir que se pudesse alimentar das numerosas vitimas de Peste que eram enterradas no cemitério na época deste enterramento, o século XVI.

A descoberta teve lugar na pequena ilha de Lazzaretto Nuovo, na lagoa de Veneza e encontra as suas raízes na convicção popular que na época associava a Peste Negra aos vampiros. A descoberta macabra foi feita pelo professor Matteo Borrini, da Universidade de Florença e é a primeira prova arqueológica de um ritual de exorcismo de um vampiro. A ilha foi usada na época como um sanitário para vitimas de Peste e a inserção do tijolo pode resultar de uma exumação onde se descobriu que esse cadáver não apresentava os mesmos níveis de decomposição de outros (um fenómeno natural, mas raro) e da explicação encontrada como sendo o vampirismo da pessoa ali tumulada. Acreditava-se que esses vampiros espalhavam a Peste de forma a sugar a vida remanescente das vitimas de praga até obterem a energia suficiente para regressarem às ruas. Obviamente, todas estas tradições estiveram na base do clássico “Dracula” de Bram Stoker, em 1897, mas como demonstra este macabro e tão curioso achado, a realidade estava muito longe das praticas de cravamento de espetos que Hollywood popularizou a partir da narrativa de Bram Stoker.

Fonte:
Phakamisa Ndzamela
http://www.reuters.com/article/oddlyEnoughNews/idUSTRE52B4RU20090312?feedType=RSS&feedName=oddlyEnoughNews&rpc=69

Categories: História, Hoaxes e Mitos Urbanos, Sociedade | Etiquetas: | 10 comentários

Agostinho da Silva ou da visão omni-abrangente e do amor superativo de ciência, arte, filosofia e política

[…] que filosofias pitorescas são essas que pretendem explicar o mundo e têm de bulhar? Uma filosofia, ao que eu entendo, tem de ser uma explicação total do universo: porque não inclui então aquele que nos aparece como adversário? […] Dirá você que uma concepção dessas, em que todos os contrários se harmonizam, só é possível em Deus. Vamos então nós desistir de chegar a Deus? Essa, para mim, é que é a grande tarefa filosófica, como é a grande tarefa da arte, da ciência, da religião e da sociologia ou, melhor, da política. Do amor também: do amor sempre, porque, se é verdadeiro, ele supera a ciência e a arte, a filosofia e a política – Sete Cartas a um Jovem Filósofo [1945 ], in Textos e Ensaios Filosóficos I, p. 262.

Categories: Agostinho da Silva | Deixe um comentário

A sonda Cassini ativa os seus motores de reserva

A sonda da NASA Cassini foi forçada a recusar ao sistema de propulsão de reserva. Já há algum tempo que os engenheiros de missão da NASA observavam uma sensível degradação do desempenho dos motores principais, em funcionamento contínuo desde 1997 até aos dias de hoje.

A Cassini realizou varias descobertas importantes no sistema de luas de Saturno e, sobretudo, enviou a sonda europeia Huygens até à misteriosa lua de Titã

Os propulsores principais da Cassini foram utilizados para correcções de rota e mudanças de atitude. Os motores de reserva agora ativados são – como os principais – em numero de oito e já foram ativados uma outra vez, durante a longa vida de onze anos da sonda. A sonda Cassini foi concebida para ter praticamente todos os sistemas redundantes, já que a estas distâncias… Não há estações de serviço disponíveis. Pelo menos sem homenzinhos verdes.

Concebida para uma missão que devia demorar apenas 4 anos, a sonda está hoje naquilo a que designa de “modo estendido” havendo planos para a manter ativa até pelo menos 2017, a custo anual de perto de 80 milhões de dólares.

Fonte:
http://www.space.com/missionlaunches/090312-cassini-backup-thrusters.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 3 comentários

Agostinho da Silva: "…tenho a coerência do incoerente e a originalidade de não me importar nada com isso"

Não me preocupa no que penso nem a originalidade nem a coerência. Quanto à primeira, tudo aquilo com que concordo passa a ser meu — ou já meu era e ainda se me não tinha revelado. A minha originalidade está só, porventura, na digestão que faço. Pelo que respeita à coerência, bem me rala; o que penso ou escrevo hoje é do eu de hoje; o de amanhã é livre de, a partir de hoje, ter sua trajectória própria e sua meta particular. Mas, se quiserem pôr-me assinatura que notário reconheça, dirão que tenho a coerência do incoerente e a originalidade de não me importar nada com isso – Pensamento em Farmácia de Província, 1 [1977], in Textos e Ensaios Filosóficos II, p.319.

Categories: Agostinho da Silva | Deixe um comentário

Quids S15: Que sonda é esta?

aasww22221

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 18 comentários

A China quer vender a sua versão dos S-300 russos (com partes dos Patriot)

A China está a tentar comercializar no mercado internacional os mísseis terra-ar HQ-9. Os sistemas estão a ser comercializados sob a designação FD-2000, tendo aparecido assim na recente exposição internacional “African Ground Force Equipment Exhibition”, na Cidade do Cabo, África do Sul e na “Defense Exhibition”, no Paquistão, em novembro de 2008.

A China tem varias brigadas destes mísseis no seu território, tendo cada uma um veículo de comando, seis veículos de controlo, 6 veículos de radar de alvo, 6  “search-target”, 48 veículos lança-mísseis e um total de 192 mísseis.

Sabe-se que o sistema resulta da adaptação local de componentes de mísseis S-300PMU2 russos e de outros obtidos no mercado negro que pertenceram a sistemas norte-americanos MIM-104 Patriot. Por exemplo, o sistema de controlo do HQ-9 é idêntico ao do míssil norte-americano, mas o sistema de propulsão assemelha-se ao russo, assim como o seu aerodinamismo, as aletas de controlo, a tecnologia dos lançadores, os sistemas de controlo, etc. Há suspeitas que parte da tecnologia dos Patriot foi cedida por Israel, como antes terá aliás também acontecido com o “F-16” israelita, o Laavi, que após ter sido cancelado reaparecia como o J-10 chinês…

O alcance de 125 km é notável, ainda que inferior aos 150 km do S-300PMU1 russo ou aos impressionantes 200 km do PMU2, mas superior ao alcance dos Patriot. A qualidade dos radares será talvez a maior fragilidade deste sistema chinês, já que é reputadamente inferior aos sistemas russos e norte-americano. Com estas limitações, é improvável que a China consiga exportar estes sistemas a um cliente mais exigente, mas o mesmo não se pode dizer de muitos países africanos ou do Médio Oriente, que parecem ser o foco da atenção chinesa, como demonstra a sua presença nestas exposições. A existência deste míssil revela aquilo que os chineses são capazes de fazer uma vez que obtenham transferencias de tecnologia: aproveitam-nas e pouco depois, comercializam-nas, retirando mercado aos incautos (geralmente russos) que confiaram neles. Reflecte também a sua vontade em exportar armas para alguns dos locais mais perigosos do mundo e a sua ausência de escrúpulos em exportar sofisticados sistemas de armas para países como o Irão e o Sudão, dois países que provavelmente os irão comprar para defesa contra eventuais ações militares dos EUA… E são para estes uma razão adicional de preocupação, já que ainda que não sejam tão eficientes como os S-300 podem em ataques de saturação, causas baixas muito significativas… Por fim, a confirmarem-se os rumores da cedência de tecnologia Patriot… Israel deveria ser parceira e cliente do F-35? Não, a menos que se queira que a próxima geração de caças de 5a geração chinesa incorpore a sua tecnologia…

Fonte:

http://www.defenseindustrydaily.com/China-Gearing-up-to-Export-HQ-9-Anti-Air-Missiles-05319/

Categories: China, DefenseNewsPt | 5 comentários

4º Encontro Açoriano da Lusofonia

.
Nos Açores juntam-se as 3 Academias de Língua Portuguesa para debater a Açorianidade e a Literatura Açoriana sob o signo do novo acordo ortográfico

Presentes no Cineteatro Lagoense da Câmara Municipal de Lagoa, S. Miguel, Açores de 31 de Março a 4 de Abril no 4º Encontro Açoriano da Lusofonia, os Professores Doutores Adriano Moreira (Vice-Presidente da Academia, Presidente da Classe de Letras, Presidente do Instituto de Altos Estudos da Academia das Ciências de Lisboa), Artur Anselmo (Academia de Ciências de Lisboa Presidente do Instituto de Lexicologia e Lexicografia) que se juntam aos Patronos dos Colóquios desde 2007 João Malaca Casteleiro (Classe de Letras, 2ª Secção – Filologia e Linguística, da Academia de Ciências de Lisboa), e a Evanildo Cavalcante Bechara (Academia Brasileira de Letras) onde estarão também o Professor Doutor Carlos Reis (Reitor da Universidade Aberta, Lisboa), Dr. Ângelo Cristóvão (da Academia Galega da Língua Portuguesa), o Governador do Estado de Santa Catarina, deputados e mais representantes daquele Estado.

Igualmente de salientar a presença numa sessão sobre literatura açoriana dos consagrados escritores CRISTÓVÃO AGUIAR, DANIEL DE SÁ e SIDÓNIO BETTENCOURT, além do notável historiador micaelense MÁRIO MOURA. A participação de 2009 conta com 50 oradores e dezenas de participantes presenciais representando Açores, Austrália, Brasil, Bélgica, Canadá, Eslovénia, França, Galiza, Itália, Moçambique e Portugal.

Assistiremos ao lançamento de quatro livros, integrados numa mostra de autores e obras açorianas, havendo música açoriana, uma representação teatral de Santa Catarina, Brasil e duas sessões de poesia (galega e brasileira).

Pretendemos levar os Açores ao mundo. Independentemente da sua Açorianidade, mas por via dela, pretendemos que mais lusofalantes e lusófilos fiquem a conhecer esta realidade com todas as suas peculiaridades, trazendo aos Açores outras vozes para que desse intercâmbio se possa difundir a verdadeira cultura açoriana.

Contamos com a parceria da Direção Regional das Comunidades estabelecendo as pontes com os Açorianos no Mundo e o imprescindível apoio da autarquia da Lagoa ao nível logístico. Este importante evento é totalmente concebido e levado a cabo por uma rede organizativa de voluntários. Os Encontros, iniciados em 2006 com a duração de apenas dois dias, aumentaram gradualmente a sua relevância e impacto e já se prorrogarão ao longo de cinco dias no Cineteatro Lagoense. Reconhecendo a vitalidade e idiossincrasias da Literatura Açoriana voltam-se, agora, mais para esta vertente, sem descurar a tradução e os aspetos estruturantes que interessa debater da Lusofonia e da Açorianidade.

http://lusofoniazores2009.com.sapo.pt

Categories: Lusofonia | Deixe um comentário

A Rússia terá recusado vender aviões Sukhoi SU-33 à China

Aviões SU-33 no único porta-aviões russo em http://www.defencetalk.com

Aviões SU-33 no único porta-aviões russo em http://www.defencetalk.com

A Rússia recusou o pedido chinês de venda de caças Sukhoi SU-33 adaptados para uso em porta-aviões. A recusa fundamentou-se nos receios de que a China faria engenharia reversa nos aviões de forma a fabricar uma versão mais barata, para exportação, como fez com os mísseis S-300 e os SU-27…

As negociações que agora foram abortadas previam a venda de 50 SU-33 Flanker D que seriam empregues nos novos porta-aviões que a China planeia construir nos próximos anos.

O que parece ter irritado os russos, foi a exigência chinesa de que a Rússia entregasse dois SU-33 para “testes”. A Rússia tinha já ficado irritada quando a China abusou da confiança russa e copiou os SU-27SK que constrói sob licença desde 1995 a troco de 2,5 biliões de dólares. O problema é que foi esta variante que levou à aparição da variante chinesa designada como J-11B que chegou até a ser exportada para o Sudão.

O problema é que a China precisa desesperadamente de um avião para equipar o seu primeiro porta-aviões de 48 mil toneladas, que deverá estar pronto em 2011 e também para o porta-aviões nuclear que construirá em 2020. De que servirão estes navios sem aviões? Assim resta aos chineses aplacar a ira dos seus tradicionais parceiros russos, pagando mais, ou dando novas garantias de que honrará o espírito e a letra dos contratos assinados (ao contrário do que fez no passado) ou optar por fornecedores mais caros e provavelmente ainda mais suspeitosos da sua fiabilidade como cliente de equipamentos de defesa altamente sofisticados e ir bater à porta dos franceses com o seu Rafale-M, já que o Super Hornet ou o F-35C norte-americanos estarão certamente fora de equação… Mesmo com Obama.

Fonte:

http://en.rian.ru/russia/20090310/120493194.html

Categories: China, DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 9 comentários

Campanha de apoio à UBP para a mudança de instalações

“Desde 1997, a União Budista Portuguesa, federação das principais escolas budistas existentes em Portugal, tem assegurado a representação oficial do Budismo junto do Estado, das instituições nacionais e dos órgãos de comunicação social, mantendo uma intensa actividade: organização ou apoio à organização de ensinamentos de mestres autênticos, como S. S. o Dalai Lama; divulgação do Budismo através de cursos, conferências, seminários, filmes e traduções; yoga, meditação e outras actividades benéficas para o corpo e a mente; diálogo inter-religioso; participação em acções caridosas e de solidariedade a respeito de seres humanos e animais.

Durante todo este tempo beneficiámos da oferta do espaço da nossa sede em Lisboa, na Calçada da Ajuda, o que nos permitiu disponibilizá-lo, também gratuitamente, para muitos ensinamentos e manter um preço muito acessível nas demais actividades. Por vários motivos, entre os quais a necessidade de irmos para um espaço mais central em Lisboa, que nos permita corresponder ao número crescente de pessoas que nos procura, precisamos de mudar muito em breve de instalações e passaremos a ter o desafio de pagar uma renda mensal de 1150 euros.

A fim de podermos atingir esse objectivo, mantendo os preços acessíveis que temos praticado, vimos solicitar a ajuda de todos os que estão na via do Buda ou reconhecem a importância e o benefício das nossas actividades.

Propomos assim que se torne Amigo da U.B.P., mediante uma contribuição mensal, por transferência bancária, de 5, 10 ou mais euros, consoante as suas possibilidades, o que será um contributo directo para a manutenção de actividades que visam exclusivamente o bem de todos os seres, com todos os benefícios daí decorrentes para quem dá e quem recebe. Este contributo dará direito a um desconto de 10% nas nossas actividades.

Agradecemos que divulguem esta campanha o mais possível.

Pela Direcção

Paulo Borges

Amigo da U.B.P.:
Para tal faça o seu donativo através do NIB 0010 0000 82682380001 73 junto de qualquer agência do BPI, por multibanco ou preferencialmente por transferência bancária. Agradecemos que nos envie um mail se fizer um donativo por multibanco, ou através de uma agência do BPI.

Sócio da U.B.P.:
Por €30,00 anuais, torne-se sócio da UBP.   Preencha a ficha em:

http://www.uniaobudista.pt/uniao.php?show=filiacao

Pagamento das quotas através  do NIB 0010 0000 82682380001 73 (BPI) junto de qualquer  agência do BPI, por multibanco, ou por transferência bancária. Agradecemos que nos envie um mail se fizer um donativo por multibanco, ou através de uma agência do BPI.

Outras referências:
Local: União Budista Portuguesa, Calçada da Ajuda, 246, 1.º dt.º, Lisboa
Contacto: 21 3634363 (das 18h-21h);
Email: sede@uniaobudista.pt

Ao entregar o seu IRS..não se esqueça..!
Portugal
por sócios e simpatizantes

A União Budista Portuguesa tem o N.º de CONTRIBUINTE 592003264 (Idenficação fiscal) e caracteriza-se juridicamente como PESSOA COLECTIVA RELIGIOSA
Em sede de IRS não se esqueça do DONATIVO (0,5%) a nosso favor:
Todos os contribuintes podem, na sua declaração de IRS, fazer um donativo de 0,5% do valor do imposto liquidado nos termos do Nº6 do Artigo 32º da lei 16/2001, de 22 de Junho.
Na declaração do IRS coloque o nosso NIF… no anexo H-quadro 9- campo 901


Que pelos méritos que nos valem a generosidade  e as outras paramitas
Alcancemos a Budeidade para o bem dos seres vivos!

Categories: Budismo, Portugal, Sociedade Portuguesa | Deixe um comentário

O Nano da Tata Motors

O Nano da Tata Motors em http://www.carrobonito.com

O Nano da Tata Motors em http://www.carrobonito.com

A empresa indiana Tata apresentou mundialmente o “Nano”, um veículo de muito baixo custo, concebido para o mercado indiano, mas que a empresa irá brevemente comercializar em todo o mundo. O Nano estará à venda na Índia já em maio por um preço que não deve ultrapassar os 1800 euros devendo ser fabricadas 60 mil unidades deste pequeno carro de quatro lugares.

Em 2011, o Não começará também a ser vendido na Europa, mas a um preço substancialmente superior, de cinco mil euros… Um aumento explicável não somente por causa dos custos de transporte e armazenagem a partir das fabricas na Índia mas sobretudo pela necessidade de conformar o Nano às mais exigentes normas de segurança e ambientais da União Europeia. Com essas adaptações, o veiculo indiano deverá ficar em cinco mil euros. Mais caro, mas ainda consideravelmente mais económico do que os veículos da Jaguar e Land Rover, que a Tata Motors comprou em 2008… Mais económico e ecológico (especialmente depois de adaptado às exigentes normas europeias) porque um carro tão pequeno como o Nano terá necessariamente uma pegada ecológica muito pequena, assim como um baixo padrão de consumo de combustível. É duvidoso que a adaptação traga um motor tão eficiente como os europeus ou mesmo um sistema híbrido, mas ainda assim continuara a ser uma opção ecologicamente interessante, pelas duas razoes acima listadas.

Fonte:
Euronews – 2009

Categories: Economia, Sociedade | Etiquetas: | 4 comentários

Os africanos descobrem o Brasil

.
Humberto França
Escritor

Nos próximos decênios, o Brasil terá que se preparar para acolher uma notável massa de imigrantes oriundos da África Ocidental. Embora o nosso país seja desconhecido da quase totalidade dos africanos, exceto pelos falantes de Língua Portuguesa, o Brasil, em vista do seu acelerado processo de desenvolvimento social e do gigantismo de sua economia, inevitavelmente, atrairá os jovens africanos que já começam a olhar com avidez para a nossa imensa costa Atlântica. E, aqui desembarcarão. Ao conhecerem melhor a nossa cultura de acolhimento aos estrangeiros e perceberem que poderão se adaptar aos costumes dos brasileiros africanizados, os imigrantes da África dirigirão seus barcos para nossas praias.

África também é aqui. A cultura afro-brasileira, a cor da pele de grande parte de nossa população e o nosso modo de ser e viver poderão inspirar a vinda de grande massa de africanos. Igualmente, o nosso clima tropical, semelhante ao dos países da África Central e Ocidental, as línguas neolatinas, Francês, Português e Espanhol, faladas por parte da população nos 21 países daquelas regiões, que somam aproximadamente duzentos e trinta milhões, facilitarão bastante uma adaptação desses imigrantes à sociedade brasileira. Adicionem-se, ainda, os outros que poderão vir da Nigéria, país de língua oficial inglesa, de mais de cento e quarenta milhões de habitantes.

Outro fator que poderá impulsionar essas levas de africanos é a terrível pressão da pobreza no continente, a explosão populacional e o altíssimo contingente de jovens naqueles países. Ademais, o crescimento do comércio bilateral Brasil – África e a expansão das comunicações e a presença dos produtos culturais brasileiros, logo despertarão um maior interesse dos africanos jovens, em busca de melhores condições de vida, pelo Brasil. É também possível que tal êxodo venha a ser incentivado pelos países europeus que colonizaram a África e que, atualmente, se recusam a acolher imigrantes africanos.

Se bem regulamentada, a presença desses africanos no Brasil não deverá ser considerada uma desvantagem para o nosso país. No entanto, devemos re-elaborar a nossa tendência de tolerância excessiva para com o estrangeiro, pois a presença africana, sobretudo nos estados do Nordeste poderá gerar uma ácida disputa de empregos com os trabalhadores nordestinos não-qualificados. E, portanto, tensões que poderão ser transformar em ódio racial. É verdade que os brasileiros se sentem devedores da contribuição dos africanos ao país. Teremos sim, de acolhê-los, mas necessitamos, desde já, preparar o país para este desafio. Antes, no entanto, para conter um possível excesso migratório, seria melhor que o Brasil construísse um projeto multilateral de desenvolvimento, principalmente agrícola, para os países africanos, sobretudo para Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e a Guiné.

Um recente sinal que aponta para a chegada de africanos aqui, foi a presença de um jovem imigrante clandestino da Guiné, que ao chegar a Bahia, logo trocou passes de bola com um Juiz da Vara da Infância e Juventude de Salvador, e, de pronto, integrou-se num jogo de futebol. Possivelmente, em nenhum país onde o Estado de Direito seja realmente levado a sério, um magistrado brincaria com um estrangeiro que houvesse burlado a lei, sem que o episódio provocasse uma repulsa da sociedade. O fato demonstra que o Brasil, seu povo e suas autoridades precisam, o quanto antes, estar mais bem preparados para lidarem com a grande imigração africana que já vem vindo.

Categories: Brasil | Deixe um comentário

Artur Anselmo: “a língua portuguesa está em plena deriva banalizante”

http://fotos.sapo.pt

Artur Anselmo em http://fotos.sapo.pt

Segundo o filólogo Artur Anselmo a língua portuguesa está em plena deriva banalizante. O filólogo, atualmente presidente do “Instituto de Lexicologia e Lexicografia da Língua Portuguesa” da Academia das Ciências de Lisboa afirma que apenas uma pequena parcela de todas as palavras da língua portuguesa são efetivamente utilizadas. O professor refere que das 110 mil palavras disponíveis no vocabulário, apenas pouco menos de um milhar é utilizado correntemente.

A responsabilidade deste empobrecimento do português resulta em grande medida do facto da língua não ser já definida a partir daquele que era tradicionalmente a fala de Coimbra, e da sua Universidade. Atualmente, são os meios de comunicação que definem esta norma, e que estão, portanto, na direta razão desse empobrecimento radical do vocabulário.

Artur Anselmo acredita que o Acordo Ortográfico de 1990 “não vai resolver todos os problemas”… Aliás, o filólogo acrescentou ainda que: Percebo que os ingleses não tenham acordo nenhum com a Austrália e que os australianos não tenham acordo nenhum com os Estados Unidos da América. Nós queremos consultar um dicionário do Inglês de Inglaterra e consultamos o Oxford mas, se queremos consultar o Inglês dos Estados Unidos, vamos ao Webster”. Adoptando uma posição quando ao Acordo de 1990, é no mínimo… dúbia e especialmente estranha na instituição que em Portugal mais responsabilidades detêm na aplicação do texto do Acordo Ortográfico e que não auguram nada de bom para o empenho que a Academia de Ciência está a imprimir no determinante passo para a sua aplicação que é a elaboração do Vocabulário da nossa variante da língua portuguesa.

Concorda com o Acordo Ortográfico de 1990? Se sim, assine esta petição.

Fonte:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1369376

Categories: Movimento Internacional Lusófono, Nova Águia, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 2 comentários

Videos que mudam a minha vida e a nação

Pablito Basofe y sus muchachas rojas

Epifania

Categories: Humor | Deixe um comentário

Portugal garante o contrato de manutenção dos C-130H líbios


(Um dos C-130H líbios que as OGMA vão manter em http://img.photobucket.com)3891

Nesta perigosa época de recessão económica mundial, Portugal conseguiu assegurar junto da Líbia a renovação do contrato de manutenção dos 10 Hercules C-130H deste país do norte de África nas “Oficinas Gerais de Manutenção Aeronáutica” OGMA. De facto, a notícia é ainda melhor, porque para além de um simples “contrato de manutenção” se prevê também que as OGMA realize diversas atualizações à aviónica e à eletrónica dos aparelhos e se tivermos em conta que o já extenso número de C-130H líbios (dez unidades) será brevemente aumentado ainda mais se as atuais negociações entre os EUA e a Líbia que respeitam à venda de sistemas de defesa e vigilância costeira e de aviões de transporte C-130 se concretizarem…

A Líbia não é propriamente um parceiro exemplar, já que apesar de toda a abertura diplomática recente continua a ser uma ditadura mais ou menos militar e nada democrática. Por isso, depender em excesso de um tal país, é sempre arriscado. Mas é imperativo alavancar a sustentação financeira das OGMA neste tipo de contratos, para obter assim o know-how tecnológico essencial para poder depois participar de forma menos passiva em futuros programas futuros onde Portugal possa ser mais do que um cliente passivo e possa participar na construção ou montagem de aparelhos. Recordemo-nos que devido ao desenvestimento quase total (com excepção para os EH101 Merlin e dos C-295) praticamente todos os meios operacionais das FAP têm mais de 20 anos de uso (Alpha Jets, Epsilon, C-130H, F-16) e em menos de 5 anos terão que começar programas de atualização e substituição de todos estes meios. Então, ou comprados tudo por atacado – como fazem muitos países africanos e do Médio Oriente – ou fazemos como fazem os países mais desenvolvidos e exigimos como contrapartida desses contratos a participação de empresas locais nesses programas. E localmente, não há muitas empresas especializadas na indústria aeroespacial, além da fábrica de componentes que a Embraer vai construir em Évora e das… OGMA, de Alverca.

Fontes:

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1170924

http://www.reuters.com/article/newsOne/idUSTRE5256H720090306
http://en.wikipedia.org/wiki/Libyan_Air_Force

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Economia, Política Internacional, Portugal | Etiquetas: | Deixe um comentário

Na Galiza…

.
A Agrupaçom Cultural O Facho d’A Corunha convida-o assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2008-9

Palestra

O vindouro dia 2 de Abril, quinta-feira (joves), o Professor e investigador, Carlos Taibo, falará dentro do ciclo: Economia, História, e Realidade Social. A sua palestra versará sobre: O nacionalismo espanhol.

Carlos Taibo é Professor de Ciência Política e da Administraçom na Universidade Autónoma de Madrid, onde também tem dirigido o programa de estudos russos do Instituto de Sociologia das Novas Tecnologias. É membro do Conselho Editorial da revista de pensamento critico “Sin Permiso” desde sua fundaçom. É um firme activista do movimento antiglobalizaçom.

A sua obra investigadora é recolhida em diversos livros tanto em galego como em castelám.
Em galego cabe sublinhar:
O castelo de fogos. Nove ensaios sobre ou porvir da Europa do Leste, Europa sen folgos, Un novo Terceiro Mundo, A desintegración de Jugoslávia, Império norte-americano e capitalismo global, Misérias da globalización capitalista, Fendas abertas: Seis ensaios sobre a cuestión nacional.
Entre a sua obra publicada em castelám salientamos:
La desintegración de Yugoslavia, Guerra en Kosova: Un estudio sobre la ingeniería del odio, El conflicto de Chechenia, Las fuerzas armadas en la crisis del sistema soviético, Crisis y cambio en la Europa del Este, Rapiña global, y Sobre política, mercado y convivencia; en colaboración con el economista e escritor José Luis Sampedro.

Dia: 2 de Abril do 2009 – Hora: 8 do serám
Local: Fundaçom Caixa Galiza
Cantom Grande – A Corunha

Categories: Galiza | Deixe um comentário

Da polémica sobre o Provedor de Justiça

O provedor-matusalém em http://www.tvi24.iol.pt

O "provedor-matusalém" em http://www.tvi24.iol.pt

Não percebo bem os contornos desta polémica bizantina em torno do cargo de Provedor de Justiça. Provavelmente, porque me escapam a maior parte das subtilezas jurídicas do Direito (não confundir com Justiça, jamais), ou talvez porque não consiga conceber como os transitórios interesses tachistas de um dado Partido se podem sobrepor aos superiores interesses do Estado. Ou talvez me escapa a densidade bizantina desta trama porque não alcance verdadeira relevância num cargo que no essencial está esvaziado de relevância e que pouco mais serve do que para dar um tacho a um amigo do Bloco Central ou a umas dezenas (?) de acessores e secretárias deste dependentes. Talvez.

Bem sei que o cargo de Provedor de Justiça devia servir para garantir os direitos dos cidadãos contra abusos do Estado (e como os há, neste Estado fiscalmente insaciável) ou como “magistrado de influência” ou mediador entre o cidadão e o Estado. Ora não parece que o cargo cumpra uma ou a outra obrigação! Por um lado, são os rapazes neoliberais do Blasfémias (a descoberta é deles, não minha) que revelam que segundo dados na própria página da Provedoria na Internet das mais de dez mil reclamações de 2007 apenas 19 foram resolvidos através da sua intervenção! Bem sei que ele se diz “provedor-matusalém” justificando a sua fraca motivação e o ainda melhor empenho para uma melhor produtividade, baixíssima já que na mesma página se descobre que 60% dos processos foram arquivados porque os reclamantes não lhes deram os devidos fundamentos. Ou seja, além deste debate em torno de um cargo que parece não ser mais do que um tacho prestigioso para políticos reformados, estamos também perante uma manifesta falta de informação quanto à missão da Provedoria que ainda não se tentou colmatar.

Fonte:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1371283&idCanal=12

Categories: Justiça, Política Nacional, Portugal | 2 comentários

Quids S15: Quem desenhou esta ilustração?

aa5

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 19 comentários

Sobre os escandalosos bónus pagos na AIG com dinheiros públicos

Os gestores de topo da AIG começaram a devolver os seus bónus em numerário. Dos vinte executivos de topo da seguradora, quinze já teriam devolvido esse valor, num total que ascende a… 50 milhões de dólares! Um valor espantoso e muito estranho numa empresa que está em tão grandes dificuldades e que só tem sobrevivido com injeções massivas de biliões de dólares de dinheiro dos contribuintes.

Esse é aliás o maior ponto de ironia e escândalo: a AIG não estaria ainda hoje em funcionamento se não tivesse sido salva pelas injeções de dinheiro publico e, assim, esses 50 milhões vieram deste dinheiro dos contribuintes. Mas na verdade, não foram somente os gestores da AIG a receber bónus… Muitos outros funcionários os receberam, mesmo apesar de alguns pertencerem às divisões de investimento da companhia que estiveram na direta razão do quase colapso da seguradora.

No total, a AIG terá pago mais de 165 milhões de dólares em bónus, ou seja, quase um terço para apenas para quinze gestores e dois terços para todos os demais funcionário, como se não fossem os primeiros os maiores responsáveis pela atual situação!

Ironicamente, a AIG declarou que “estamos muito contentes por uma ampla maioria da liderança de topo da divisão de Produtos Financeiros (que afundou a AIG) ter devolvido os seus bónus”. Isto foi o que se atreveu a dizer uma tal de Christina Pretto, vice presidente da multinacional que não explicou porque é que os gestores se auto-autorgaram bónus tão generosos numa empresa tão mal gerida. Por esquecimento, certamente… A VP também não esclareceu se o seu nome constava nessa lista de felizes abonados nem se devolveu esse prémio pela linda obra que fizeram.

Fonte:
www.cnn.com

Categories: Economia, Política Internacional | Etiquetas: , | 5 comentários

"Pátria ou Morte!"

Já não há filmes religiosos, leia-se, hagiográficos?

Olhe que não, olhe que não…

Se não se vê “a luz”, pelo menos ouve-se…

“Pátria ou Morte!”

Categories: Cinema | Deixe um comentário

A IBM anuncia o despedimento de 5 mil empregados e as suas ações… caiem

Escritório da IBM em 1935 em http://img.zdnet.com

Escritório da IBM em 1935 em http://img.zdnet.com

A IBM anunciou que iria despedir cinco mil trabalhadores nos EUA e… Ato contínuo, as suas ações caíram a pique no NASDAQ. Ora, ainda não há muito tempo, em pleno momento de expansão económica, de cada vez que uma multinacional anunciava uma “restruturação” com despedimentos massivos, as ações subiam automaticamente.

Será que o paradigma está finalmente a mudar? Será que os especuladores bolsistas perceberam finalmente que uma empresa que despede fá-lo por que esta crise e não porque está a melhorar o seu desempenho? De qualquer forma, e como os gestores de topo recebem parte dos seus vencimentos em ações, esta alteração de atitude por parte dos Mercados pode acabar por afectar a vontade excessivamente irresponsável com que alguns gestores fazem despedimentos porque isso… Terá um reflexo direto nos seus próprios rendimentos.

Fonte:

http://tek.sapo.pt/noticias/negocios/ibm_vai_despedir_mais_5_000_nos_eua_986488.html

Categories: Ciência e Tecnologia, Economia, Política Internacional | Etiquetas: , | 3 comentários

Quids S15: Como se chama o marido desta senhora?

sss2

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 30 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 71 comentários

A Marinha vai receber os NPO (finalmente) em 2010… e sobre as novas lanchas de fiscalização

A Marinha portuguesa assinou a 17 de março vários contratos com os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), que respeitam à construção durante os próximos 5 anos de vários navios e lanchas. No total, o valor contratualizado ascende a mais de 500 milhões de euros, o que representa um investimento muito significativo para a Marinha e um rendimento muito importante para os Estaleiros. Por comparação, saiba-se que as duas fragatas holandesas adquiridas recentemente, ficaram por 240 milhões de euros e que logo, estamos aqui perante um valor que ultrapassa este no seu dobro…

O contrato inclui a construção de 5 lanchas de fiscalização, contemplando a opção por mais 3 lanchas, 6 navios de patrulha oceânica (NPO), idênticos aos que estão ainda em construção no estaleiro de Viana e ainda dois navios de combate à poluição que poderão ser utilizados em qualquer cenário de crise ecológica, não somente em Portugal, mas também na Europa. Estes números: 5 lanchas (mais 3); 6 NPO, 2 navios de combate à poluição são uma expansão em relação aos valores previamente conhecidos que previam 8 NPOs e 5 lanchas.

O primeiro NPO será entregue apenas em janeiro de 2010 e o segundo em meados desse ano. Ou seja, a entrega que devia ter ocorrido em 2006…. E que depois foi adiada para 2008 e, ainda para 2009… Ocorrerá apenas em 2010! O que não irá ocorrer cedo demais… já que os cascos dos dois primeiros NPO estão prontos já há muito tempo, desde 2005, de facto, num atraso de contornos pouco claros e que causa estranheza a muitos, a começar pelo próprio ministro da Defesa, Severiano Teixeira que o justificou por se tratar dos primeiros navios de uma nova série e pelos problemas técnicos que daqui necessariamente sempre decorrem.

Os NPOs são navios de utilidade militar muito limitada, dado o seu escasso armamento (um canhão de 40 mm) e ainda que este possa ser suficiente para as missões de fiscalização à pesca e à navegação no Atlântico, dificilmente poderão cumprir as mesmas missões mais militares que as corvetas João Coutinho, um projeto genuinamente português, mas de construção alemã e espanhola, que estavam armadas  com um canhão de 76 mm e outro de 40 mm e das quais Portugal chegou a contar com seis unidades (atualmente em inventário, restam apenas 4). O número de NPOs é adequado à extensão da nossa ZEE, mas porque não foram equipados com um UAV ou até com um sistema de mísseis anti-aéreos? A sua operacionalidade subiria em muito, e os 35 milhões de euros por unidade não subiriam muito, havendo na plataforma de 1600 toneladas ainda espaço disponível… E assim, talvez o interesse manifestado em tempos pela Tunísia, Argentina, Marrocos e Argélia, se pudesse concretizar…

As lanchas de fiscalização vão tomar o lugar deixado pelos muito antigos patrulhas “Cacine”, da década de setenta, sendo a primeira entregue em 2012, mais duas em 2013 e a duas últimas em 2014. Isto se o ENVC cumprirem os prazos, coisa que não fizeram com os NPO… O projeto das lanchas será desenvolvido conjuntamente com um estaleiro alemão ainda não especificado e que tratá a devida aquisição de “know-how” que os Estaleiros poderão depois aplicar noutros projetos semelhantes.

Fontes:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1369574
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=248849
http://www.areamilitar.net/ANALISE/analise.aspx?NrMateria=22&p=3

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Portugal | Etiquetas: , | 19 comentários

MAIS DOIS MEMBROS DO CONSELHO EDITORIAL

.
Em reconhecimento institucional dos relevantes serviços prestados a este projecto, a Direcção da NOVA ÁGUIA decidiu integrar no seu Conselho Editorial mais dois novos membros: Bruno Ferro e Maurícia Teles da Silva, ambos de Setúbal.

O Conselho Editorial da NOVA ÁGUIA não é um órgão fechado e, nessa medida, a Direcção da NOVA ÁGUIA irá nele integrando todas as pessoas que mereçam, na nossa perspectiva, esse reconhecimento institucional.

A Direcção da NOVA ÁGUIA

Categories: Comunicados | Deixe um comentário

Terá a Phoenix Mars Lander descoberto água líquida em Marte?

Phoenix Mars Lander em http://www.space.com

Phoenix Mars Lander em http://www.space.com

A sonda marciana Phoenix Mars Lander conseguiu manter-se ativa em Marte durante cinco meses, muito mais do que inicialmente estimado, e durante a sua presença no pólo norte marciano permitiu demonstrar não só a existência de gelo de agua no pólo norte marciano, como – acreditam alguns – a existência de agua líquida… Essa é pelo menos a opinião de alguns elementos da equipa da Phoenix.

A descoberta – a confirmar-se – poderá revestir-se de uma enorme importância já que a agua é essencial à manutenção dos processos da vida, tal como a conhecemos e consiste na observação de “pequenos glóbulos” junto da base das pernas do Phoenix. O investigador principal da missão, Peter Smith, da Universidade do Arizona, acredita que estes glóbulos são o produto daquilo que foi agua liquida, que se espalhou no Lander quando aterrou.

Contudo, nem toda a equipa científica da Phoenix concorda com esta interpretação. A sonda identificou gelo de agua a escassos centímetros da superfície, mas agua liquida é algo completamente diferente… As temperaturas marcianas oscilam entre os menos 20 e os menos 80 graus Celsius, no verão, e qualquer agua chegue à superfície marciana deve – teoricamente – sublimar-se imediatamente na atmosfera. Sinais disso mesmo foram observados quando o braço robótico da sonda expôs segmentos de gelo subterrâneos. Assim, poderá haver outras explicações para estes glóbulos alem de agua líquida, como compostos químicos mais ou menos exóticos ou até vapor de água libertado pela superfície que entrou em contacto com as pernas do Lander.

Fonte:
http://www.space.com/scienceastronomy/090310-phoenix-water.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 5 comentários

Pelo desenvolvimento sustentável de toda a região duriense e transmontana…

.
COMUNICADO

Exmos. Senhores,

Esta noite foram encerradas as Linhas do Corgo e do Tâmega. Na calada da noite e sem aviso prévio, tal como aconteceu em 1992, com a Linha do Tua, quando o Governo de então era chefiado pelo actual Presidente da Republica, o Prof. Aníbal Cavaco Silva.

As razões, as mesmas de sempre, a segurança! Este Governo não investe em Trás-os-Montes: fecha por motivos de segurança ou de economias de facilitismo de curto prazo.

O Movimento Cívico pela Linha do Tua, não pode deixar de mostrar um profundo desprezo pelas iniciativas deste Governo no que toca às suas politicas para o caminho-de-ferro no Interior transmontano e à forma como atenta contra a dignidade das pessoas que teimam em viver na região. Viver no Interior profundo, viver em Trás-os-Montes, é uma prova de resistência e uma prova de amor à terra, no seu sentido mais profundo, que poucos parecem entender.

O Movimento Cívico pela Linha do Tua solidariza-se com as populações das zonas afectadas pelo encerramento das linhas do Corgo e do Tâmega, e espera que também os deputados eleitos pelos circulos de Vila Real, Bragança e Porto, se manifestem e defendam os interesses dos cidadãos que os elegeram; uma oportunidade e um privilégio de poucos e que até ao momento têm ignorado, de forma politicamente consciente e pouco digna, convém sublinhar.

Exigimos assim, à semelhança do que tem sido a nossa postura face à Linha do Tua, respeito pelos utentes e pelas populações locais. Uma vez que se o esforço de consolidação de segurança é louvável, já não o é o estado a que deixaram chegar a infra-estrutura para ser preciso encerrá-la na sua totalidade. Ou, de forma tão flagrante como aquando da Noite do Roubo em Bragança em 1992, não estão a ser honestos quanto à verdadeira intenção destes encerramentos, pelo que se exige um plano de modernização e o início da intervenção na via imediatamente, e não em datas que nem a própria tutela sabe adiantar porque nem sequer pensaram nestas.

O Tua, Corgo e o Tâmega são sustentáveis e só terão futuro com as populações e para as populações.

Pelo desenvolvimento sustentável de toda a região duriense e transmontana,

Movimento Cívico pela Linha do Tua, 25 de Março de 2009
www.linhadotua.net
Contactos: 91 682 22 37 / linhadotua@gmail.com

Categories: Comunicados | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade