Sobre o surpreendemente avançado programa espacial iraniano

Frequentemente considerado como uma mera extensão propangadística do seu programa de mísseis balísticos, o programa espacial iraniano pode afinal ser mais avançado do que se pensava… O primeiro satélite iraniano foi lançado em 2 de fevereiro de 2009, recorrendo a um lançador construído localmente e que muitos peritos acreditavam não passar de um míssil balístico levado até ao seu limite técnico, afinal pode não ser assim tão limitado e dar assim uma credibilidade renovada ao projeto iraniano de colocar um Homem no Espaço.

(Lançamento do “Omid”)

O primeiro satélite (chamado “Omid”, “esperança”), um satélite cúbico de 40 cm com apenas 25 kg, com vários retransmissores de rádio e instrumentação para “estudar a composição das camadas mais altas da atmosfera”, que foi colocado numa órbita baixa de apenas 250 km de altitude, o que significa que não deverá conseguir manter-se em órbita mais do que algumas semanas, devido à fricção com as camadas mais elevadas da atmosfera terrestre. Não se trata portanto de um satélite muito impressionante, do ponto de vista tecnológico. O mesmo se pensava do seu lançador, o Safir-2, que deveria ser apenas uma evolução a partir dos Scuds soviéticos, nomeadamente da sua versão local, o Shahab-3 construída com auxílio de técnicos norte coreanos. De facto, o Safir-2 corresponde basicamente a dois misseis balísticos, colocados um sobre o outro formando um foguetão de dois estádios, e encimado por um terceiro andar, com um terceiro míssil, mas menor. O problema é que os astrónomos amadores que seguiram o lançamento e a evolução do Omid em órbita registaram que todo o terceiro andar entrou em órbita, sendo muito mais brilhante que o satélite, que é um corpo diferente do primeiro. Isto significa que o Irão consegue colocar em órbita cargas muitos maiores e… em altitudes superiores, se assim o desejar. Alguns peritos, como o professor Geoffrey Forden do MIT acreditam que o Irão pode ter desenvolvido um motor criogénico, mais poderoso que os sistemas de combustível líquido dos seus mísseis balísticos.

Recentemente, Reza Taghipour, o presidente da agência espacial iraniana afirmou que o Irão tinha planos para colocar um homem em órbita até 2021. Este feito seria impossível com um foguetão de apenas dois andares, sem foguetões auxiliares de combustível sólido (como o Longa Marcha 2F chinês) ou os Soyuz russos, com os seus três andares. Tudo depende contudo do tamanho e da potencia deste terceiro andar. Se é demasiado grande e potente, então o primeiro estádio não terá motores com a potencia suficiente para levar uma cápsula tripulada até órbita, se é pequeno… então o primeiro andar é suficiente potente, para receber um terceiro andar pesado e forte o bastante para levar a órbita uma cápsula com um ou dois astronautas.

Até 2010, o Irão deverá lançar mais quatro satélites, melhorando o seu lançador sendo provável que adicionem alguns foguetões de combustível sólido ao primeiro estádio (seguindo o modelo chinês), havendo também a possibilidade de instalação de um sistema semelhante no terceiro andar.

Fontes:
http://www.portlandtribune.com/us_world_news/story.php?story_id=LN300267
http://www.spacetoday.org/Satellites/Iran/IranianSat.html
http://news.bbc.co.uk/2/hi/middle_east/7868116.stm
http://www.reuters.com/article/topNews/idUSTRE5120NN20090203
http://www.iht.com/articles/2009/02/04/africa/04iran.php
http://en.wikipedia.org/wiki/Safir_(rocket)

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 18 comentários

Navegação de artigos

18 thoughts on “Sobre o surpreendemente avançado programa espacial iraniano

  1. Estão de parabéns…sózinhos estão entrando no seleto clube dos paíse com capacidade de lançar e colocar , por conta própria um homem e/ou um satélite no espaço.Congratulações.E assim que se conquista a liberdade.

  2. Luís Fernando

    Tomara que tenham juízo…
    Falta-lhes senso para se manterem calados e aceitarem a evolução das idéias; tecnicismo não leva a nada sozinho.
    Respeito aos direitos humanos e manutenção de estado laico é garantia de liberdade sem os arroubos de exasperação religiosa.
    O triste é que a tecnologia por eles desenvolvida está sendo utilizada com duas finalidades: a ruím é o desenvolvimento de mísseis para se contraporem a Israel com certeza.
    Não sou pró Israel nem a favor de outrem, somente queria que se sentassem e escolhessem a paz.

  3. Para se contraporem contra isrtael esles estão certos, quantas x eles atacaram os sionistas?Quem está invadindo com assentamentos as terras Palestinas ? Se eles estivessem armados no mesmo graus dos outros…Os ianks + o porcossionistas nazisisraelenses já os teria atacados , eles estão certos; só erram nos seus problemas internos.Estão no seleto clube parabéns, ; enquanto isso em certo país Sul américano… e deprimente.

  4. Interessante;o senso de guerra fez eles desenvolverem seu programa espacial em tempo recorde, ie. misseis de longo alcance…uns amigos diziam-me que a humanidade no período de barbarismo saiu do “imobilismo” do mesmo,,V2, avião a jato, radar…olhando bem e sem desejar um outro período negro, eles estão com razão, vide o Irã.

  5. pedro duarte

    tirem-lhes o petroleo,e adeus programa espacial,adeus programa millitar.No dia em que a ditadura do petroleo acabar,o mundo irá conheçer o verdadeiro progresso,justiça e paz para o povo de israel
    israel am chai

  6. Sr.pedroduarte, é justo invadir e tomar as terras dos outros? É justo deixar várias familias sem agua , comida e energia elétrica por + de uma semana?Que deus FDP que aceitaria fazer tal “tortura” aos seus semelhantes? O apóstolo Pedro dise que Deus YAWÉH, o Deus de Jesus, ñ é parcial( Joã.20:17 Rev.1:1 ,3:12 …,gal.3:7,Iped.1:17, )Sem besteirol.Como seres humanos únicos e politicamente diferente :Se eu invadir sua casa vc irá receber-me bem e respeitosamente? Pense, pq se pensar e usar de “empatia ” com certeza muda. Abçss

  7. Ah! tiram-lhes o petróleo e entramos em maior dificuldades do que já nos encontramos, com Deus ou sem deus. Lhes, “nós”, humanos…hehehehe

  8. e ele vai acabar bem depressa… todos os poços iranian são bem “meduros” e deitam petroleo cá para fora desde a década de 40…

  9. Luís Fernando

    Só para espairecer:
    Ok, tire-lhes o petróleo! O que? Que problemas?
    Sem problemas, sem problemas!!!
    Nós cá assumimos a deixa! Viva o Pré-sal!!!
    hehehehehehehe!

  10. Luís Fernando

    Agora, falando sério, uma das questões mais enraizadas no povo judeu é que são eles os escolhidos…
    Não resta dúvida, de um ponto de vista histórico e de desenvolvimento da humanidade à época, que dentre todos os povos, era o povo judeu aquele que reunia as condições necessárias para suportar uma crença revigorante como a que Jesus trouxe (falo a que Jesus trouxe em termos de interpretações e elucidações, não a que o Cristianismo criou, pois são bem diferentes).
    Porém, tendo em vista as raízes que lhes são peculiares, e por uma necessidade de caráter (verdadeira índole espiritual), aquele povo, tão amalgamado em si mesmo acabou por preservar a tradição de uma forma que não condiz com a realidade do mundo.
    Acaba sendo para eles um verdfadeiro atraso tal questão.
    Mas é também verdade que possuem os judeus (não os hebreus) raízes estabelecidas naquela região, e não especificamente os palestinos, que a teriam ocupado após a diáspora.
    Dúvidas ocorrem e sérias com relação ao por iraniano que não é árabe e que teria suas raízes num dos povos que os hebreus expulsaram (durante a campanha para a conquista da terra prometida).
    Questão inusitada então seria estabelecer as origens do povo árabe, especificamente o que se estabeleceu na região da palestina…, mas isto é uma história amplamente questionável e o espaço, de tempo e de discussão é curto.
    Quando do restabelecimento do Estado de Israel pela ONU, ter-se-ia feito um pouco menos de mal se o estado palestino tivesse sido também estabelecido de pronto, suprindo o mínimo de condições necessárias para o estabelecimento da paz numa região que ficou sem comando com o fim do mandato britânico.
    Mas sinceramente, considerando como se deve, ou seja, boa parte da história bíblica como fruto da vontade e da necessidade de preservação do povo de Moisés, posso concluir (e é uma visão pessoal minha), que Deus tem bem pouco ou quase nada com a conflitiva questão humana que a todos incomoda mas que a bem pouco move a resolver.

  11. Luís Fernando

    Fica então patente o porquê das desconfianças e antipatias mútuas entre Iranianos e Israelenses, é coisa que vem de muito tempo…

  12. A judeus que dizem que o “Hebreu”, tal como raça ñ + existe, como nós BRASILeiros;eu li e/ou ouvi um judeus iank falar sobre esse conceito..E as terras do oriente tem de ser divididas entre os Palestinos e Israelenses, que assim se faça ,ambos tem direitos a existirem ..Como propos a Liga Árabe:Terra por Paz e Reconhecimento de todos os Mulçumanos..o que esperam? E pq israel ñ cumpre a resolução 00240 da ONU ? Tenho mt + a dizer..querem ouivir-me( ler )

  13. E temos o présal,e eu preocupo-me com essa idéia de atacar o IRÃ, os persas, ñ são os Palestinos, desarmados e vítimas fácil..o mundo e que vai pagar com nuvens de cinzas atômicas….é ver para crer.

  14. Obama na campanha falou em atacar o Irão, por várias vezes… após a retirada do Iraque, que sucederá nos próximos meses, teremos aqui alguma coisa a acontecer, estou certo.
    a menos que os moderados tomem o poder no Irão, o que iria alterar tudo.

  15. Se isso acontecer, terá de ser ataque massivo e a noite, é com certeza vai aumentar as depesas com + uma frente de guerra, os iranianos vão atravessar a fronteira e ataca-los no irak, e neste meio tempo, o petróleo estará nas nuvens, o seu preço, e vai atrasar ainda mais a recuperação de países como :Espanha, Portugal,os próprios ianks, etc, etc. Ninguém comprar nada um dos outros, terá + desemprego, + revoltas sociais , a CIA já abordou essa questão em um esxtenso relatório ao obama.Espero que esse ataque ñ ocorra e que eu estela errado nests minha análise.Que Deus nos ajude.

  16. Ele vai retirar a maioria dos soldados do irak, + uns 30 mil ficaram e distribuidos, e por questão de segurança nas fronteiras do irã e siria…viu?assim qe vai ser, eles serão atacados…ou eles revidam,atacando além das fronteiras do irak , nesse caso + uma frente de luta, e de desgaste, ou ignoram…+ o petróleo , com o seu valor por barril lá nas alturas…+ desempregos.

  17. bem, continuo cético… aposto numa concentração de forças no Afeganistão, onde a guerra continua muito dura.
    só depois, talcvez, Obama que não é parvo deverá pensar no problema iraniano…
    é claro que estes rumores sobre a bomba iraniana podem mudar este cenário.

  18. ESTAMOS EM JUNHO DE 2011,E ATE AGORA NAO APARECEU NENHUM “PEITUDO” PRA ATACAR OS IRANIANOS(O POVO MAIS PACIFICO DO ORIENTE MEDIO DIGA-SE DE PASSAGEM).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: